AS PECULIARIDADES DA PROFISSIONALIZAÇÃO DA FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL

Pedro Angelo Pagni

Resumo


O presente artigo analisa o debate filosófico educacional brasileiro do final dos anos 1970 a meados dos anos 1980, se concentrando na recepção do marxismo no campo educacional. O nosso objetivo é dar visibilidade às variadas interpretações do marxismo pedagógico e a discussão produzida pelos pesquisadores desse campo, situando-as no debate filosófico-educacional do período. Por meio da revisão de literatura, verificamos a preponderância de um tipo de apropriação do marxismo gramsciano para abordar as questões pedagógicas, representadas pelas obras de D. Saviani, os questionamentos produzidos por essa interpretação desenvolvidos por Trigueiro Mendes e algumas outras alternativas indicadas por M. Chauí. Dessa forma contribuímos para reconstruir esse debate no campo, cujos ecos de sua repercussão são ouvidos até nossos dias nas produções intelectuais da área da Educação.

Palavras-chave


Filosofia da educação no Brasil, Marxismo pedagógico, Concepção dialética

Texto completo:

PDF

Referências


BOLLNOW, Otto F. Pedagogia e Filosofia da Existência. 2.ed. Petrópolis: Editora Vozes, 1974.

CHAUÍ, Marilena. O que é ser educador hoje? Da arte à ciência: a morte do educador. In: BRANDÃO, Carlos Rodrigues. 1985. O Educador: vida e morte. 5.ed. Rio de Janeiro: Graal.

ELLIOTT, Robert K. Metáfora, imaginación y concepto de educación. In: BARCENA ORBE, Fernando. Et. Al. La Filosofia de la Educación en Europa. Madrid: Dickson, 1992, p. 265-281.

GADOTTI, Moacir. Pensamento Pedagógico Brasileiro. São Paulo: Ática, 1987.

GANDINI, Raquel C. Tecnocracia, Capitalismo e Educação em Anísio Teixeira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

MARTINS, Joel; VIGGIANI BICCUDO, Maria Aparecida. 1983. Estudos sobre Existencialismo, Fenomenologia e Educação. São Paulo: Editora Moraes.

PETERS, Richard S. Educacion as initiation: an inaugural lecture delivered at the University of London, 9 december 1963. London: Institut of Educacion, 1964.

SAVIANI, Dermeval. A filosofia na formação do educador. In:__________. Educação: do senso comum a consciência filosófica. São Paulo: Cortez & Autores Associados, 1980.

__________. Tendências e correntes da educação brasileira. In: TRIGUEIRO MENDES, Dumerval (org). Filosofia da Educação Brasileira. São Paulo: Civilização Brasileira, 1983.

SMEYERS, Paul; MARSHALL, James. A Filosofia da Educação no fim do século XX. In: GHIRALDELLI JR, Paulo. O que é Filosofia da Educação. Rio de janeiro: DP&A Editora, 2000, p. 89-120.

TRIGUEIRO MENDES, Durmeval. Prefácio. In:___________. Filosofia da Educação Brasileira. São Paulo: Civilização Brasileira, 1983.

___________. “Existe uma filosofia da educação brasileira?” In:_________. (org.) Filosofia da Educação Brasileira. 2.ed. São Paulo: Civilização Brasileira, 1985.

___________. Anotações sobre o pensamento educacional no Brasil. In: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília: INEP/MEC, 68(160), set./dez.1987.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ