Documentos oficiais em diálogo

Beth Brait, Jozanes Assunção Nunes

Resumo


Este artigo tem por objetivo refletir sobre a contribuição de autores russos para a ciência da linguagem, do ponto de vista epistemológico, teórico e metodológico, sinalizando a maneira como, ainda hoje, a perspectiva dialógica, deles derivada, possibilita a compreensão de discursos contemporâneos socialmente significativos. Para dar conta dessa tarefa, dois aspectos foram metodologicamente delineados: (i) a escolha dos pensadores que participam do hoje denominado “Círculo de Bakhtin” e cuja concepção de linguagem mudou o paradigma dos estudos linguísticos e literários; (ii) a delimitação do corpus em torno de documentos oficiais brasileiros contemporâneos: Pareceres CNE/CES n. 492/2001 e CNE/CP n. 2/2015, que fundamentam, respectivamente, as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Letras e novas Diretrizes Curriculares para formação de professores. A análise dialógica evidenciou que, ao dialogarem, os documentos afirmam posições axiológicas centrípetas, reveladas no estabelecimento de normas para os cursos de Letras, objetivando direcionar a constituição dos projetos pedagógicos dos cursos.

Palavras-chave


Documentos oficiais; Cursos de Letras; Perspectiva dialógica; Estudos bakhtinianos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i21p144-168



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional