Histórias, Narrativas de Vida e Estudos de Consumo: Uma aproximação possível?

Marcelo de Rezende Pinto, Georgiana Luna Batinga, Gustavo Tomaz de Almeida, Bruno Medeiros Ássimos

Resumo


O consumo na sociedade atual pode ser considerado um fenômeno que atravessa diversos campos de estudo e tangencia diferentes perspectivas de análise, oferecendo uma ampla gama de interpretações, por isso é interessante refletir sobre aproximações com outros campos. Essa percepção oportunizou a elaboração desse trabalho, que tem como objetivo discutir como a abordagem teórico-metodológica de histórias e narrativas de vida pode contribuir para o entendimento do consumo como uma prática da vida cotidiana, como um fenômeno amplo, multifacetado, com múltiplos sentidos e vozes. Dessa forma, a condução desse estudo aponta para os diálogos e contribuições possíveis entre o consumo na perspectiva social e culturalmente construída e a abordagem histórias e narrativas de vida. Foram observados pontos de aderência entre a literatura consultada, relacionando-os com os processos intersubjetivos de consumidores baseados nas vivências compartilhadas, que, consensualmente, oferecem sentido ao mundo, comum aos dois campos.


Palavras-chave


Cultura e Consumo; Narrativas de Vidas; Estórias de Vidas.

Texto completo:

PDF

Referências


Baker, S. M. (2006). Consumer normalcy: Understanding the value of shopping through narratives of consumers with visual impairments. Journal of Retailing, 82(1), 37-50.

Barbosa, L. (2003). Marketing Etnográfico: colocando a Etnografia em seu Devido Lugar. Revista de Administração de Empresas, 43(3), p.100-105.

Barbosa, L., & Campbell, C. O (2006). Estudo do Consumo nas Ciências Sociais Contemporâneas. In: Barbosa, L. & Campbell, C. (org.). Cultura, Consumo e Identidade. Rio de Janeiro: FGV.

Belk, R. W. (1995). Studies in the New Consumer Behaviour. In: Miller, D. Acknowledging Consumption. New York: Routledge.

Bragança, E. M. (2010, setembro). História de Vida e Consumo - Uma Proposição Metodológica para a Pesquisa do Comportamento do Consumidor. Anais do XXXIV EnANPAD, Rio de Janeiro, Brasil.

Bruner, J. (1991). The Narrative Construction of Reality. Critical Inquiry, 18(1), 1-21.

Campbell, C. (1995). The Sociology of Consumption. In: Miller, D. Acknowledging Consumption. New York: Routledge.

Deighton, J., & Narayandas, D. (2004). ‘Stories and theories’, an invited commentary on ‘Evolving to a new dominant logic for marketing’, Journal of Marketing, 68(1), 19-20.

Desjeux, D. (2011). O consumo: abordagens em Ciências Sociais. Maceió-AL: EDUFAL.

Duarte, A. (2010). A Antropologia e o Estudo do Consumo: revisão crítica das suas relações e possibilidades. Etnográfica, 14(2), 363-393.

Escalas, J. E. (2004). Narrative Processing: Building Consumer Connections to Brands. Journal of Consumer Psychology, 14(1-2), 168-180.

Fine, B. (1995). From Political Economy to Consumption. In: Miller, D. Acknowledging Consumption. New York: Routledge.

Galvão, C. (2005). Narrativas em Educação. Ciência & Educação, 11(2), 327-45.

Gibbs, G. (2009). Análise de Dados Qualitativos. Porto Alegre: Artmed.

Glennie, P. (1995). Consumption within Historial Studies. In: Miller, D. Acknowledging Consumption. New York: Routledge.

Hopkinson, G. C., & Hogg, M. K. (2006). Stories: how they are used and produced in market(ing) research. In: Belk, R. W. Handbook of Qualitative Research Methods in Marketing. Northampton: Edward Elgar Publishing.

Kozinets, R. (2008). Technology/Ideology: How Ideological Fields Influence Consumers’ Technology Narratives. Journal of Consumer Research, 34(6), 865-881.

Levy, S. (2006). History of Qualitative Methods in Marketing. In: Belk, R. W. Handbook of Qualitative Research Methods in Marketing. Northampton: Edward Elgar Publishing.

Lima, D. N. (2011). Consumo: uma perspectiva antropológica. Petrópolis-RJ: Vozes.

Lopez, K. A., & Willis, D. G. (2004). Descriptive Versus Interpretive Phenomenology: Their Contributions to Nursing Knowledge. Qualitative Health Research, 14(5), 726-735.

Macinnis, D. J., & Folkes, V. S. (2010). The Disciplinary Status of Consumer Behavior: A Sociology of Science Perspective on Key Controversies. Journal of Consumer Research, 36(6), 899-914.

McCracken, G. (2003). Cultura e Consumo: novas abordagens ao caráter simbólico dos bens e das atividades de consumo. Rio de Janeiro: Mauad.

Meneghetti, F. H. (2011). O que é um Ensaio-Teórico? Revista de Administração Contemporânea, 15(2), 320-332.

Migueles, C. (2007). (Org.) Antropologia do Consumo: Casos brasileiros. Rio de Janeiro: Editora FGV.

Moisander, J., & Pesonen, S. (2002). Narratives of sustainable ways of living: constructing the self and the other as a green consumer. Management Decision, 40(4), 329-342.

Morley, D. (1995). Theories of Consumption in Media Studies. In: MILLER, D. Acknowledging Consumption. New York: Routledge.

Paterson, M. (2006). Consumption and Everyday Life. London: Routledge.

Pentland, B. T. (1999). Building Process Theory with Narrative: from description to explanation. Academy of Management Review, 24(4), 711-24.

Rhodes, C. & Brown, A. D. (2005). Narrative, Organizations and Research. International Journal of Management Review, 7(3), 167-188.

Riessman, C. (2008). Narrative Methods for the Human Sciences. London: Sage.

Rocha, E. (2002). Cenas do Consumo: Notas, Ideias, Reflexões. Revista Semear, 06.

Sandelowski, M. (1991) Telling Stories: Narratives Approaches in Qualitative Research. Journal of Nursing Scholarship, 23(3).

Saraiva, L. A. S. (2007). Métodos Narrativos de Pesquisa: Uma aproximação. Gestão.org, 5(2), 119-134.

Slater, D. (2002). Cultura do Consumo e Modernidade. São Paulo: Nobel.

Stanfield, J. H. (1987). Life History Analysis and Racial Stratifications Research. American Behavioral Scientist, 30(4), 429-440.

Zaccarelli, L. M., & Godoy, A. S. (2013). "Deixa eu te contar uma coisa...": possibilidades do uso de narrativas e sua análise nas pesquisas em organizações. Revista Gestão Organizacional, 6(3), 25-36.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 CBR - Consumer Behavior Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

 RePEc Ideas

Flag Counter

Consumer Behavior Review - eISSN: 2526-7884

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License