Uma leitura interacionista sociodiscursiva do ensino de inglês a alunos com deficiência visual: representações de uma professora

Betânia Passos Medrado, Rosycléa da Silva Dantas

Resumo


Resumo: Este artigo, pautado nos princípios e conceitos do Interacionismo Sociodiscursivo (ISD) e em pressupostos sobre desenvolvimento humano, objetiva discutir as representações de uma professora em contexto de ensino a alunos com deficiência visual. Tomando por base os motivos, as intenções e as capacidades para agir, a análise apontou para o fato de que ao reconhecer as dificuldades enfrentadas em um contexto desconhecido, a professora evidencia a sua compreensão dos conflitos como fonte de aprendizagem.

Palavras-chave: trabalho docente, deficiência visual, conflitos

 

Abstract: This article is based on the principles and concepts of the Sociodiscursive Interactionism, and on assumptions about human development. Therefore, it aims at analyzing a teacher´s representations of her experience with visually impaired students. Taking into consideration the motives, intentions and the capacities to act, the analysis signals that once recognizing the difficulties faced when teaching in an unknown context, the teacher demonstrates her understanding of the conflicts as a source for learning.

Keywords: teaching, visual impairment, conflicts

 


Texto completo:

PDF

Referências


AMIGUES, R. Trabalho do professor e trabalho de ensino. In: MACHADO, Anna Rachel (Org.). O ensino como trabalho. São Paulo: EDUEL, 2004.

BRONCKART, J. P. Linguagem e representações: uma abordagem interacionista social. Trad. Cecília Almeida. Psychocope. 1998, p. 16-18.

______. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. São Paulo: EDUC, 2003.

______. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. São Paulo: Mercado de Letras, 2006.

______. O Agir nos Discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. São Paulo, Mercado de Letras, 2008.

______. Um retorno necessário à questão do desenvolvimento. In: BUENO, L.; LOPES, A. P. T.; CRISTOVÃO, V. L. (Orgs.). Gêneros textuais e formação inicial: uma homenagem à Malu Matencio. São Paulo: Mercado de Letras, 2013.

CLOT, Y. A função psicológica do trabalho. Petrópolis: Vozes, 2007.

______. Vygostki: para além da Psicologia Cognitiva. Pro-posições, v. 17, nº2, 2006, p.19-30.

CRISTOVÃO, V. L. L; FOGAÇA, F. C.. Desenvolvimento: um conceito constitutivo do gênero profissional docente. In: CRISTOVÃO, V. L. L. (org.). Estudos da Linguagem à luz do Interacionismo Sociodiscursivo. Londrina: UEL, 2008.

DAMIANOVIC, M. C. Vygotsky: um estrategista para lidar com conflitos. In: DAMIANOVIC, M. C. et.al (orgs.). Vygotsky: uma revisita no início do século XXI. São Paulo: Andross, 2009.

DANTAS, R. “A gente vive num mundo normal”: Afetividade e construção do conhecimento na aula de língua inglesa para deficientes visuais. 2010. 58f. (monografia-inédita) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2010.

DIAS, R. M. de M. A construção das normas: o trabalho de professores de espanhol como língua estrangeira (E/LE) junto a alunos deficientes visuais. 2008. 202f. (dissertação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

DIONÍSIO, Â. Análise da Conversação. In: MUSSALIM, F.; BENTES, A. (Orgs.). Introdução à Linguística: fundamentos epistemológicos. São Paulo: Cortez, 2001.

DOMINGUES, C. dos A. et al. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: os alunos com deficiência visual: baixa visão e cegueira. Brasília: MEC/SEE, 2010.

FAÏTA, D. Gêneros de discurso, gêneros de atividade, análise da atividade do professor. In: MACHADO, A. R. (org.). O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. São Paulo: EDUEL, 2004.

FARREL, M. Deficiências sensoriais e incapacidades físicas: guia do professor. Porto Alegre: ArtMed, 2008.

HOLZMAN, L. H. Pragmatismo e materialismo dialético do desenvolvimento da linguagem. In: DANIELS, H. (Org.). Uma introdução a Vygostsky. São Paulo: Loyola, 2002.

KLEIMAN, A. B. Agenda da Pesquisa e ação em Linguítica Aplicada: problematizações In: MOITA LOPES, L. P. (Org.). Linguística aplicada na modernidade recente: festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013.

MACHADO, A. R. Por uma concepção ampliada do trabalho do professor. In: GUIMARÃES, A. M. M. et. al. O Interacionismo Sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas. São Paulo: Mercado de Letras, 2007.

______. et al. Relações entre linguagem e trabalho educacional: novas perspectivas e métodos no quadro do interacionismo sociodiscursivo. In: CRISTOVÃO, V. L. e ABREU-TARDELLI, L. S. (Orgs.). Linguagem e educação: o trabalho do professor em uma nova perspectiva. São Paulo: Mercado de Letras, 2009.

______; BRONCKART, J. P. (Re-)configurações do trabalho do professor construídas nos e pelos textos: a perspectiva metodológica do grupo ALTER-LAEL. In: CRISTOVÃO, V. L. e ABREU-TARDELLI, L.S. (Orgs.). Linguagem e educação: o trabalho do professor em uma nova perspectiva. São Paulo: Mercado de Letras, 2009.

MATEUS, E. Práxis colaborativa e as possibilidades de ser-com-o-outro. In: SCHETTINI, R. H. et al (Orgs.). Vygostsky: uma revisita no início do século XXI. São Paulo: Andross, 2009.

______.; KADRI, M. S. E. Práticas significativas no ensino e na formação de professores/as de inglês: recriando realidades por meio do estágio no programa institucional de bolsa de iniciação à docência. In: LIBERALI, F.C. et al (Orgs.). A teoria da atividade sócio-histórico-cultural e a escola: recriando realidades sociais. São Paulo: Pontes, 2012.

MEDRADO, B. P. Espelho, Espelho Meu: Um estudo sociocognitivo sobre a conceptualização do fazer pedagógico em narrativas de professoras. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2008.

MOITA LOPES, L. P. Discurso de identidades. São Paulo. Mercado de letras, 2003.

______. Uma Linguística Aplicada Mestiça e Ideologica: interrogando o campo como linguista aplicado. In: MOITA-LOPES, L.P. (Org). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

______. Da Aplicação de Linguística à Linguística Aplicada Indisciplinar. In: PERREIRA, R. C.; ROCA, P. (Orgs.). Linguística aplicada: um caminho com diferentes acessos. São Paulo: Contexto, 2009.

______. Fotografias da Linguística Aplicada brasileira na modernidade recente: contextos escolares. In: MOITA LOPES, L. P. (Org.). Linguística aplicada na modernidade recente: festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013.

NOUROUDINE, A. A linguagem: dispositivo revelador da complexidade do trabalho. In: SOUZA-E-SILVA, M. C. P. e FAÏTA, D. (Orgs.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002.

PÉREZ, M. Com a palavra, o professor: vozes e representações à luz do interacionismo sociodiscursivo. 2009. 153f. (Dissertação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2009.

PINTO, R. O interacionismo sociodiscursivo, a inserção social, a construção da cidadania e a formação de crenças e valores do agir individual. In: GUIMARÃES, A. M. M. et al (Orgs.). O Interacionismo Sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas. São Paulo: Mercado de Letras, 2007.

RAJAGOPALAN, K. Repensar o papel da Linguística Aplicada. In: MOITA-LOPES, L.P. (Org). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

SANTOS, V. C. C.. Psicologia do desenvolvimento da criança com limitação visual. João Pessoa, 2009. (mimeo).

SCHNEUWLY, B. Le développement du concept de développement chez Vygotski. In: CLOT, Y. (Org.). Avec Vygotski: suivi de le problème de la conscience. Paris: La Dispute, 2002.

SKLIAR, C. A inclusão que é “nossa” e a diferença que é do “outro”. In: RODRIGUES, D. (org.). Inclusão e Educação: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

VYGOTSKY, L. S. The Fundamentals of Defectology (Abnormal Psychology and Learning Disabilities) In: The Collected Works of L. S. Vygotsky. Editores da tradução para o inglês: R. W. Rieberand A.S. Carton. New York: Plenum Press, 1993 [1934].

______. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2000.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i14p221-239

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional