FORMAÇÃO E DIAGÊNESE DE ARENITOS DE PRAIA: Uma Revisão Conceitual

Jonatas Malaquias Otavio, Osvaldo Girão, Tiago Fernando de Holanda, Wenderson Sávyo Aguiar da Silva

Resumo


Os arenitos de praia, ou beachrocks, são sedimentos que sofreram um processo de litificação e são encontrados paralelamente à linha de costa na zona intermaré, apresentando uma forma alongada, estreita e cimentados por carbonato de cálcio. O processo de diagênese consiste na formação da rocha sedimentar propriamente dita a partir da compactação, dissolução, cimentação e recristalização. O estudo da formação e diagênese do arenito de praia são relevantes pois possibilita o entendimento de como as rochas sedimentares detríticas são geradas, além de reconhecer como a variação do nível do mar se comportou durante o Holoceno, permitindo a gênese destas feições que se constituem em relevantes elementos de resguardo das linhas de costas em ambientes majoritariamente tropicais.

 

FORMATION AND DIAGENÈSE IN BEACHROCKS:A Conceptual Review

ABSTRACT

The beach sandstones, or beachrocks, are sediments that underwent a lithification process and are found parallel to the coastline in the intertidal zone, presenting an elongated, narrow shape and cemented by calcium carbonate. The process of diagenesis consists on the formation of the sedimentary rock itself, following deposition, compaction, dissolution, cementation and recrystallization. The study of the formation and diagenesis of beach sandstone is relevant since it permits the understanding of how clastic sedimentary rocks are formed, besides with recognizing how sea level variation behaved during the Holocene, thus allowing the genesis of these features that constitute relevant elements of shelter along coastlines in most tropical environments. 

Keywords: Beachrocks, sedimentary rock, cementation.





Palavras-chave


Arenito de praia; rocha sedimentar; cimentação

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDERSSON, T. Intergranular growth of marine aragonite and Mg calcite: evidence of precipitation from supersaturated sea-water. Journal of Sedimentary Petrology, v. 42, p. 441-460, 1972.

AMARAL, R.F. Contribuição ao estudo da evolução morfodinâmica do litoral oriental sul do Rio Grande do Norte, entre Ponta de Búzios e Baia Formosa. Tese de doutorado. Curso de Pós-Graduação em Geociências. UFRS. Porto Alegre. 2000.

AMIEUX, P., BERNIER, P., DALLONGEVILLE, R., MEDWICK, V., 1989. Cathodoluminescence of carbonate-cemented Holocene beachrock from the Togo coastline (West Africa): an approach to early diagenesis. Sedimentary Geology, 65: 261-272.

ANDRADE, G.O. Itamaracá: contribuição para o estudo geomorfológico costa pernambucana. Ofic. Est. Pernambuco, Recife. 1955.

ASSIS,H.M.B. Estudo dos Beach Rocks do Litoral sul de Pernambuco com base em evidências petrográficas e isotópicas. Dissertação de Mestrado, Departamento de Geologia, Centro de Tecnologia e Geociências da Universidade Federal de Pernambuco, Recife. 1990.

BARRETO,A.M.F.; ASSIS,H.M.B.; BEZERRA,F.H.R.; SUGUIO,K. Arrecifes, a Calçada do Mar de Recife, PE - Importante registro holocênico de nível relativo do mar acima do atual. In: Winge,M.; Schobbenhaus,C.; Souza,C.R.G.; Fernandes,A.C.S.; Berbert-Born,M.; Sallun filho,W.; Queiroz,E.T. (Edit.) Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. SIGEP. 2010.

BEZERRA, F.H.R., LIMA-FILHO, F.P.; AMARAL, R.F.; CALDAS, L.H.O.; COSTANETO, L.X. Holocene coastal tectonics in NE Brazil. In: Stewart, I. S., Vita-Finzi, C. Coastal Tectonics. Geological Society, Special Publications, v. 146, p. 279-293. 1998.

BEZERRA, F.H.R.; AMARAL, R.F.; LIMA-FILHO, F.P.; FERREIRA JR. A.V.; SENA, E.S.; DINIZ, R. F. Beachrock Fracturing in Brazil. Journal of Coastal Research, v. 42, p. 319- 332. 2005.

BIGARELLA, J.J. Reef sandstones from Northeastern Brazil (a survey on sedimentary structures). In: Simpósio Internacional sobre o Quaternário, 1, Academia Brasileira de Ciências, Anais, p. 395-410. 1975.

BRANNER J.C. 1904. The stone reefs of Brazil, their geological and geographical relations with a chapter of the coral reefs. Harvard Coll. Mus. Comp. Zool. Bull, 44: 1-285.

CALDAS L.H.O. Geologia Costeira da Região de São Bento do Norte e Caiçara, Litoral Potiguar. Departamento de Geologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Relatório de Graduação. 1996.

CALDAS, L.H.O.; STATTEGGER, K.; VITAL, H. Holocene sea-level history: evidence from coastal sediments of the northern Rio Grande do Norte coast, NE Brazil. Marine Geology, v. 228, p. 39–53. 2006.

CALVET, F., CABRERA, M. C., CARRACEDO, J. C., MANGAS, J., PEREZTORRADO, F.J., RECIO, C., TRAVE, A., 2003. Beachrocks from the island of La Palma (Canary Islands, Spain). Marine Geology, 197:75-93.

COUTINHO, P. N.; FARIAS, C. C. Contribuição à origem dos recifes do Nordeste. In.: Simpósio de Geologia do Nordeste, 9, Anais, p. 236-240. 1979.

DARWIN, C. On a remarkable bar of sandstone of Pernambuco on the coast of Brazil. London: Magazin & Journal Sciences, p. 257-261, 1841.

DOMINGUEZ, J. M. L; BITTENCOURT, A. C. S. P; LEÃO, Z. M. A. N; AZEVEDO, A. E. G. Geologia do quaternário costeiro do estado de Pernambuco. Revista Brasileira de Geociências, Volume 20, 1990.

FERREIRA JUNIOR, A. V. Mapeamento da zona costeira protegida por arenito de praia (beachrocks) em Nísia Floresta – RN. 2005. 86 p. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica e Geofísica) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. 2005.

FERREIRA JUNIOR, A. V. Mapeamento e Estudo Petrológico de arenitos de praia (beachrocks): evidências da variação no nível do mar no Holoceno, na costa central de Pernambuco, Ano de obtenção: 2010.

FERREIRA JUNIOR, A. V.; ARAÚJO, T. C. M.; COLTRINARI, L. Ambientes de Formação, Processos de Cimentação de Arenitos de Praia e Indicadores de Variações do Nível do Mar. Revista Brasileira de Geografia Física, 5, p938-960. 2011.

FERREIRA, Y.A. Recifes de arenito de Salvador, Bahia. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 41, p. 542-548. 1969.

FRIEDMAN, G.M. Rapidity of marine carbonate cementation – implications for carbonate diagenesis and sequence stratigraphy: perspective. Sedimentary Geology, Elsevier. v. 119, p. 1-4, 1998.

GIANNINI, P. C. F. Depósitos e rochas sedimentares. In: TEIXEIRA, W.; TOLEDO, C. M.; FAIRCHILD, T. R.; TAIOLI, F. (Org.). Decifrando a Terra. São Paulo: oficina de textos, 2003. p. 286-304.

GISCHLER, E., LEMANDO, A. J. Holocene cemented beach deposits in Belize, Sedimentary Geology, 110: 277-297 1997.

GROTZINGER, J.; JORDAN, T. Para Entender a Terra. 6ª Edição Porto Alegre: Bookman. 2013.

GUERRA, A. J. T.; GUERRA, A. T.. Novo dicionário geológico-geomorfológico. 6º edição. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008. 652p.

GUERRA, N.C.; KIANG, C.F.; SIAL, A.N. Carbonate cements in contemporaneous beachrocks, Jaguaribe beach, Itamaracá island, northeastern Brazil: petrographic, geochemical and isotopic aspects. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 77(2), p. 343-352. 2005.

HOPLEY, D. Beachrock as a sea-level indicator. In: PLASSCHE, O. (Ed.) Sea level research: A manual for collection and evaluation of data. Geo books, Norwich, pp. 157-173. 1986.

KELLETAT,D. Beachrock as Sea-Level Indicator? Remarks from a Geomorphological Point of View, Journal of Coastal Research, 22 (6), 1558-1564. 2006.

KELLETAT,D. Reply to: Knight, J. 2007. Beachrock Reconsidered. Discussion of: Kelletat, D., 2006. Beachrock as Sea-Level Indicator? Remarks from a Geomorphological Point of View, Journal of Coastal Research, 22 (6), 1558-1564; Journal of Coastal Research, 24(4), 1074-1078. Journal of Coastal Research. 23 (6 ) 1605-1606. 2007.

KNIGHT,J. Beachrock Reconsidered. Discussion of: Kelletat, D. 2006. Beachrock as Sea-Level Indicator? Remarks from a Geomorfological Point of View. Journal of Coast Research 23 (4) 1074-1078. 2007.

MABESOONE, J.M. Origin and age of the sandstone reefs of Pernambuco (Northeastern Brazil). Journal Sedimentary Petrology, v. 34, p. 715-726. 1964.

MORAIS, J. O. Contribuição ao estudo dos “Beachrocks” do nordeste do Brasil. Laboratório de Ciências do Mar da Universidade Federal do Ceará. Trabalhos Oceanográficos, Univ. Fed. Pernambuco, v. 9, p. 79-94. 1967.

OLIVEIRA, M.I.M.; BAGNOLI, E.; FARIAS, C.C.; NOGUEIRA, A.M.B.; SANTIAGO, M. Considerações sobre a geometria, petrografia, sedimentologia, diagênese e idade dos ''beachrocks'' do Rio Grande do Norte. 36º Congresso Brasileiro de Geologia, Natal-RN, 2: 621-634. 1990.

SUGUIO,K.; MARTIN,L.; BITTENCOURT,A.C.S.P.; DOMINGUEZ,J.M.L.; FLexor,J.M.; AZEVEDO,A.E.G. Flutuações do nível relativo do mar durante o Quaternário Superior ao longo do litoral brasileiro e suas implicações na sedimentação costeira. Revista Brasileira de Geociências. São Paulo. 15 (4): 273-286. 1985.

VAN ANDEL, T. H.; LABOREL, J. Recent high relative sea level stand near Recife, Brasil. Science, v. 145, p. 580-581. 1964.

Vieira, M.M.; De Ros, L.F. Cementation patterns and genetic implications of Holocene beachrocks from northeastern Brazil. Sedimentary Geology, v. 192, p. 207-230. 2006.

VIEIRA, M.M.; DE ROS, L.M.; BEZERRA, F.H.R. Lithofaciology and palaeoenvironmental analysis of Holocene beachrocks in northeastern Brazil. Journal of Coastal Research, v. 23, p. 1535-1548. 2007.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V32N3p88-106

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev