A Identidade como Efeito Discursivo: da Materialidade da Língua à Discursividade do Arquivo

Mara Rúbia de Souza Rodrigues Morais

Resumo


Resumo: Este trabalho inscrito nos Estudos Linguísticos busca reconduzir a materialidade da língua à discursividade do arquivo, para compreender a construção de efeitos identitários na obra "Quarto de despejo: diário de uma favelada". Trata-se de um estudo descritivo-interpretativista que reconfigura três categorias linguísticas (formas de modalidade, junção conectiva e deslocamento sintático) mediante o jogo do interdiscurso com o intradiscurso. Situando-se para além da divisão estanque entre o de dentro e o de fora  da língua, esta análise prestigia um movimento de desterritorialização teórica, em que o objeto discurso não é tomado na complementaridade do objeto língua. Como resultado da análise, depreende-se que a intercessão da sintaxe com a historicidade compõe a divisão de uma posição-sujeito de porta-voz dos excluídos, bem como a congregação dos objetos em um regime de formação, traduzido pela valorização do local e do regional e pelo rechaçamento do saber da história tradicional em prol do intempestivo e heterodoxo saber “pós-moderno”. Em suma, este trabalho fundamentado nos pressupostos da Análise do Discurso reafirma que o enunciado é, antes de tudo, atestado pela língua no interior do arquivo.

Palavras-chave: discurso, língua, identidade.


Abstract: This study aims to bring the linguistic materiality to the plan of the discourse with the objective of understand the social identities. This is a descriptive-interpretive study that resizes three categories (forms of sport, displacement syntactical and connective junction) through the game interdiscourse/intradiscourse. In addition to division between the inside and outside of language, this analysis performs a movement of deterritorialization theoretical in which the object discourse is not designed on the complementarity of the object language. As a result of the analysis of discursive materiality, it appears that the intercession of the syntax with the historicity produces the division of the subject position of spokesperson for the excluded, and the congregation of the objects in a training regime, represented by the appreciation of local and regional and by invalidation of the traditional story in favor of the untimely and heterodox know "postmodern." In summary, this work based on the concepts of discourse analysis insists that the statement is, first of all, attested by the language inside the file.

Keywords: discourse, language, identity.


Texto completo:

PDF

Referências


AZEREDO, J. C. Iniciação à sintaxe do português. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: J. Zahar Ed., 2001.

BLANCHOT, M. A parte do fogo. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

BOSI, E. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 11ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

CALLOU, D. et al. Topicalização e deslocamento à esquerda: Sintaxe e Prosódia. In: CASTILHO, A. T. (Org). Gramática do Português Falado Volume III: As Abordagens. Campinas: Editora da Unicamp. 1993. p.p. 315-360

COURTINE, J. J. Quelques problèmes théoriques et méthodologiques en analyse du discours; à propos du discours communiste adressé aux chrétiens. In: Langages, 62. Paris: Didier-Larousse, p.9-127, 1981 (tradução de circulação restrita: Sírio Possenti).

DE CERTEAU, M. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 13 ª edição. Petrópolis/RJ: Vozes, 2007.

DELEUZE, G. Diferença e repetição. 2ª edição. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

DERRIDA, J. Estados-da-alma da psicanálise. O impossível para além da soberana crueldade. São Paulo: Escuta, 2001.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. 7 ed., Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

______. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H. & RABINOW, P. Michel Foucault. Uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. p. p. 231-249.

FUCHS, C. .& PÊCHEUX, M. A língua inatingível. O discurso na história da Linguística. Campinas/SP: Pontes, 2004.

GREGOLIN, M. R. V. Foucault e Pêcheux na análise do discurso: diálogos e duelos. São Carlos: ClaraLuz, 2004.

GRIGOLETTO, M. Leituras sobre a identidade: contingência, negatividade e invenção. São Carlos/SP: Claraluz, 2006.

KOCH, I. O texto e a construção dos sentidos. 9ª edição. São Paulo: Contexto, 2007.

MAZIÈRE, F. A Análise do Discurso: história e práticas. São Paulo: Parábola Editorial, 2007.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 2ª ed. Campinas, SP: Ed. da Unicamp, 1995.

______. Papel da memória. In: ACHARD, P. et al Papel da memória. Campinas, SP: Pontes, 1999.

PONTES, E. O tópico no português do Brasil. Campinas/SP: Pontes, 1987.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i09p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional