SIMILARIDADES E DIFERENÇAS GRÁFICAS NAS CENAS DE CAÇA NA ÁREA ARQUEOLÓGICA SERRA DA CAPIVARA

Daniela Cisneiros, Leonardo de Morais Borges

Resumo


Este artigo fornece um estudo das cenas de caça nos sítios com registros rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara. Em decorrência da persistência dos registros rupestres no tempo, estes apresentam um caráter dinâmico. O corpus graficus de um sítio está sujeito a um fluxo contínuo de alterações dadas muitas vezes por adição de novos grafismos em sobreposição ou em interação com outros. Com o objetivo de identificar similaridades e diferenças gráficas nas cenas de caça, a presente pesquisa partiu da análise temática e cenográfica dos elementos (zoomorfos e antropomorfos) contidos nessas cenas. Os resultados destacam diferenças na execução gráfica de elementos contidos em uma mesma cena.


SIMILARITIES AND GRAPHIC DIFFERENCES IN THE HUNTING SCENES AT SERRA DA CAPIVARA ARCHAEOLOGICAL AREA
ABSTRACT
This paper provides a study of the scenes of hunting in the sites with rock art of Serra da Capivara National Park. Due to the persistence of the rock art in time, these present a dynamic character. The corpus graficus of a site is subject to a continuous flow of changes often given by the addition of new overlapping graphics or in interaction with others. With the objective of identifying similarities and graphic differences in hunting scenes, the present research started from the thematic and scenographic analysis of the elements (zoomorphic and antropomorphic) contained in the scenes. The results highlight differences in the graphical execution of elements contained in the same scene.
Keywords: Rock Art, Serra da Capivara National Park; Hunting scenes 

Palavras-chave


Registro Rupestres; Parque Nacional Serra da Capivara; Cenas de caça.

Texto completo:

PDF

Referências


ARNHEIM, R. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Ed. Thomson Learning. 2006.

CISNEIROS, D. Similaridades e Diferenças nas Pinturas Rupestres Pré-históricas de Contorno Aberto no Parque Nacional Serra da Capivara – PI. Tese (Doutorado em Arqueologia). Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 2008.

FELICE, G. D.; GUIDON, N.; MENDES, V. R. A evolução da paisagem no Pleistoceno superior/Holoceno, na região do Parque Nacional Serra da Capivara. In Os Biomas e as Sociedades Humanas na Pré-História da Região do Parque Nacional Serra da Capivara, Brasil; Pessis, A.-M., Martin, G., Guidon, N., Eds.; A&A: São Paulo, Brasil. 2014.

GUÉRIN, C. FAURE, M.; CURVELLO M. A.; HUGUENEY, M., MOURERCHAUVIRE C. A Fauna Pleistocênica do Piauí (Nordeste do Brasil): Relações Paleoecológicas e Biocronológicas. FUMDHAMentos - Revista do Museu do Homem Americano, São Raimundo Nonato, v.1. n.1, p. 259-336. 1996.

GUÉRIN, C.; FAURE, M. La biodiversité mammalienne au Pléistocène supérieurHolocène ancien dans la Région du Parc national Serra da Capivara (SE du Piauí, Brésil). In II Sympósio Internacional “O Povoamento das Américas”, São Raimundo Nonato, PI, Brasil; FUMDHAMentos: São Raimundo Nonato, Brasil, Volume 7, pp. 80–93. 2008.

GUÉRIN, C.; FAURE, M. Paleontologia da Região do Parque Nacional Serra da Capivara. In: Os Biomas e as z na Pré-História da Região do Parque Nacional Serra da Capivara, Brasil; Pessis, A.-M., Martin, G., Guidon, N., Eds.; A&A: São Paulo, Brasil. 2014.

GUIDON, N. Les Peintures Rupestres de Várzea Grande, Piauí, Brésil. Cahiers d`Archéologie d`Ameririque du Sul. Paris, Écoloe de Hautes Étude em Sciences Sociales, n. 3. 1975.

GUIDON, N. Tradições e estilos da Arte Rupestre no Sudeste do Piauí. Pré-história Brasileira Aspectos da Arte Parietal. Catálogo de Exposição. São Paulo, USP, p.19-20. 1981.

GUIDON, N. Tradições Rupestres da Área Arqueológica de São Raimundo Nonato, Piauí, Brasil. Revista Clio - Série Arqueológica, Recife, n. 5, p. 5-10. 1989.

MARTIN, G. Pré-História do Nordeste do Brasil. Recife: Ed. Universitária da UFPE. 1999.

PANOFSKY. E. Significado nas Artes Visuais. Trad. M. C. F. Keese e J. Guinsburg 3a. ed. São Paulo: Perspectiva, 2007.

PESSIS, A-M. Apresentação gráfica e representação social na tradição Nordeste de pintura rupestre no Brasil. Revista Clio – Série Arqueológica. Recife: UFPE, n. 5, p. 11-18. 1989.

PESSIS, A-M. Art rupestre préhistorique: Premiers registres de la mise en scene. Tese (doutorado de Estado) - Université de Paris X – Nanterre. 1987.

PESSIS, A-M. Identidade e Classificação dos Registros Gráficos Pré-históricos do Nordeste do Brasil. Revista Clio – Série Arqueológica, Recife, n. 8, p. 35-68. 1992.

PESSIS, A-M. Registros rupestres, perfil gráfico e grupo social. Revista Clio – Série Arqueológica, Recife, n. 9, p. 7-14, 1993.

SANCHIDRIAN, J. L. Manual de Arte Prehistórico. Barcelona: Ariel Prehistoria. 2001.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V33N3p136-164

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev