EVOLUÇÃO DOS PADRÕES GRÁFICOS ANTROPOMÓRFICOS DEFINIDOS PARA A MICRORREGIÃO DO CARIRI OCIDENTAL, PB

Demétrio Mützenberg, Francisco Soares de Matos

Resumo


A presente pesquisa tem como objetivo remontar a evolução de cinco padrões gráficos antropomórficos pré-históricos definidos para a Microrregião do Cariri  Ocidental paraibano. Esses padrões apresentam características próximas aos já determinados para a região Nordeste, inseridos em duas tradições rupestres: Nordeste e Agreste. Baseado nessas proximidades e se utilizando da análise cladística foi possível a observação, em termos locais, da evolução dos padrões definidos, possibilitado a criação de hipóteses de dispersão dos mesmos dentro da área pesquisada. Os resultados também oferecem subsídios para a confrontação das hipóteses de dispersão da Tradição Nordeste para o semiárido nordestino, conforme já discutido por alguns autores.

 

EVOLUTION OF ANTHROPOMORPHIC GRAPHIC PATTERNS DEFINED FOR THE CARIRI OCIDENTAL MICROREGION, PB


ABSTRACT


The present research aims to trace the evolution of five prehistoric anthropomorphic graphic patterns defined for the Cariri Ocidental Microregion, state of Paraíba, Brazil. These patterns present characteristics close to those already determined for northeastern Brazil, inserted in two rock traditions: Nordeste and Agreste. Based on these similarities and using the cladistic analysis, it was possible to observe, in local terms, the evolution of the defined patterns, making possible the creation of hypotheses of their dispersion within the researched area. The results also provide support for confrontation of hypotheses about the dispersion of the Nordeste Tradition in that region, as already discussed by some authors.

Keywords: Rock paintings; cladistic analysis; Cariri Ocidental



Palavras-chave


Pintura rupestre; análise cladística; Cariri Ocidental

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, R. J. N. Perfil gráfico das pinturas rupestres pré-históricas do Vale do Moxotó e quadrante nordeste da bacia hidrográfica do Pajeú – Pernambuco. Tese de Doutorado, Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2014.

CISNEIROS, D. C. Similaridades e diferenças nas pinturas rupestres pré-históricas de contorno aberto no Parque Nacional Serra da Capivara - PI. Brasil. Tese de Doutorado, Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2008.

DUNNELL, R. C. Classificação em arqueologia. São Paulo, Ed Universitária, 2007.

LEITE, M. N. A Subtradição Seridó de pintura rupestre – RN: um estudo da identidade humana. Dissertação de mestrado. Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife. 2004.

LEONARD, R. D.; JONES, G. T. Elements of an Inclusive Evolutionary Model for Archaeology. Journal of Anthropological Archaeology 6, 1987.

LIMA, T. A. Teoria arqueológica em descompasso no Brasil: o caso da Arqueologia Darwiniana. Revista de Arqueologia, 2006.

MARTIN, G.; ASON, I. A Tradição Nordeste na arte rupestre do Brasil. Clio Série arqueológica n. 14, Recife, 2000.

MARTIN, G.; ASÓN-VIDAL, I. Dispersão e difusão das tradições rupestres no nordeste do Brasil: vias de ida e volta. Clio Arqueológica, V29N2, Recife, 2014.

MARTIN, G. Fronteiras estilísticas e culturais na arte rupestre da área arqueológica do Seridó (RN, PB). CLIO – Série Arqueológica, nº 16, Recife, 2003.

MARTIN, G. Pré-História do Nordeste do Brasil. 5 ed. Recife, Ed. Universitária, 2008.

MARTIN, G; GUIDON, N. A onça e as orantes: uma revisão das classificações tradicionais dos registros rupestres do NE do Brasil. CLIO – Série Arqueológica, nº 1, v 25, Recife, 2010.

MUSCIO, H. J. Transferencia Horizontal, Cladismo y Filogenias Culturales. In RIVERO, D. G.; CARRASCO, J. L. E. (org). Clasificación y Arqueología: Enfoques y Métodos Taxonómicos a la Luz de la Evolución Darwiniana, Prensa de la Universidad de Sevilla, Sevilla, 2010.

MÜTZENBERG, D. S.; MATOS, F. A. S. Padrões gráficos das representações antropomórficas pré-históricas na Microrregião do Cariri Ocidental paraibano: definições e correlações. Clio Arqueológica, V30N2, Recife, 2015.

O´BRIAN, M. J.; DARWENT, J.; LYMAN, R. L. Cladistics Is Useful for Reconstructing Archaeological Phylogenies: Palaeoindian Points from the Southeastern United States. Journal of Archaeological Science 28, 2001.

PESSIS, A. M. Identidade e classificação dos registros gráficos pré-históricos do Nordeste do Brasil. CLIO – Série Arqueológica, nº 8, Recife, 1992.

PESSIS, A. M. Imagens da Pré-História. Parque Nacional Serra da Capivara. Fumdham - Petrobrás, São Paulo, 2003.

RIVERO, D. G. Arqueología evolutiva y Filogenética cultural. Complutum, Vol. 23 (2), 2012.

RIVERO. D. G.; O´BRIAN, M. J. 2014. De entre los muertos. las placas de pizarra grabadas del neolítico final del suroeste de la Península Ibérica. Estudos Arqueológicos de Oeiras, 21, Oeiras, Câmara Municipal, 2014.

SCHEINSOHN, V. Cladística y arqueología: razones para un encuentro. In OLIVA, F.; GRANDIS, N.; RODRIGUEZ, J. (org). Arqueología Argentina en los inicios de un nuevo siglo. Tomo II. 1 ed. Rosario: Labor de Libros Editor, 2009.

THEODORIS, S.; KOUTROUMBAS, K. Pattern Recognition. 4a edição. ed. San Diego: Academic Press, 2009.

VAN HAVRE, G. Interações: Análise da Complexidade no Registro Rupestre do Vale do Ventura, Morro do Chapéu, Bahia. Tese de Doutorado, Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2015.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V31N3p133-156

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev