SÍTIO ARQUEOLÓGICO CASA GRANDE: Um Estudo de Caso de Arqueologia Subaquática no Estado de Goiás, Brasil

Wilian Vaz-Silva, Fabiano Ribeiro Borges, Julio Cezar Rubin de Rubin, Rosicler Theodoro Silva

Resumo


O estudo levantou informações à respeito da conservação do Sítio Histórico Casa Grande após sua inundação para a formação do reservatório hídrico do ribeirão João Leite, através de inferências sobre o processo de deposição e tipo de sedimento, bioturbação e parâmetros físico-químicos da água. Os resultados evidenciaram que o sítio encontra-se em bom estado de conservação após seis anos de inundação, dão subsídios a pesquisas futuras, com grande potencial para o estudo de artefatos cerâmicos de olaria e abre espaço à discussão sobre a tomada de decisão em relação a resgates arqueológicos em sítios em vias de inundação permanente.


ARCHAEOLOGICAL SITE CASA GRANDE: A Case Study of Underwater Archeology in the State of Goiás, Brazil

ABSTRACT

The goal of the study was to gather information about the conservation of the archaeological site Casa Grande after its flood to the formation of the water reservoir of the João Leite stream, through inferences on the deposition process and type of sediment, bioturbation, and physicochemical parameters of water. The results showed that the site is in good condition after six years of flooding. The results presented in this study give support to future research, with great potential for the study of ceramic artifacts, and encourages discussion on decision-making in relation to archaeological rescues at sites undergoing permanent flooding.

Keywords: Historical Archaelogy; Bioturbation; Conservation.


Palavras-chave


Arqueologia Histórica; Bioturbação; Conservação

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, C.A.P. 2012. Comportamento hidrossedimentológico de uma bacia hidrográfica rural utilizando técnicas de monitoramento e modelagem. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Brasil.

BEDÊ, L.C. 1992. Dinâmica populacional de Melanoides tuberculata (Prosobranchia, Thiaridae) no reservatório de Pampulha, Belo Horizonte, MG, Brasil. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil.

BRAGA, C.C. 2012. Distribuição espacial e temporal de sólidos em suspensão nos afluentes e reservatório da Usina Hidrelétrica Barra dos Coqueiros – GO. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Goiás, Jataí, Brasil.

CABRAL, J.B.P. 2006. Análise da sedimentação e aplicação de métodos de previsão para tomada de medidas mitigadoras quanto ao processo de assoreamento no reservatório de Cachoeira Dourada – GO/MG. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Brasil.

CAILLEUX, A. 1988. Notice sur le code des couleurs des sols. Ed. Boubêe. 15p.

CALLIL, C. T., MANSUR, M. C. D. 2002. Corbiculidae in the Pantanal: history of invasion in Southeast and Central South America and biometrical data. Amazoniana 17 (1/2), 153-167.

CALLIL, C.T., MANSUR, M.C.D., MARCELO, M.S. 2006. Bivalves invasores no Pantanal. Malacologia Brasileira - Palestras do XVIII Ebram, Rio de Janeiro - 2003 pp. 87-100.

CALLISTO, M.; MORENO, P.; GONÇALVES, J. F. Jr.; LEAL, J. J. F.; ESTEVES, F. A. 2002. Diversity and biomass of Chironomidae (Diptera) larvae in an impacted coastal lagoonin Rio de Janeiro, Brazil. Brazilian Journal of Biology 62(1): 77-84.

CAMPOS, A.C. 2004. Degradação ambiental em Unidades de Conservação Estaduais: o caso do Parque Ecológico Altamiro de Moura Pacheco e seu entorno. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil.

CETESB, 2009. Qualidade das águas interiores no Estado de São Paulo. Apêndice A: Significado ambiental e sanitário das variáveis de qualidade das águas e dos sedimentos e metodologias analíticas e de amostragem. Série Relatórios, 44p.

COOK, D. C.; PETERSON, C. E. 2005. Corrosion of submerged artifacts and the conservation of the USS Monitor. In: M. GRACIA, J. F. MARCO, F. PLAZAOLA (orgs.). Industrial Applications of the Mössbauer Effect. American Institute of Physics 765, 91-96.

COSTA, C. A. S. 2005. Materiais construtivos do Sítio da Primeira Catedral do Brasil: modelos de estudo para telhas, tijolos, cravos e azulejos aplicados aos materiais do sítio da antiga igreja da Sé, Salvador, Bahia. Clio Arqueológica 19(2), 43-78.

COSTA, D. M. 2012. Os sítios históricos do ribeirão João Leite: uma Arqueologia do rural. Revista Expedições: Teoria da Históra & Historiografia, 3(4): 1-11.

DANTAS-SANTOS, L. F. F. 2011. A Arqueologia nos espelhos d’água: o inventário sistemático do patrimônio arqueológico subaquático do Baixo rio São Francisco. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, 11, 177-181.

DEBLASIS, P.; KNEIP, A.; SCHEEL-YBERT, R.; GIANNINI, P. C.; GASPAR, M.D. 2007. Sambaquis e paisagem. Dinâmica natural e arqueologia regional no litoral do sul do Brasil. Arqueología suramericana/Arqueologia Sul-Americana 3(1), 29-61.

DILL, P. R. J. 2002. Assoreamento do reservatório do Vacacaí-Mirim e sua relação com a deterioração da bacia hidrográfica contribuinte. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Brasil.

ESTEVES, F. A. 1998. Fundamentos de limnologia. 2a ed. Rio de Janeiro: Editora Interciência.

FUNES, E. A. 1986. Goiás 1800-1850: um período de transição da mineração à agropecuária. Goiânia: Editora UFG.

GARRIDO, P. H. L.; GONZÁLEZ-SÁNCHEZ, J.; BRIONES, E. E. 2015. Fouling communities and degradation of archeological metals in the coastal sea of the Southwestern Gulf of Mexico, Biofouling: The Journal of Bioadhesion and Biofilm Research, 31(5), 405-416.

GUAPINDAIA, V. L. C. 2008. Além da margem do rio – a ocupação Konduri e Pocó na região de Porto Trombetas, PA. Tese de Doutorado, Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo, Brasil. 203p.

HAMMER, O.; HARPER, D. A. T.; RYAN, P. D. 2001. PAST: Paleontological statistics software package for education and data analysis. Palaeontologia Electronica 4(1): 9pp. http://palaeo-electronica.org/2001_1/past/issue1_01.htm

HYNES, H. B. 2001. The Ecology of Running Waters. Ontaro: The blackburn press.

LEITE, M. A. 1998. Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana – SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Carlos, Brasil.

MAARLEVELD, T. J.; GUÉRIN, U.; EGGER, B. 2013. Manual for activities directed at underwater cultural heritage. Guidelines to the Annex of the UNESCO 2001 Convention. 351pp.

MACHADO, A. R. R. V. 2013. Conservação de Materiais Orgânicos Arqueológicos Subaquáticos (Conservation of Underwater Archaeological Organic Materials) Tese de Doutorado, Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões, Lisboa, Portugal.

MANDAVILLE, S. M. 2000. Bioassessment of freshwaters using benthic macroinvertebrates – a primer. http://www.chebucto.ns.ca/Science/SWCS/SWCS.html.

MORAIS, R. C. S. 2015. Estimativa de produção e transporte de sedimentos na bacia hidrográfica do rio Parnaíba, nordeste do Brasil. Revista Equador (UFPI) 4(4), 81-97.

MÜLLER, O. F. 1774. Vermium terrestrium et fluviatilium, sen animalium infusoriorum, helminthicorum, et testaceorum, non marinorum, succincta historia, Vol. 2, Testacea. Havnie et Lipsiae. 214 pp.

NOELLI, F. S.; MONTEIRO, P. C.; VIANA, A. 2011. Praia dos Ingleses 1: Arqueologia Subaquática na Ilha de Santa Catarina, Brasil (Parte 2). Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, 21, 293-314.

OKUMURA, D. T. 2006. Estudos ecológicos e ecotoxicológicos de Melanoides tuberculata Müller, 1774 (Gastropodae, Thiridae), espécie exótica para a região neotropical. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

PEREIRA, E. S.; RAMBELLI, G.; BAVA-DE-CAMARGO, P. F.; CALIPPO, F. R.; BARBOSA, C. A. P. 2009. Arqueologia subaquática na Amazônia – documentação e análise das gravuras rupestres do sítio Mussurá, rio Trombetas, Pará, Brasil. RHAA 11, 109-126.

RAMBELLI, G. 2002. Arqueologia Até Debaixo D’Água. São Paulo: Editora Maranta.

SATO, L. 2011. A evolução das técnicas construtivas em São Paulo: residencies unifamiliares de alto padrão. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil.

SEMARH. 2000. Projeto Pólo Ecológico – Projeto Integrado de Manejo da Área do Entorno da Barragem do Ribeirão João Leite. Documento não publicado, 2000.

SILVA, L. M. 2012. Estudo da correlação entre o oxigênio dissolvido e a matéria orgânica em diferentes ambientes aquáticos da região Amazônica. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brasil.

SILVA, R. T.; RUBIN. J. C. R; CORREA, D.S.; SILVA ,S.M.; BARBOSA, J. B. 2014. Fluvial geoarchaeology and underwater archaeology in Lago Rico archaeological site, central plateau of Brazil. XVII International Congress of Prehistoric and Protohistoric Sciencies 2014, Burgos/Espanha, pp.151

SOUZA, E. A. 2013. Patrimônio histórico, cultura material e naufrágios na Barra Sul da Ilha de Santa Catarina: entre memórias e políticas de preservação do patrimônio. In: I Simpósio de Patrimônio Cultural de Santa Catarina – Patrimônio Cultura: Saberes e Fazeres Partilhados. 1-15.

SOUZA, M. A. T. 2005. Medidas recomendadas para gerenciamento do sítio arqueológico histórico “Casa Grande”, Parque Estadual Altamiro Pacheco, Goiás. Parecer Técnico.

STORCH, P. 1997. Archaelogy at freshwater sites. Minnesota History Interpreter, 3-5.

SUGUIO, K. 2003. Geologia sedimentar. São Paulo: Editora Edgard Blucher.

THIENGO, S. C.; SANTOS, S. B.; FERNANDEZ, M. A. 2005. Freshwater molluscs of the lake of Serra da Mesa dam, Goias, Brazil. I. Qualitative study. Revista Brasileira de Zoologia, 22(4), 867-874.

TIBIRIÇÁ, L. G. 2016. A Construção civil em Goiás e o emprego de recursos minerais. Élisée, Revista de Geografia 5(1), 246-258.

TIRELLO, R. A. 2007a. Análise de cronologias construtivas: uma proposição de método de natureza arqueométrica. Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação 1(6), 358-362.

TIRELLO, R. A. 2007b. A arqueologia da arquitetura: um modo de entender e conservar edifícios históricos. Revista CPC 3: 145-165.

VAZ-SILVA, W. 2017. Sítio arqueológico Casa Grande: um caso de estudo de Arqueologia Subaquática em Goiás. Trabalho de Conclusão de Curso em Arqueologia, Pontifícia Univesidade Católica de Goiás, Goiânia, Brasil.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V33N1p46-77

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev