O Ato de Presentear: Uma análise no comportamento do consumidor feminino

Amanda Nayanne Ferreira Silva, Marconi Freitas Costa, Maria Raiza Ferreira Moura

Resumo


O ato de presentear é uma parte do comportamento do consumidor repleta de significados explícitos e implícitos e é um comportamento universal existente desde os primórdios da humanidade. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo analisar o comportamento de compra de presentes de consumidores do gênero feminino. Para tanto, foram realizadas cinco entrevistas estruturadas com mulheres moradoras do município de Riacho das Almas, interior de Pernambuco, durante o primeiro semestre de 2019. Para esta análise, as perguntas foram divididas em quatro categorias analíticas: hábitos de compra, motivações para a compra, processo de escolhas e significados do ato de presentear. Os resultados corroboraram com a literatura acadêmica da área ao constatar a preferência feminina por presentes neutros, como livros e chocolates. O hábito de comprar mostrase mais efetivo em ocasiões especiais, sendo direcionado para familiares e amigos próximos. 


Palavras-chave


Ato de presentear; Mulheres; Significados.

Texto completo:

PDF

Referências


Baudrillard, J. (1973). O sistema dos objetos. São Paulo: Perspectiva S.A.

Baumhammer, P., Silva, M. G., & Costa, M. F. (2017). Aspectos simbólicos do smartphone eo eu estendido: um estudo do comportamento do consumidor português. Revista Interdisciplinar de Marketing, 7(2), 175-190.

Beatty, S. E., Kahle, R. L., & Horner, P. (1991). Personal values and gift-giving behavior: a study across cultures. Journal of Business Research, 22, 149-157.

Belk, R. W. (1976). It’s the thought that counts: a signed digraph analysis of gift giving. Journal of Consumer Research, 3, 155-162.

Belk, R. W. (1979). Gift-giving behavior. Research in Marketing (2nd ed.). Jagdish N. Sheth, Greenwich, CT: JAI Press, 95-126.

Belk, R. W., & Coon, G. S. (1993). Gift giving as agapic love: an alternative to the exchange paradigm based on dating experiences. Journal of Consumer Research, 20, 393-417.

Caplow, T. (1982). Christmas gifts and kin net-works. American Sociological Review, 47, 383-392.

Caregnato, R. C. A., & Mutti, R. (2006). Pesquisa qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Revista Texto e Contexto em Enfermagem, 15(4), 679-684.

Coelho, M. C. (2006). O valor das intenções: dádiva, emoção e identidade. Rio de Janeiro: FGV.

Costa, M. F., Moraes, P. A. L., & Angelo, C. F. (2017). Propagandas de apelo emocional e utilitário: efeitos na atitude do consumidor e na percepção do brand equity de um celular Samsung. REGE-Revista de Gestão, 24(3), 268-280.

Costa, M. F., Paula, T. S., Angelo, C. F., & Fouto, N. M. D. (2017). Personalidade da marca, significado do produto e impulsividade na compra por impulso: um estudo em ambiente de shopping center. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, 16(2), 151-166.

Costa, M. F., & Farias, S. A. (2016). Efeitos da música ao vivo e mecanizada em ambientes de varejo supermercadista. Revista de Administração Contemporânea, 20(2), 154-174.

Costa, M. F., Costa, C. E., Angelo, C. F., & Moraes, W. F. A. (2018). Perceived competitive advantage of soccer clubs: a study based on the resource-based view. RAUSP Management Journal, 53(1), 23-34.

Farias, S. A, Dias, C. M., Benevides, V. M. F., Ferreira, P. G. G., & Bezerra, L. E. F. (2001). O Comportamento de Presentear: Dimensões Motivacionais Relevantes para o Marketing. In Encontro Nacional da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Administração, Anais do EnANPAD 2001.

Feitosa, M. G. G ., & Pederneiras, M. (2010). Consultoria Organizacional. São Paulo: Atlas.

Fischer, E., & Arnold, S. (1990). More than a labor of love: gender roles and Christmas gift shopping. Journal of Consumer Research, 17, 333-345.

Costa, M. F., Lima, F. F., & Santos, P. J. (2012). Comportamento do consumidor infantil: um estudo do consumo dos pais em supermercados através da influência dos filhos no momento da compra. Revista Administração em Diálogo, 14(2), 1-25.

Goodwin, C., Smith, K. L., & Spiggle, S. (1990). Gift giving: consumer motivation and the gift purchase process. Advances in Consumer Research, 17, 690-698.

Gould, S. J., & Weil, C. E. (1991). Gift-giving roles and gender self-concepts. Sex Roles, 24, 617-637.

Grubb, E. L., & Grathwohl, H. L. (1967). Consumer self-concept, symbolism and market behavior: a theoretical approach. Journal of Marketing, 31, 22-27.

Kotler, P., & Keller, K. L. (2012). Administração de marketing (14a ed.). São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Larsen, D., & Watson, J. (2001). A guide map to the terrain of gift value. Psychology and Marketing, 18(8), 889-906.

Levy, S. J. (1959). Symbols for Sale. Harvard Business Review, 37(4), 117-124.

Pépece, O. M. C. (2000). O comportamento de presentear: uma análise exploratória (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curitiba, PR, Brasil.

Pépece, O. M. C., Marchetti, R. Z., & Prado, P. (2001). Aspectos sociodemograficos e culturais relacionados à compra de presentes: implicações para o varejo especializado. In Varejo Competitivo. Atlas: São Paulo.

Pépece, O. M. C. (2002). O ato de presentear: o único capaz de transmitir mensagens sem utilizar palavras, de expressar carinho sem utilizar o toque. In Anais do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Salvador, BA, Brasil.

Ribeiro, E. A. (2008). A perspectiva da entrevista na investigação qualitativa. Evidência: olhares e pesquisa em saberes educacionais, 4(4), 129-148.

Schiffman, L. G., & Kanuk, L. L. (2000). Comportamento do Consumidor (6a ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Schwartz, B. (1967). The Social Psychology of the Gift. American Journal of Sociology, 73(1), 1-11).

Silva, J. C., Fechio, A. C., & Pépece, O. M. C. (2014). O Ato de Presentear – Uma revisão das publicações entre os anos de 2000 e 2013. Estudo & Debate, 21(2), 180-200.

Sherry, J. F. (1983). Gift giving in anthropological perspective. Journal of Consumer Research, 10(2), 157-168.

Sherry, J. F., & McGrath, M. A. (1989). Unpacking the holiday presence: a comparative ethnography of two gift stories. Interpretive Consumer Research, 148-167.

Sheth, J. N., Mittal, B., & Newman, B. I. (2001). Comportamento do cliente: indo além do comportamento de do consumidor. São Paulo: Atlas.

Solomon, M. R. (2016). O Comportamento do Consumidor: comprando possuindo e sendo (11a ed.). Porto Alegre: Bookman.

Wolfinbarger, M. F. (1990). Motivations and Symbolism in gift-Giving Behavior. Advances in Consumer Research, 17, 699-706.

Wilkie, W. L. (1994). Consumer behavior (3rd ed.). United States of America: John Wiley & Sons, Inc.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.