Novas Fronteiras Linguísticas: Um Estudo Sobre o Gênero Autobiográfico

Sandra Maia Farias Vasconcelos, Maria Neurielli Figueiredo Cardoso

Resumo


Resumo: Esse estudo tem como objetivo trazer à tona uma nova categorização dos estudos da narrativa a partir da especificidade histórica pessoal. Percebemos haver uma lacuna nos estudos lingüísticos acerca das narrativas familiares, formadoras da pessoa em sua estrutura pessoal e profissional. Podemos explicar a autobiografia, tomando por base a Lingüística Textual, usando as noções de gênero e tipo de texto para explicar as escritas autobiográficas. Esse tipo textual, aqui chamada tipo narrativo, passa além das categorias tratadas por Barthes (1973) denominadas pelo autor: níveis da narrativa. As Histórias de vida e as narrativas autobiográficas formam uma classe narrativa que abrange as diversas formas de manifestações narrativas cunhadas na emotividade – relação com o emissor – e na realidade dos fatos, aspectos relevantes na construção discursiva.

Palavras-chave: Narrativa autobiográfica, gêneros, escrita de si.

 

Resumen: Este estudio tiene como objetivo sacar a la luz una nueva categorización de los estudios de la narrativa histórica de la especificidad personal. Tenemos un vacío en los estudios linguísticos de la narrativa de la familia lingüística a la persona en la formación de su estructura personal y profesional. Podemos explicar la autobiografía la Lingüística Textual usando las nocçoes de generos y tipos de texto para mostrar las escritas autobiograficas. El tipo de texto, aquí llamado tipo narrativo, está más allá de las categorías abordadas por Barthes (1973) convocado por el autor: los niveles de la narrativa. La historias de vida y las narrativas autobiográficas hacem parte de un grupo mayor, la Autobiografía que cubre las diversas formas de las expresiones narrativas acuñadas en la emoción - la relación con el emisor - y la realidad de los hechos, las cuestiones pertinentes a la construcción discursiva.

Palabras clave: Narrativa autobiográfica, gêneros, escrita de si.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKTHIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 4.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BARTHES, Roland. Introdução a Análise Estrutural da Narrativa. ______ in Análise estrutural da Narrativa. São Paulo: Vozes, 1973.

BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. _______ in Uso e abuso da História Oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo – projeto. São Paulo: Paulus, 2008.

MACHADO, N. A. M. Do modelo ao estilo: possibilidades de autoria em contexto acadêmico-científicos _______ in Trilhas da Escrita: autoria, leitura e ensino. São Paulo: Cortez, 2007.

MAIA-VASCONCELOS, Sandra Farias. Clínica do Discurso: a arte da escuta. Fortaleza: Premius, 2005.

PINEAU, Gaston ; LE GRAND, Jean-Louis. Les histoires de vie. Paris : PUF Que sais-je?, nº 2760, 1993, 1996.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Trad. Alain François et al. Campinas, SP: Unicamp, 2007.

STEDEFORD, Averil. Encarando a morte – Uma abordagem ao relacionamento com o paciente terminal. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

THOMPSON, Paul. A voz do passado: história oral. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. 2 ed.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i03p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional