Lendas Urbanas: narrativas entre o acontecimento e a estrutura

Carlos Renato Lopes

Resumo


Resumo: Neste ensaio, refletimos sobre de que modo as lendas urbanas poderiam ser consideradas propriamente como narrativas. Buscamos investigar elementos que nos permitam situar tais relatos em uma categoria aparentemente tão genérica e inclusiva, mas ao mesmo tempo dotada de características bastante específicas, conforme o ponto de vista teórico adotado. Num primeiro momento, apresentamos um conjunto de reflexões teóricas sobre a narrativa vindas de diferentes áreas, da história à filosofia, com o objetivo de encontrar aí pontos de intersecção que contribuam diretamente para nossa investigação. Num segundo momento, articulamos a reflexão com teorias de discurso, propondo olhar para as lendas como práticas discursivas localizadas, em permanente movência entre as dimensões da estrutura e do acontecimento.

Palavras-chave: lendas urbanas, narrativa, discurso

 

Abstract: This essay aims at reflecting on the ways in which urban legends could be considered to be narratives. We investigate elements which allow us to situate such accounts within an apparently generic and inclusive, but at the same time specific category, according to the theoretical stance adopted. In the first part of the essay, we present some theoretical reflections on the question of narrative, as developed in such different areas as history and philosophy, with the aim of finding intersecting points which may contribute directly to our investigation. In the second part, we articulate those reflections with discourse theories, proposing to look at urban legends as situated discursive practices, in permanent movement between the dimensions of the structure and the event.

Key words: urban legends, narrative, discourse


Texto completo:

PDF

Referências


ACHARD, P. Memória e produção discursiva do sentido, in: ACHARD, P. (et al.) Papel da Memória. Campinas: Pontes, 1983/1999.

BIRD, E. S. It Makes Sense to Us: Cultural Identity in Local Legends of Place, in: Journal of Contemporary Ethnography, vol. 31, no.5, pp. 519-547. London: Sage Publications, 2002.

BRUNVAND, J. H. Encyclopedia of Urban Legends. New York: W.W. Norton & Company, 2002.

BRUNER, J. Atos de Significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990/1997.

DE CERTEAU, M. Fazer História, in: A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1975/1982.

DE NARDI, F. S. Entre a estrutura e o acontecimento: Uma releitura de Pêcheux e Foucault em busca do sistema, in: www.discurso.ufrgs.br, 2004. Acessado em 13/9/2005.

DERRIDA, J. Acts of Literature. New York e London: Routledge, 1992.

ELLIS, B. Aliens, Ghosts, and Rituals – Legends We Live. Jackson: University Press of Mississsippi, 2001.

FABRÍCIO, B. F. Narrativização da experiência: o triunfo da ordem sobre o acaso, in: MAGALHÃES, I.; GRIGOLETTO, M. e CORACINI, M. J. (orgs.) Práticas Identitárias – Língua e Discurso. São Carlos: Claraluz, 2006.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro e São Paulo: Forense Universitária, 7ª edição, 1969/2004.

GREGOLIN, M. R. Nas malhas da mídia: Agenciando os gêneros, produzindo sentidos, in: BARONAS, R. L. (org.) Identidade Cultural e Linguagem. Cáceres: Unemat Editora; Campinas: Pontes, 2005.

GRIGOLETTO, M. A Resistência das Palavras. Campinas: Ed. da Unicamp, 2002.

LYOTARD, J.-F. The Postmodern Condition: A Report on Knowledge.

Minneapolis: The University of Minnesota Press, 1979/1997.

PÊCHEUX, M. O Discurso – Estrutura ou Acontecimento. Campinas: Pontes, 2ª edição, 1983/1997.

______. Papel da memória, in: ACHARD, P. (et. al.) Papel da Memória.

Campinas: Pontes, 1983/1999.

POSSENTI, S. Teoria do Discurso: um caso de múltiplas rupturas, in: MUSSALIN, F. e BENTES, A. C. (orgs.) Introdução à Lingüística – Fundamentos Epistemológicos. Volume 3. São Paulo: Cortez Editora, 2004.

QUATROCANTOS.COM. www.quatrocantos.com./LENDAS/INDEX.HTM. Acessado em 2 de outubro de 2008.

RENARD, J.-B. Rumeurs et Légendes Urbaines. Paris: PUF, 3e édition, 1999/2006.

RICOEUR, P. Tempo e Narrativa – Tomo I. Campinas: Papirus, 1983/1994.

______. Tempo e Narrativa – Tomo II. Campinas: Papirus, 1984/1995.

______. Tempo e Narrativa – Tomo III. Campinas: Papirus, 1985/1997.

SAHLINS, M. Estrutura e história, in: Ilhas de História. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985/1990.

SNOPES.COM. Urban Legends Reference Page. www.snopes.com. Acessado em 2 de outubro de 2008.

TAÏEB, E. Persistance de la rumeur – Sociologie des rumeurs électroniques, in: Réseaux, Hermès Sciences, n° 106, pp. 233-272, 2001.

TRUBSHAW, B. Explore Folklore. Loughborough: Heart of Albion Press, 2002.

WHITE, H. Trópicos do Discurso – Ensaios sobre a Crítica da Cultura. São Paulo: Edusp, 1978/1994.

______. The Content of the Form: Narrative Discourse and Historical Representation. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 1987.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i02p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional