Romances escritos por mulheres do passado: historiografia literária e intervenções culturais

Juliano Carrupt do Nascimento

Resumo


Resumo: Este trabalho estabelece a crítica produzida pelos romances escritos por mulheres durante o período de 1859 a 1927, no âmbito da Literatura Brasileira. Desenvolve a perspectiva historiográfica a partir de prefácios que desorganizam a formação patriarcal do romance brasileiro.

Palavras-chaves: Romance brasileiro. Historiografia Literária. Mulheres.

 

Abstract: This work establishes the end product critical for novel writing for woman in the time of 1857 up to 1927, in Brazilian Literature. Expands the historical perspective next prefaces what disorganize the patriarchal formation of the Brazilian novel.

Key-words: Brazilian novel. Literature historical. Woman.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Julia Lopes de. A intrusa (1908). Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 1994.

ALTHUSSER, Louis. Sobre la reproducción de las relaciones de producción. In: Ideología y aparatos ideológicos de Estado. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 1988. 29-39.

CANDIDO, Antonio. Um instrumento de descoberta e interpretação. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. São Paulo: Livraria Martins Editora V. II., 1964. 109-19.

COBRA, Ercília Nogueira. Virgindade inútil: novela de uma revoltada (1927). In: QUINLAN, Susan C. & SHARPE, Peggy. Visões do passado, previsões do futuro. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Goiânia: Ed. UFG, 1996.

BAKHTIN, Mikhail. Formas de tempo e de cronotopo no romance: (ensaios de poética histórica). In: Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: UNESP: HUCITEC, 1988. 211-362 .

BAKHTIN, Mikhail. A substituição do contexto axiológico do autor pelo contexto literário do material. In: Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003. 180-6.

BERNADES. Maria Thereza Cauby Crescenti. Versão masculina sobre a mulher. In: Mulheres de ontem?: Rio de Janeiro, século XIX. São Paulo: T.A. Queiroz, 1988. 17-94.

BORMANN, Maria Benedita. Lésbia (1890). Florianópolis: Ed. Mulheres, 1998.

DOLORES, Carmem. A luta (1911). Florianópolis: Ed. Mulheres; Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2001.

FREITAS, Emília. A rainha do ignoto (1899). Florianópolis: Ed. Mulheres; Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

PORTELLA, Eduardo. Circunstância e problema da história literária. In: Literatura e realidade nacional. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1971. 21-39.

REIS, Maria Firmina dos. Úrsula (1859). Florianópolis: Ed. Mulheres; Belo Horizonte: PUC Minas, 2004.

SCHMIDT, Rita Therezinha. Recortes de uma história: a construção de um fazer/saber. In: RAMALHO, Cristina (org). Literatura e feminismo: propostas teóricas e reflexões críticas. Rio de Janeiro: Elo, 1999.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i05p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional