Poemas

Josely Vianna

Resumo


JOSELY VIANNA BAPTISTA, poeta e tradutora, nasceu em Curitiba (PR), em 1957. Publicou os livros de poesia Ar (1991), Corpografia (1992), Outro (em co-autoria com Arnaldo Antunes, no álbum de arte homônimo de Maria Angela Biscaia, 2001), Sol sobre nuvens (2007) e Roça Barroca (2011). Em 2002, seu livro infantil A Concha das Mil Coisas Maravilhosas do Velho Caramujo (Mirabilia, 2001; ilustrações de Guilherme Zamoner) recebeu o VI Prémio Internacional del Libro Ilustrado Infantil y Juvenil do governo do México. Em 2005, lançou Terra sem Mal: com rolanças e mergulhos pelos divinos roteiros secretos dos índios Guarani (Mirabilia; ilustrações de Guilherme Zamoner). Uma coletânea de seus poemas, On the shining screen of the eyelids, foi premiada em 2001 pelo Creative Works Fund, de San Francisco, e editada nos EUA em 2003 (Manifest Press, tradução de Chris Daniels). Os poros flóridos foi lançado no México em 2002 (Los poros flóridos, Aldus, com tradução de Reynaldo Jiménez e Roberto Echavarren) e nos EUA, em 2006, em 1913 - A journal of forms (Roanoke, tradução de Chris Daniels e R. Alfarano). Em 2004, publicou Musa paradisiaca: antologia da página de cultura 1995/2000 (Mirabilia), coligindo parte de seu trabalho em jornalismo cultural. Josely publicou traduções de importantes autores latino-americanos, como Jorge Luis Borges, Lezama Lima, Cabrera Infante, Alejo Carpentier, Coral Bracho e Juan Filloy, entre outros.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i10p541-543



 

Qualis (CAPES): B1 (Quadriênio 2013-2016)

Diretórios:


Indexadores:

 JURN: Get the research you need, free

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

 

 

Institucional