Interação em Fóruns de EAD: a otimização de um espaço de aprendizagem colaborativa

Sônia Virginia Martins Pereira

Resumo


Resumo: O trabalho analisa como se estabelecem as interações em fóruns de Educação a Distância do Curso de Letras da Universidade de Pernambuco – UPE . Identifica as formas de interação nesses fóruns, reconhecendo o gênero como evento e ambiente propiciador de aprendizagens colaborativas. Fundamenta-se em teorias que entendem a interação como princípio de desenvolvimento humano (VYGOTSKY 1998) e (MATURANA, 1997) e outras que focalizam os ambientes virtuais de aprendizagem como possibilidade de cooperação entre os interactantes, Tarouco at al. (2008) e Barbosa (2005). A análise indica: a) excessiva verticalização nas interações; b) limitação da ferramenta a repositório de atividades acadêmicas e c) falta de exploração das potencialidades do fórum como espaço de (re) construção de conhecimentos. Observa-se que é preciso ressignificação do uso da ferramenta para sua eficácia na EAD como espaço de interações horizontalizadas.

Palavras-chave: interação, fóruns, ressignificação

 

 

Abstract: This paper analyzes how interactions in Distance learning forums at the program of Letters at the Universidade de Pernambuco are established. It points out the ways of interactions in such forums, recognizing genres as tools that provide a cooperative learning. It is based on the theories face interaction as a principle of human development. (VYGOTSKY 1998) e (MATURANA, 1997) and some other that focus virtual learning environments as a possibility of cooperation among interacting people. Tarouco at al. (2008) and Barbosa (2005). The analysis shows – a) excessive vertical interactions, -b) limitation in the repository tool for academical activities and –c) failure to explore the potential of the forum as a space of (re)construction of knowledge. It is observed that it is necessary reframing the use of this tool for its effectiveness in distance education as a space for horizontal interactions.

Keywords: interaction, forums, reframing


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, L. Lucena, G. (2005) Comunidades virtuais de aprendizagem: novas dinâmicas de aprendizagem exigem novas formas de avaliação. XVI Simpósio Brasileiro de Informática na Educação. SBC/UFJF. Juiz de Fora – MG.

DOISE, W. (1998). El desarrollo social de la inteligencia: compendio histórico. IN: MUGNY, G e PÉREZ, J. (Eds.). Psicologia Social del Desarrollo Cognitivo. Espanha: Editorial Anthropos.

ECHEITA, G. (1988). Interação Social y Desarrollo de Conceptos Sociales. In: MUGNY, G e PÉREZ, J. (Eds.). Psicologia Social del Desarrollo Cognitivo. Espanha: Editorial Anthropos.

EMLER, N. GLACHAM. (1988). Aprendizaje y Desarrollo Social. IN: MUGNY, G e PÉREZ, J. (Eds.). Psicologia Social del Desarrollo Cognitivo. Espanha: Editorial Anthropos, 1988.

LOSADA, M. (1999). The complex dynamics of high performance teams. Mathematical and Computer Modelling, 30(9 –10), 179–192.

MATURANA, Humberto e VARELA, Francisco J. (1997). De máquinas e seres vivos. 3. ed; Porto Alegre: Artes Médicas.

MUGNY, G e PÉREZ, J. (1998). La Psicologia Social evolutiva:una disciplina en desarrollo. Introducción de los editores. MUGNY, G e PÉREZ, J. (Eds.). Psicologia Social Del Desarrollo Cognitivo. Espanha: Editorial Anthropos.

PERRET-CLERMONT, A. N. (1984). La Construcción de la inteligencia en la interacción social: aprendiendo con los compañeros. Volume XVI de la colección Aprendizaje. Madri: Visor Libros.

PERRET-CLERMONT, Anne-Nelly. (1994). Interações Sociais no Desenvolvimento Cognitivo: novas direções de pesquisa. Cadernos de Psicossociologia e Educação, n. 2. 7-30. jun.1994. p.7-30

PIAGET, J. El nacimiento de la inteligencia en el niño. México: Editorial Grijalbo.

PIAGET, Jean. (1973). Estudos Sociológicos. Rio de Janeiro: Companhia Editora Forense.

SILVA, Marco. (2006). Criar e professorar um curso online: relato de experiência. In: SILVA, Marco. Educação online. 2. ed. São Paulo: Loyola.

SILVA, Tania T.; COELHO, Suzanet Z. e VALENTE, José A. (2009). O papel da reflexão e dos mediadores na capacitação de aprendizes-colaboradores: um dos suportes andragógicos das comunidades virtuais de aprendizagem. In: VALENTE, J. A. e BUSTAMANTE, S. B. V. Educação a Distância: prática e formação do profissional reflexivo. São Paulo: Avercamp.

TAROUCO, L. M.; Mezzari, A.; Ávila, B. G.; Cabral, R. M. B.; Bulegon, A.M.; Favero, R. (2008). Fatores que afetam a performance da comunicação mediada por computador. Renote, Porto Alegre.

VYGOTSKY, L. S.(2008). Formação Social da Mente. 6.ed.- São Paulo: Martins Fontes.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i07p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional