Lances de um encontro porvir

Aline Magalhães Pinto

Resumo


Resumo: Partindo do filme, do diretor Jean-Luc Godard, Notre Musique (2004), este texto discute as relações humanas entre poder e ética. Se valendo dos recursos imagéticos e narrativos de Godard, a intenção é tomar o filme como uma abertura ao tempo-espaço não sincrônico da troca. No esforço de sustentar este interstício, peço licença para fazer dialogar textos, idéias e imagens. Abusando do sentido lúdico, pretende-se aqui lançar-se num jogo hipertextual, de “peças” bastante distintas, se consideradas em suas características ditas objetivas: época de produção, corrente de pensamento, autores...A idéia é deixar em segundo plano o contexto de produção das obras para enfatizar um possível dialogo entre elas, numa dimensão discursiva, na qual as idéias emergem em uma temporalidade própria, específica; que possibilite pensar suas tangências e incongruências. Esta relação dialógica pressupõe que uma obra não se reduz a uma estrutura coerente, portadora de um sentido unívoco. O que se torna foco é a investigação de polissemias, buscando um resultado menos intersubjetivo e mais intertextual.



Abstract: Based on the film, from director Jean-Luc Godard, Notre Musique (2004), this text discusses the relationship between power and human ethics. Using the imagistic and narratives resources of Godard, the intention is to take the film as an opening to the space-time non-synchronous . In an effort to sustain this in-let me raise a dialogue texts, ideas and images. We intend to launch here in a hypertextual game of "parts" quite distinct, : time of production, of thought, writers . This requires that a work is not reducible to a coherent structure, an unequivocal meaning. What becomes focus is the investigation of polysemies, seeking a result less intersubjective and more intertextual.


Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.Pp. 248-254.

ARENDT, Hannah E ntr e o p a ssa d o e o f utu r o . São Paulo, Perspectiva, 2005.

AYERBE, Luís Fernando. E stados Unidos e América Latina: a construção da hegemonia. São Paulo:Editora UNESP, 2002, Pp. 32-34.

BREYTENBACH, Breyten. Carta aberta ao General Sharon . IN: Viagem à Palestina/ Russel Banks. … [et al.] Rio de Janeiro: Ediouro, 2004. Pp 63-74

DERRIDA, J . A farmácia de Platão. São Paulo: Iluminuras, 1997. pp 111.

DERRIDA, Jacques. Margens da filosofia. Papirus, Campinas, 1991.Pp 33-65

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. COSACNAIFY,São Paulo, 2004.Pp. 251-317

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: ED. UFMG, 1998. Pp. 19 e ss.

HARTOG, François. Memória de Ulisses: narrativas sobre a fronteira na Grécia antiga. Belo Horizonte: Ed. UFMG. 2004

GARCIA Canclini, Nestor . A globalização imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2003.

GIRARD, René . A violência e o sagrado. São Paulo: Editora Universidade Paulista, 1990;

GOODIS, David. Sans espoir de Retour. Gallimard, 1999.

GRAMMONT, G . Catharse e teoria da leitura. Varia História. Belo Horizonte, n. 25. Julho 2001. pp. 73-80

LEVINAS, Emmanuel. Entre Nós – ensaios sobre a alteridade. Petrópolis: Editora Vozes, 2005. Pp: 21-34.

FERRO, Marc. O filme: uma contra análise da sociedade? In: Le Goff, J. e Nora, P. História: Novos objetos. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1976. Pp: 202

MAFFESOLI, M. Dinâmica da violência. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais. Edições Vértices, 1987.

MAFFESOLI, Michel. O Instante eterno: O retorno do trágico nas sociedades pós-modernas . São Paulo: Zouk, 2003.

MOSCATELI, R. História intelectual: a problemática da interpretação de textos . In: Grandes nomes da história intelectual/ Marcos Antônio Lopes (org.). São Paulo: Contexto, 2003.

Oliveira, Luís Alberto. Virtualidades Reais. IN: Muito além do espetáculo. Novaes, Adauto. (org). São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2005. Pp. 114-127

REIS, Eliana Lourenço de Lima. O entre-lugar do discurso africano . In: Pós-colonialismo, identidade, e mestiçagem cultural: a literatura de Wole Soynka. Rio de Janeiro, Relume-dumará, 1999.

REIS, J. C. Tempo, história e evasão. Campinas: Papirus 1994. Said, Edward. O choque de definições. IN: Reflexões sobre o exílio. Op. Cit. Pp:316-336.

SALMON, Christian . Sabreen ou a paciência . IN: Viagem à Palestina. Op. Cit. Pp: 97-114.

SANTIAGO, Silviano.O cosmopolitismo do pobre. Belo Horizonte: ED UFMG. 2004.

SARTRE, Jean-Paul. A existência do Outro . IN: O Ser e o nada – ensaio de Ontologia fenomenológica. Petrópolis, Rj: Vozes, 1997.

SOUZA, Ricardo Timm de. Fulcro da história, Urgência do pensamento - sobre a compreensão do conjunto da obra de Emmanuel Levinas . IN: Sentido e alteridade: dez ensaios sobre o pensamento de Emmanuel Levinas. Porto Alegre:EDI-PUCRS, 2000. Pp. 45-66.

VELHO, Gilberto. Violência, reciprocidade e desigualdad : uma perspectiva antropológica . IN: Cidadania e violência. Org: VELHO, G. & ALVITO, M. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ,1996.;

WOLFF, Francis. Quem é bárbaro? IN: Civilização e barbárie. Novaes, Adauto. (Org). São Paulo, Companhia das letras, 2004.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i04p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional