Entre ensinar e deleitar: a arte de contar histórias no romance O Mundo de Flora

Vera Lucia Albuquerque de Moraes

Resumo


Resumo: O livro O Mundo de Flora (1990) surge como uma obra ao mesmo tempo surpreendentemente simples e complexa: construída em vários planos, com variações de discursos em que vozes narrativas constantemente se alternam, embora exista um fio condutor bem articulado pela personagem Flora, entremeando cenas de sua vida e de seu mundo familiar com episódios recentes e distantes da história de Fortaleza. Aparece no romance, com muita freqüência, um narrador memorialista, produto das inúmeras pesquisas nas áreas da História, da Antropologia e da Sociologia, realizadas pela autora Angela Gutiérrez, em sua avidez de conhecimentos interdisciplinares, principalmente em áreas afins à Literatura.

Palavras-chave: O mundo de Flora, história, memória.

 

Résumée: O Mundo de Flora (1990) : Il s’agit d’une oeuvre au même temps simple et complexe, avec plusieurs plans de constructions. Le principal sujet de ce roman met en lumière des questions pleines d’innocence posées par une jeune fille – Flora – sur la recherche de la connaissance du monde. Le récit montre, aussi, un changement de temps, dans lequel Flora vieille et malade, est tout à fait écartée de son visage primitif : Le choeur de plusieurs voix articule un discours poliphonique, à peu près un mélange de scènes guidées par la mémoire et par des sentiments contradictoires. Il y a, aussi, beaucoup d’épisodes sur l’histoire de la famille de Flora, et, d’une façon générale, sur l’histoire de Fortaleza.

Mots-clés: O Mundo de Flora, mémoire, histoire.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

BARTHES, Roland. “O efeito do real”. In: Literatura e Realidade. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1984.

BENJAMIM, Walter. “A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica e o narrador”. In: ___.Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Brasiliense, 1985.

CARVALHO, Alfredo L. C. Foco Narrativo e Fluxo da Consciência. São Paulo: Pioneira, 1981.

FERNANDES, Ronaldo C. O narrador do Romance. Rio de Janeiro: Livraria Sette Letras, 1996.

FIORIN, José L. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Ática, 1996.

GUTIÉRREZ, Angela.O Mundo de Flora, Fortaleza: UFC – Casa José de Alencar, 1990. (Coleção Alagadiço Novo)

MORAES, Vera Lucia Albuquerque de. “Entre Real e Irreal: o Narrador e as Dimensões da Intersubjetividade”. In: Revista de Letras, no. 25 – vol. ½ - jan/dez 2003.

ROLAND, Ana Maria. Fronteiras da Palavra, Fronteiras da História. Brasília: Editora da UNB, 1997. SANTIAGO, Siviano. “O narrador pós-moderno”. In: Nas Malhas da Letra. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.

SANTIAGO, Siviano. “O narrador pós-moderno”. In: Nas Malhas da Letra. Rio de Janeiro: Rocco, 2002.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i03p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional