Concordância verbal em Língua de Sinais e suas implicações na escrita da segunda língua

Christiane Cunha de Oliveira, Karina Miranda Machado Borges Cunha

Resumo


Resumo: Este artigo discute a concordância verbal em língua de sinais e sua possível interferência na escrita em língua portuguesa, focalizando os aspectos estruturais da língua materna do sujeito surdo e apontando as características encontradas em sua escrita no português como segunda língua. Finalmente, são apontadas sumariamente as hipóteses levantadas em relação ao texto escrito pelo aluno surdo, pressupondo que o referido aprendiz de português não apresenta as mesmas características de escrita de um ouvinte, e que o domínio da língua de sinais e a aprendizagem da escrita são fatores necessários para que esse sujeito possa desenvolver-se tanto individualmente como socialmente, em sua interação social.

Palavras-chave: Língua de sinais, língua portuguesa, concordância verbal

 

Abstract: This article discusses verb agreement in sign language and its possible interference with Portuguese written, focusing on structural aspects of the mother language of the deaf person and pointing to the characteristics found in the writing of Portuguese as a second language. Finally, the raised hypothesis about the text written by the deaf student here is briefly outlined, assuming that the said students of Portuguese do not present the same written characteristics as a hearing person, and the mastery of the sign language and learning to write are necessary for that person to improve both individually and socially, in his/her social interaction.

Key words: Sign language, Portuguese language, verb agreement


Texto completo:

PDF

Referências


ARMSTRONG, D. F.; STOKOE, W. C.; & WILCOX, S, E. Gesture and the nature of language. New York: Cambridge University Press, 1995.

BERKE, Jamie. (2007) Deaf History – Martha’s Vineyard. Hearing had to learn sign. http://deafness.about.com/cs/featurearticles/a/marthasvineyard.htm. Acesso em julho / 2008.

BERNARDINO, Elidéa Lúcia. Absurdo ou lógica? A produção lingüística dos surdos. Belo Horizonte: Editora Profetizando Vida, 2000.

BOTELHO, Paula. Linguagem e letramento na educação dos surdos – Ideologias e práticas pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

CORRÊA, Mariângela Estelita Barros. Proposta de escrita das línguas de sinais, 1998. 100p. (Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Goiás).

FELIPE, Tanya A. Libras em contexto: curso básico, livro do estudante cursista. In: BRASIL. MEC, SEESP. Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos, 2001.

FERNANDES, Eulália (org.). Surdez e bilingüismo. 2 ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2008. GIVÓN, Talmy. Syntax: An introduction. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 2001.

GOLDFELD, Márcia. A criança surda: Linguagem e cognição numa perspectiva sociointeracionista. 3 ed. São Paulo: Plexus Editora, 2002.

LIMA-SALLES, Heloísa Maria (org.). Bilingüismo dos surdos: questões lingüísticas e educacionais. Goiânia: Cânone Editorial, 2007.

LIMA-SALLES, Heloísa Maria (org.). Ensino de língua portuguesa para surdos: Caminhos para a prática pedagógica. Volume I. In: BRASIL. Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2004.

______. Ensino de língua portuguesa para surdos: Caminhos para a prática pedagógica. Volume II. In: BRASIL. Programa Nacional de Apoio à Educação dos Surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2005.

MEIER. I. A cross-modality perspective on verb agreement. 2002 http://sandlersignlab.haifa.ac.il/irit_articles/Meir_NLLT_2002.pdf. Acesso em abril de 2009. MEIR, I. The morphological realization of semantic fields. 2006. http://www.editora-arara-azul.com.br/ebooks/catalogo/27.pdf . Acesso em abril de 2009.

QUADROS, Ronice Müller & KARNOPP, Lodenir Becker. Língua de sinais brasileira: Estudos lingüísticos. Porto Alegre: Artmed, 2007.

QUADROS, Ronice Müller & SCHMIEDT, Magali L. P. Idéias para ensinar português para alunos surdos. Brasília: MEC, SEESP, 2006.

QUADROS, Ronice Müller & VASCONCELLOS, Maria Lúcia B. de (org.). Questões teóricas das pesquisas em língua de sinais. Petrópolis – RJ: Editora Arara Azul, 2008.

SANDLER, Wendy & LILLO-MARTIN, Diane. Sign language and linguistic universals. Cambridge: Cambridge University Press, 2006.

SILVA, Angela Carrancho & NEMBRI, Armando Guimarães. Ouvindo o silêncio: Surdez, linguagem e educação. Porto Alegre: Mediação, 2008.

SILVA, Marília da Piedade Marinho. A construção de sentidos na escrita do aluno surdo. São Paulo: Plexus Editora, 2001.

ZESHAN, Ulrike. Towards a notion of ‘word’ in sign languages. In: DIXON, R. M. W. and AIKHENVALD, Alexandra Y. Word: A cross-linguistic typology. Cambridge: Cambridge University Press, 2007.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i03p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional