POVOS INDÍGENAS NO LIVRO DIDÁTICO: “HISTÓRIA DE PERNAMBUCO”

Maria da Penha da Silva

Resumo


Após a Lei n.º 11.645/2008, que tornou obrigatório o ensino da História e culturas dos povos indígenas na Educação Básica, nota-se que a temática indígena tem ocupado um volume maior de páginas nos livros didáticos de História. Ao mesmo tempo, vem atraindo a atenção de pesquisadores e pesquisadoras sobre esse objeto, assim, contribuindo para a ampliação dos debates acerca do uso de imagens, narrativas e representações dos povos indígenas nas escolas. É nesse contexto de debates que se insere o presente texto, em que propomos discutir alguns aspectos relacionados com a perspectiva ideológica que permeia as narrativas e as imagens dos povos indígenas no livro didático de História: Pernambuco, destinado ao uso por crianças, professores e professoras dos 4.º e 5.º anos do Ensino Fundamental. Nesse sentido, o referido livro traz em si as implicações pedagógicas de se conceber os povos indígenas pela ótica da teoria da mestiçagem.

Palavras-chave: História; Livro didático; Povos indígenas.


Texto completo:

PDF

Referências


ARRUTI, José M. Andion. Morte e vida do Nordeste indígena: a emergência étnica como fenômeno histórico regional. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 8, n. 15, p. 57-94, 1995.

BITTENCOURT, Circe Fernandes. História das populações indígenas na escola: memórias e esquecimentos. In: PEREIRA, Amilcar Araújo; MONTEIRO, Ana Maria (org.). Ensino de História e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013. p. 101-132.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Características gerais dos indígenas: censo demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2012.

COLLET, Célia; PALADINO, Mariana; RUSSO, Kelly. Quebrando preconceitos: subsídios para o ensino das culturas e histórias dos povos indígenas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2014.

FREYRE, Gilberto. Casa grande e senzala: formação da família brasileira sob o regime de economia patriarcal. 46. ed. São Paulo: Global, 2004.

GOMES, Flávio Santos. Amostras humanas: índios, negros e relações interétnicas no Brasil colonial. In: MAGGIE, Yvonne; BARCELLOS, Cláudia (org.). Raça como retórica: a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. p. 27-82.

GRASSI, Leila Gasperazzo Ignatius. Imagem-identidade indígena: construção e transmissão em escolas não indígenas. 2009. 325 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

GRUPIONI, Luís Donizete Benzi. Livros didáticos e fontes de informações sobre as sociedades indígenas no Brasil. In: SILVA, Aracy Lopes da; GRUPIONI, Luís Donizete Benzi (org.). A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1.º 2.º graus. Brasília: MEC, 1995. p. 481-521.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

LOPES, Alice Casimiro. O livro didático nas políticas de currículo. In: PEREIRA, Maria Zuleide da Costa; MOURA, Arlete Pereira (org.). Políticas e práticas curriculares: impasses, tendências e perspectivas. João Pessoa: Ideia, 2005. p. 69-95.

LUCIANO, Gersem dos Santos. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Secad; Laced, 2006.

MELO, Wilke Torres de. Identidade étnica e reciprocidade entre os Fulni-ô de Pernambuco. In: SCHRÖDER, Peter (org.). Cultura, identidade e território no Nordeste indígena: os Fulni-ô. Recife: Edufpe, 2012. p. 121-142.

MONTEIRO, Diego Francisco Cruz. Indígenas e iconografia didática: a imagem dos índios nos manuais de História do Programa Nacional do Livro Didático. Jundiaí: Paco Editorial, 2014.

MONTEIRO, John Manuel. Armas e armadilhas: história e resistência dos índios. In: NOVAES, Adauto (org.). A outra margem do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. p. 237- 249.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis: Vozes, 1999.

OLIVEIRA, João Pacheco de. O efeito “túnel do tempo” e a suposta inautenticidade dos índios atuais. Revista Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 6, n. 2, p. 167-175, 2003.

OLIVEIRA, João Pacheco de. Uma etnologia dos “índios misturados”?: situação colonial, territorialidade e fluxos culturais. In: OLIVEIRA, João Pacheco (org.). A viagem da volta: etnicidade, política e reelaboração cultural no Nordeste indígena. 2. ed. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2004. p. 13-42.

OLIVEIRA, Kelly Emanuelly de. Diga ao povo que avance!: movimento indígena no Nordeste. Recife Fundaj, 2013.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1995.

SCHRÖDER, Peter (org.). Cultura, identidade e território no Nordeste indígena: os Fulni-ô. Recife: Edufpe, 2012.

SILVA, Edson. “Os caboclos” que são índios: história indígena no Nordeste. Revista Portal do São Francisco, Belém de São Francisco, ano 3, n. 3, p. 127-137, 2004.

SILVA, Edson; SILVA, Maria da Penha da. Já não se vê “índios” como antigamente: a abordagem da temática indígena na escola em discussão a partir da Lei n.º 11.645/2008. In: LIMA, Marinalva Vilar de (org.). Educação para as relações étnico-raciais: identidades, etnicidades e alteridades. João Pessoa: CCTA, 2016. p. 253-285.

SILVA, Maria da Penha da. A temática indígena nos anos iniciais do ensino fundamental: um estudo das práticas curriculares docentes em Pesqueira, PE. 2015. 312 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea, Centro Acadêmico do Agreste, Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, 2015.

SOUZA, Vânia Rocha Fialho de Paiva e. As fronteiras do ser Xukuru. Recife: Fundaj, 1998.

TEIXEIRA, Francisco M. P. História: Pernambuco. 2. ed. São Paulo, Ática, 2010.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ