Sequências brasileiras, ruptura mundial

Edu Teruki Otsuka

Resumo


Focalizando os ensaios reunidos no livro Sequências brasileiras, publicado em 1999, este artigo apresenta alguns aspectos da crítica de Roberto Schwarz, em particular a discussão de traços contemporâneos do capitalismo e seus efeitos no Brasil, em consequência dos quais Schwarz delineou uma reconsideração crítica de categorias e quadros teóricos que prevaleceram nas interpretações anteriores da experiência histórica brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, Perry. Modernidade e revolução. In: Afinidades seletivas. Trad. Paulo César Castanheira. São Paulo: Boitempo, 2002, p. 101-133.

ARANTES, Otília B. F. O envelhecimento do novo. In: Urbanismo em fim de linha e outros estudos sobre o colapso da modernização arquitetônica. São Paulo: Edusp, 1998, p. 19-40.

ARANTES, Otília B. F. & ARANTES, Paulo E. Um ponto cego no projeto moderno de Jürgen Habermas: Arquitetura e dimensão estética depois das vanguardas. São Paulo: Brasiliense, 1992.

ARANTES, Paulo Eduardo. O fio da meada: Uma conversa e quatro entrevistas sobre filosofia e vida nacional. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. Trad. Sergio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1985, p. 165-196.

GONÇALVES, Anderson; OTSUKA, Edu Teruki; RABELLO, Ivone Daré. O retratista e os intelectuais às voltas com 1964. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, no prelo [2013].

JAMESON, Fredric. Periodizando os anos 60. In: HOLANDA, Heloísa Buarque de (Org.). Pós-modernismo e política. Rio de Janeiro: Rocco, 1991, p. 81-126.

KURZ, Robert. O colapso da modernização: Da derrocada do socialismo de caserna à crise da economia mundial. Trad. Karen Elsabe Barbosa. 3ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

OLIVEIRA, Francisco de. O ornitorrinco. In: Crítica à razão dualista / O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003, p. 121-150.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as batatas: Forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Duas Cidades, 1977.

______. Martinha versus Lucrécia. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

______. O pai de família e outros estudos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

______. Que horas são? São Paulo: Companhia das Letras, 1987a.

______. Sequências brasileiras. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

______. Um mestre na periferia do capitalismo: Machado de Assis. São Paulo: Duas Cidades, 1990.

______. Ainda o livro de Kurz. Novos Estudos CEBRAP, n. 37, São Paulo, novembro de 1993, p. 133-137.

______. Entrevista com Roberto Schwarz [por Eva L. Corredor]. Literatura e sociedade, n. 6, São Paulo: DTLLC-FFLCH-USP, p. 14-37, 2001-2002.

______. Roberto Schwarz. In: MONTERO, Paula e MOURA, Flávio (Orgs.). Retrato de grupo: 40 anos do Cebrap. São Paulo: Cosac Naify, 2009, p. 242-3.

______. Roberto Schwarz põe as coisas no lugar [Entrevista a Augusto Massi]. Folha de S. Paulo, Ilustrada, p. A-57, 8 de novembro de 1987b.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i11p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional