CARTA DE SUSCETIBILIDADE A EROSÃO DO MUNICÍPIO DE ALIANÇA – PE A PARTIR DE ANÁLISE MULTICRITÉRIO

Fabrizio de Luiz Rosito Listo, Joaquim Pedro de Santana Xavier

Resumo


A erosão, a depender de sua intensidade, pode gerar situações negativas à paisagem tais como perdas agrícolas, materiais e de vidas humanas. Neste sentido, a realização de estudos que subsidiem o controle e a prevenção de processos erosivos é extremamente relevante. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é avaliar a suscetibilidade a processos erosivos lineares no município de Aliança, Zona da Mata Norte de Pernambuco, atualmente sujeito a erosão em função de práticas agrícolas constantes. Para cumprir este objetivo, foram gerados dois cenários de suscetibilidade a partir da análise multicritério por meio da combinação de fatores condicionantes. Embora com distribuições percentuais distintas, ambos os cenários apresentaram predominância de classes de erosão fortes, confirmando a influência de fatores condicionantes morfológicos, pedológicos, de usos da terra, entre outros, na potencialização de feições erosivas.

 

EROSION SUSCEPTIBILITY MAP OF ALIANÇA MUNICIPALITY (PERNAMBUCO STATE, BRAZIL) FROM MULTICRITERIA ANALYSIS


ABSTRACT


Erosion, depending on its intensity, can generate negative responses to the landscape such as agricultural, material and human losses. Thus, the studies that support the control and prevention of erosive processes are extremely relevant. Therefore, the aim of this work is to evaluate the susceptibility to linear erosion processes in the Aliança municipality, northern coastal zone of Pernambuco State, which is currently subject to active erosion due to continued agricultural practices. In order to accomplish this aim, two susceptibility scenarios were generated based on multicriteria analysis, through the identification of a combination of conditioning factors. In spite of showing different percentage distributions, both scenarios presented a predominance of strong erosion classes, thus confirming the influence of morphological, pedological and land use factors, among others, upon the intensification of erosive features.


Keywords: Multi-criteria analysis; erosive processes; susceptibility map.




Palavras-chave


Análise Multicritério; processos erosivos; carta de suscetibilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA FILHO, G. S. de; GOUVEIA, M. I. F.; RIDENTE JÚNIOR, J. L.; CANIL, K. IX-003 – Prevenção e Controle Da Erosão Urbana no Estado de São Paulo. In: 21° Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, ABES - Trabalhos Técnicos, p.1-12, Rio de Janeiro, 2009.

ALMEIDA, M.C.J.; FREITAS, C.G.L. Uso do solo urbano: suas relações com o meio físico e problemas decorrentes. In: Anais do 2º Simpósio Brasileiro de Cartografia Geotécnica, p. 195-200, São Carlos, 1996.

BIGARELLA, J. J. Estrutura e Origem das Paisagens Tropicais e Subtropicais. Vol. III. 2.ed. Florianópolis: Ed. UFSC, 2003.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento. Levantamento de Reconhecimento de Baixa e Média Intensidade dos Solos do Estado de Pernambuco. V. 1. Recife: EMBRAPA, 38p. (Boletim Técnico, 11).

BRASIL. Ministério da Agricultura. Levantamento exploratório-reconhecimento de solos do Estado de Pernambuco. V.1. Recife: Sudene, 359p. (Boletim Técnico, 26), 1973.

BURROUGH, P.A.; MCDONELL, R.. Principles of Geographical Information Systems. Oxford, Oxford University Press, 1998.

CÂMARA, G. e MEDEIROS, J. S. Geoprocessamento para projetos ambientais. In: CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M. V. (Orgs.). Introdução à Ciência da Geoinformação. São José dos Campos, SP: INPE, 2001, cap. 10. p. 1-36, 2000.

CANIL, K. Metodologia para Elaboração da Carta de Risco de Erosão do Município de Franca, SP. In: VII Simpósio Nacional De Controle De Erosão. Goiânia. Anais.... p. 1–8, 2001.

CEPED. Atlas Brasileiro de Desastres Naturais: 1991 a 2012 / Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres. Universidade Federal de Santa Catarina. 2. ed. rev. ampl. – Florianopolis, 126 p.: il. Color, 2013.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. São Paulo: Edgard Blucher, 1980.

CPRM (Recife). Ministério de Minas e Energia. Projeto Cadastro de Fontes de Abastecimento por Água Subterrânea Estado de Pernambuco: Diagnóstico do município de aliança. Recife: p. 1-20, 2005.

CREPANI, E.; MEDEIROS, J.S.; AZEVEDO, L.G.; DUARTE, V.; HERNANDEZ, P.; FLORENZANO, T; BARBOSA, C. Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento Aplicados ao Zoneamento EcológicoEconômico e ao Ordenamento Territorial. São José dos Campos: INPE, 2000.

DANIEL, E.; VIEIRA, B. C. A Evolução das Feições Erosivas da Bacia do Córrego Espraiado, São Pedro (SP). Boletim Goiano de Geografia (Online). Goiânia, v. 34, n. 2, p. 339-358, maio/ago, 2015.

GUERRA, A. J. T. Processos Erosivos nas Encostas. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S.B. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro (RJ): Bertrand Brasil, p. 149-209, 1994.

GUERRA, A. J. T.; JORGE, M. C. O. Erosão dos solos e movimentos de massa – recuperação de áreas degradadas com técnicas de bioengenharia e prevenção de acidentes. In: GUERRA, A. J. T.; JORGE, M. C. O. (Orgs.) Processos erosivos e recuperação de áreas degradadas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013, pp. 7-30.

LEPSCH, I. F. Formação e Conservação dos Solos. São Paulo (SP): Oficina de Textos, 178p, 2002.

RESENDE, M.; CURI, N.; REZENDE, S. B. de; CORRÊA, G. F. Pedologia: base para distinção de ambientes. Viçosa: NEPUT, 1995.

ROSS, J. L. S. Análise Empírica da Fragilidade dos Ambientes Naturais e Antropizados. In: Revista do Departamento de Geografia n°8, FFLCH-USP, São Paulo, 1994.

VALLADARES, G. S.; GOMES, A. S.; TORRESAN, F.E.; RODRIGUES, C. A. G.; GREGO, C, R., Modelo Multicritério Aditivo na Geração de Mapas de Suscetibilidade à Erosão em Área Rural. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 47, n. 9, p. 1376-1383, set, 2012.

VASCONCELOS, S. As Regiões naturais de Pernambuco, o meio ambiente e civilização. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1949.

XAVIER, F.V.; CUNHA, K.L.; SILVEIRA, A.; SALOMÃO, F.X.T. Análise da suscetibilidade à erosão laminar da Bacia do Rio Manso, Chapada dos Guimarães, MT, utilizando Sistemas de Informações Geográficas. Revista Brasileira de Geomorfologia, v.11, p.51-60, 2010.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V32N3p180-200

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev