Reflexões filosóficas e personagens literárias: o comum problema do valor

Heloisa Helena Siqueira Correia

Resumo


No esforço de encontrar um diálogo possível entre determinadas reflexões do filósofo Friedrich Nietzsche e narrativas de Jorge Luis Borges, objetiva-se tatear a configuração do problema dos valores em contexto pós morte de Deus em ambos os registros, filosófico e literário. O texto atravessa dinamicamente as fronteiras da filosofia e da literatura percorrendo caminhos de mão dupla inaugurados pela extinção do essencialismo e pelo perspectivismo, que fomenta a percepção da manipulação de valores que foram tradicionalmente atrelados ao Bem ou ao Mal. Para tanto, aborda aspectos do pensamento nietzscheano que explicitam a historicidade dos valores e a semelhança entre valores aparentemente contrários, além de identificar a inversão de valores como uma estratégia de poder. E narrativas borgeanas cujas personagens praticam ações furta-cor, a um só tempo ações infames e heroicas, o que desemboca no alerta ao leitor, no que diz respeito aos perigos éticos que o envolvem. Envolviam-no quando o leitor se balizava pelo Bem e Mal tomados como verdades absotulas e o envolvem agora, quando reconhece a transita pelo perspectivismo dos valores.


Palavras-chave


Friedrich Nietzsche; Jorge Luis Borges; Filosofia; Literatura; Valores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i24p163%20-%20177



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional