VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE: O CINEMA PARA A REFLEXÃO DOCENTE

Dayzi Silva Oliveira, Joyce Maria dos Santos, Felipe Davson Pereira da Silva

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo central apresentar algumas obras cinematográficas que possibilitam reflexões sobre a violência contra a criança e o adolescente em seus diversos aspectos: psicológico, físico e sexual, que podem ser utilizadas no processo de formação docente como prática reflexiva de uma realidade presente na sociedade que tem impacto direto na sociabilidade e processo de aprendizagem da criança e do adolescente no espaço escolar quando vivenciadas. O trabalho com cinema para a formação docente é apreendido através da leitura bibliográfica de Marcos Napolitano (2003; 2009) autor que destaca o filme como exercício do olhar crítico e encantador, sendo o cinema uma forma de arte que possibilita apreender sobre o passado e sobre o presente do mundo em que vivemos. Além do cinema como ferramenta que possibilita a formação docente através de um processo reflexivo, os trabalhos de Saffioti (2004; 1994) são referências para compreender alguns aspectos sobre a violência contra a criança e o adolescente, esta que entende a violência como ruptura de qualquer forma de integridade da vítima seja ela a integridade física, integridade psíquica, integridade sexual e integridade moral. Assim, através dos autores citados alguns filmes que possibilitam o debate entre os docentes sobre a temática são: Preciosa - Uma História de Esperança (2009) que trabalha temas como a violência sexual, a violência física e psicológica vivenciada pela personagem principal Claireece "Preciosa" Jones, além da possiblidade de refletir sobre as ações do Conselho Tutelar. Miss Violence (2013) filme grego que trabalha as diversas formas de violência contra a criança, que apresenta além do impacto psicológico e escolar entre os envolvidos retrata aspectos sobre a instituição família entendida como inviolável o que dificulta o processo de denúncia, assunto que é debatido em Saffioti (1994). Um Segredo entre Nós (2008) filme americano que trabalha a questão da violência física e psicológica entre pai e filho e Baixio das Bestas (2006) filme brasileiro que retrata a violência sexual da crianças e adolescentes no contexto do interior onde o patriarcado apresenta formas mais densas e singulares. Assim, os filmes apresentados se mostraram relevantes por apresentarem diversas formas de violência contra a criança e o adolescente, como as mesmas são isoladas no espaço familiar e como o comportamento destas vitimizadas pode ser apreendido pelos docentes. O debate também se apresenta como importante na formação do professor, tendo em vista que os direitos e deveres das crianças são assegurados como tema que atravessa o currículo pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) o que demanda dos professores conhecimentos sobre temas delicados que envolvem a violência contra a criança e o adolescente, e o cinema se torna assim ferramenta estratégica para a apreensão sobre os mesmos. 


Texto completo:

PDF

Referências


NAPOLITANO, M. Cinema: experiência cultural e escolar. In: TOZZI, D, DANTAS, E. M, BOCALINI, M (org). Caderno de Cinema do Professor: dois / Secretaria da Educação, Fundação para o Desenvolvimento da Educação. São Paulo: FDE, 2009. (Luz, câmera... educação!).

________________. Como Usar o Cinema na Sala de Aula. São Paulo: Contexto, 2003.

SAFFIOTI, H. I. B. Gênero, patriarcado, violência. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

_______________. Introdução: a síndrome do pequeno poder. In: AZEVEDO, M. A. Azevedo; GUERRA, V. N de A. Crianças vitimizadas: a síndrome do pequeno poder. São Paulo: Iglu, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)