IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA DE PERMACULTURA COMO PROPOSTA DE METODOLOGIA ATIVA NO ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Júlio Cézar Gama e Silva

Resumo


Vivemos um momento onde a compreensão do equilíbrio entre desenvolvimento econômico e meio ambiente deve ser trabalhada ativamente no ensino de ciências nas escolas. O presente resumo tem o objetivo de apresentar uma experiência desenvolvida durante um programa de Residência Docente na cidade de Feira Nova. Durante tal experiência proporcionada pelo Estágio em Ensino de Biologia 4, observar a escola e perceber que faltava arborização no ambiente me fez pensar em uma proposta para resolver isso. Após dialogar com integrantes da comunidade escolar (alunos, professores, coordenação, gestão), surge a ideia: implantar um sistema permacultura como proposta para o ensino de ciências na escola que resolveria demandas como a arborização e o aproveitamento dos espaços disponíveis. A ideia obteve uma resposta positiva. A permacultura vem como proposta de desenvolver e aplicar técnicas de cultivo sustentável de alimentos, de forma orgânica e que minimizem ao máximo o impacto causado pelas culturas, além de ser uma solução para revitalização de solos degradados. Implantar uma proposta assim permite uma abordagem transversal e que contemple vários aspectos da base curricular do ensino de ciências, mostrando-se então, uma prática que pode ser explorada como uma metodologia ativa, onde os estudantes serão o principal agente do seu desenvolvimento cognitivo e aprendizado, além de contemplar também as diretrizes da educação ambiental. Imergir os alunos em atividades práticas fomenta o aprendizado. O desenho metodológico será desenvolvido a partir de aulas dentro do plano de curso de ciências na escola, traçando linhas que contemplem as bases curriculares e a ideia de desenvolvimento sustentável e aproveitamento dos espaços ociosos. Diante desse cenário, essa proposta fará com que a Escola Municipal Padre Nicolau inove na sua metodologia de ensino de ciências. Os alunos serão os principais agentes de uma grande transformação no ambiente escolar. A proposta permite, além de trabalhar o ensino de ciências de uma perspectiva inovadora, também sanar questões como a arborização dos espaços, trabalhar aspectos de bioconstrução, utilizar-se do sistema para o ensino de várias áreas das ciências, trabalhando ativamente com os alunos e construindo os espaços com o pensamento coletivo, além de contemplar o desenvolvimento holístico do ser.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE, 50670-901.