Sombras do opus magnum: Samuel Beckett dirige A última gravação de Krapp

Felipe Augusto de Souza Santos

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar uma reflexão acerca do trabalho de Samuel Beckett como encenador de sua própria dramaturgia. Para tanto, abordaremos as encenações dirigidas por Beckett de A última gravação de Krapp, observando detalhes do trabalho de transposição realizado pelo dramaturgo-encenador de sua dramaturgia para o palco.

Palavras-chave: Samuel Beckett, A última gravação de Krapp, dramaturgia, encenação, teatro moderno.

 

Abstract: This article aims to present a reflection on the work of Samuel Beckett as the director of his own dramaturgy. For that, we will approach the stagings directed by Beckett of Krapp’s Last Tape, observing details of the work of transposition realized by the playwright-director of his dramaturgy for the stage.

Key-words: Samuel Beckett, Krapp’s Last Tape, dramaturgy, staging, modern theatre.


Palavras-chave


Samuel Beckett, A última gravação de Krapp, dramaturgia, encenação, teatro moderno.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i20p12-29



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional