As recriações do mito de Don Juan por Valle-Inclán

Ester Abreu Vieira de Oliveira, Maria Mirtis Caser

Resumo


Trata-se de identificar na obra de Don Ramón de Valle-Inclán, a apropriação que faz em suas produções dramáticas e romanescas, do tema do donjuanismo, com o que se denuncia a sociedade, a imprensa, a política, a religião e os costumes dominantes na sociedade espanhola do século XIX. Nas atuações dos personagens Juanito, Don Juan de Montenegros e El Marqués de Bradomín, o autor mostra a profunda separação entre homens e mulheres, patrões e empregados, Igreja e fiéis, tratando com linguagem experimental as mazelas de seu tempo. O estudo se centra no mito de Don Juan, e para seu aprofundamento serão utilizados os apontamentos de Eliade (1972), Frye (1973) e Oliveira (2013).


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i22p52-71



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional