O papel da memória discursiva nas produções escritas em língua inglesa como idioma estrangeiro

Maria Aldenora Cabral de Araújo

Resumo


Resumo: Este estudo tem como objetivo compreender o jogo dialógico de contigüidade entre as memórias discursivas da língua materna e da língua Inglesa presentes em enunciados escritos em inglês como idioma estrangeiro. Para isso, os operadores são analisados como atividade simultânea e recursiva da memória enquanto tessitura discursiva. Como pressupostos teóricos, destacam-se a Filosofia da Linguagem, representada por Bakhtin, e a Análise do Discurso, na figura de Pêcheux, Maingueneau, Orlandi, Lopes, Brandão, etc.

Palavras-chave: Memória discursiva; Língua materna; Língua Inglesa.

 

Abstract: This paper has as purpose of analysing the dialogic play of contiguity between the Maternal Language and the English Language in expositions written in English as foreign language. For this, the operators are analysed as simultaneous and recursive activity of the memory while discursive tessitura. The theoretical bases are Philosophy of the Language, represented by Bakhtin, and Analyse of the Discourse, figured by Pêcheux, Maingueneau, Orlandi, Lopes, Brandão, etc.

Keywords: Memory; Maternal Language; English Language.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato. Traduzido da edição americana. Trad.: Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza, 1993.

______. Estética da criação verbal. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000/2003.

BEZERRA, Paulo. Polifonia. In BRAIT, Beth (org.). Bakhtin: conceitos chaves. São Paulo: Contexto, 2005.

BRANDÃO, H. H. N. Introdução à análise do discurso. Campinas: Editora da Unicamp, 1991.

CELADA, M. T. Um equívoco histórico. In: INDURSKY, F. & FERREIRA, M. C. L. (orgs.). Os múltiplos territórios da análise do discurso. Coleção Ensaios, vol. 12. Porto Alegre: Editora Sagra, 1999. p. 301-320.

DE COCK, S. et al. An automated approach to the phrasicon of EFL learners. In: GRANGER, S. (Org. ). Learner English on Computer. New York: Longman, 1998. p. 67-79.

DOOLEY, Robert A.; LEVINSOHN, Stephen H. Análise do discurso: conceitos básicos em lingüística. Tradução de Ruth Julieta da Silva e John White. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

LOPES, Edward. Discurso, texto e significação: uma teoria do interpretante. São Paulo: Cultrix/Secretaria da Cultura, Ciência e Tecnologia, 1978. MAINGUENEAU, D. Novas tendências em análise do discurso. Campinas: Editora da Unicamp- Editora Pontes, 1987.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 6. ed. Campinas, SP: Pontes, 2005.

PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre et ali. Papel da memória. Tradução e introdução José Horta Nunes. Campinas: Pontes, 1999. p 49-57.

______. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Editora da Unicamp, 1975.

RINGBOM, H. Vocabulary frequencies in advanced learner English. In: GRANGER, S. (Org.). Learner English on computer. New York: Longman, 1998. p. 41-52.

ROULET, Eddy; FILLIETTAZ, Laurant; GROBET, Anne. Un modèle et un instrument d’analyse de l’organisation du discourse. Berne: Lang, 2001.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i04p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional