O Lógos e a Especificidade da Linguagem Poética

Antônio Jackson de Souza Brandão

Resumo


Resumo: A partir da imagem do λόγος oferecida pelo Evangelho de São João, buscaremos traçar neste artigo uma correlação entre a encarnação do λόγος divino e a criação do λόγος humano. O homem, ao criar seu λόγος, abriu a si mesmo várias perspectivas: nomear e criar; dominar e destruir. No entanto, é por meio da linguagem poética que ele se aproxima do divino e do eterno, pois o poema cria um mundo próprio, mítico, em que há sempre o presente; por isso rompe com a ratio e com a linguagem considerada normal, representada pela prosa.

Palavras-chave: lógos, poesia, fato poético, temporalidade na poesia.

 

Abstract: From the image of λόγος offered by the St. John’s Gospel, we will trace in this article the correlation between the incarnation of the divine λόγος and the creation of human λόγος. When the human being created his λόγος, opened to himself some perspectives: to nominate and to create; to dominate and to destroy. However through the poetical language that the humanity closes to the divinity and the eternity, because the poem creates a proper and mythical world, where always there is the present; therefore it breaches with the ratio and with the considered normal language, represented by prose.

Key words: lógos, poetry, poetical fact, temporality in the poetry.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Os pensadores: Aristóteles. São Paulo, Nova Fronteira, 1996.

AUERBACH, Erich. Mímese: a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo, Perspectiva, 2004.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo, Hucitec/Annablume, 2002.

BENJAMIM, Walter. Origem do drama barroco alemão. São Paulo, Brasiliense, 1984.

BERGSON, Henri. Matéria e memória. São Paulo, Martins Fontes, 1999.

COHEN, Jean. Estrutura da linguagem poética. São Paulo, Cultrix, 1978.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. São Paulo, Perspectiva, 2003.

ISER, Wolfgang. O ato de leitura: uma teoria do efeito estético. Vol. 2. São Paulo, Ed. 34, 1999.

KEEGAN, John. Uma história da guerra. São Paulo, Cia das Letras, 2006.

KINDERMANN, Heinz (org.). Handbuch der Kulturgeschichte. Potsdam, Akademische Verlagsgesellschaft Athenaion M.B.H., s/d.

LESSING, Gotthold E. Laocoonte ou sobre as fronteiras da pintura e da poesia. São Paulo, Iluminuras, 1998.

LEVIN, Samuel. Estruturas linguísticas em poesia. São Paulo, Cultrix, 1975.

MOISÉS, Massaud. A Literatura Portuguesa através dos textos. São Paulo, Cultrix, 1998.

PAZ, Octavio. Signos em rotação. São Paulo, Perspectiva, 1976.

ROSA, João Guimarães.Sagarana. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2001

VELOSO, Cláudio William. Aristóteles mimético. São Paulo, Discurso Editorial, 2004




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i03p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional