ENTRE A DOCUMENTAÇÃO E A PRODUÇÃO ARTÍSTICA: Peter Funch e as encruzilhadas da fotografia contemporânea

João Guilherme Peixoto

Resumo


Nascida em meio a uma das mais importantes revoluções da humanidade – a Revolução Industrial – a fotografia, desde seu surgimento, abraçou para si os ideais transformadores desta: desenvolvimento, ruptura com o passado, necessidade de expansão. O entrelaçamento (ou seria a convergência?) entre uma realidade mecânica (óptica) e a outra química (sensibilidade) possibilitou a fotografia expandir a configuração visual do homem, levando-o a romper contratos dentro da cadeia espaço-temporal de representação da realidade (como é o caso no uso da fotografia da ideia de profundidade de campo).


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.