EVIDÊNCIAS DE UM CEMITÉRIO DE ÉPOCA COLONIAL NO PILAR, BAIRRO DO RECIFE, PE

Anne-Marie Pessis, Ana Catarina Peregrino Torres Ramos, Antonio de Moura Pereira Filho, Gabriela Martin, Ilca Pacheco da Costa, Manuela Xavier Gomes de Matos, Sérgio Francisco Serafim Monteiro da Silva, Socorro Ferraz, Tânia Kaufman, Gustavo Wanderley

Resumo


O presente relatório versa sobre as atividades de acompanhamento e pesquisa arqueológica na área do Pilar, Bairro do Recife, informando do achado de um cemitério de proporções ainda não definidas, nem limites delineados. Este cemitério apresenta características especiais de sepultamento tais como ausência de enxoval funerário convencional, como caixões e quaisquer outros marcadores culturais. Os esqueletos encontrados se apresentam articulados e em estado de conservação considerado bom por especialistas da antropometria e da genética forense. Indaga-se a que comunidade este cemitério pertenceu e em que circunstâncias ali se estabeleceu. Os esqueletos evidenciados encontram-se em média, de 30 a 40 centímetros abaixo dos vestígios de estruturas arquitetônicas, ou seja, no leito do istmo, o que nos leva a inferir sobre uma nova história da ocupação e evolução urbana da área. As estruturas vestigiais mais antigas encontradas sobre o cemitério são, segundo dados observáveis, do final do século XVII e do século XVIII, sendo os sepultamentos anteriores a estas datas. Com a continuação das pesquisas, tanto arqueológicas como laboratoriais, leia-se exames do DNA mitocondrial e datações de C14, além do estudo histórico e documental, pretende-se completar o conhecimento sobre esse importante achado arqueológico.

 


ABSTRACT

This article describes the archeological survey and research activities in the Pilar district, neighborhood of Old Recife, Recife-PE, informing that a cemetery was found with not yet precised proportions nor delimited perimeter. This cemetery reveals particular burial characteristics, such as the absence of conventional funerary clothing, like coffins and any such cultural markers. The skeletons found in the cemetery present perfect articulation conditions and good conservation state, according to experts in fields like Anthropometry and Forensic Genetics. This article deals with questions concerning the cemetery original communal context, as well as the circumstances of its foundation. The skeletons have been found at some 30 to 40 centimeters beneath the architectural structures vestiges; namely, in the Isthmus bed, which has contributed to inferences leading to a new history of the occupation and urban evolution of the area. The older vestige structures found overlaying the cemetery are, according to observable data, from the late XVII and XVIII centuries, being, most certainly, more recent than the burials. With the progression of the archeological and laboratorial analyses, namely mitochondrial DNA tests and C14 assessments, as well as historical and documental study, this research intends to complete the knowledge concerning this important archeological finding.

KEY WORDS: Cemetery; Colony; Pilar Church; Recife; Maurícia; Urban Evolution; São Jorge Fort; Pernambuco.




Palavras-chave


Cemitério; Colônia; Igreja do Pilar; Recife; Maurícia; Evolução Urbana; Forte de São Jorge; Pernambuco

Texto completo:

PDF

Referências


BARLÉU, Gaspar. 1980. História dos Feitos Recentemente Praticados Durante Oito Anos no Brasil. Recife: Fundação de Cultura da Cidade do Recife.

BARRETO, A. 1958. Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora.

CAVALCANTI, V. 1977. Recife do Corpo Santo. Recife: Prefeitura Municipal do Recife.

GARRIDO, C. 1940. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval.

LUBAMBO, C. W. 1991. O Bairro do Recife: entre o Corpo Santo e Marco Zero. Recife: CEPE.

MELLO, J. A. Gonsalves de. 1987. Tempo dos Flamengos. Rio de Janeiro: Topbooks.

MENEZES, J. 1988. Atlas Histórico Cartográfico do Recife. Recife: Massangana.

MOREAU, P.,BARO, R. História das Últimas Lutas Entre Holandeses e Portugueses e Relação da viagem ao País dos Tapuias. [1651]. Tradução e notas Lêda Boechat Rodrigues ; nota introdutória José Honório Rodrigues. Belo Horizonte/ São Paulo, Ed. Itatiaia/ Edusp, 1979.

Portaria 7/1988, do IPHAN, Recomendação de 20 de setembro de 2000 do Ministério Público Federal.

SOUZA, A. 1885. Fortificações no Brazil. Rio de Janeiro: RIHGB. Tomo XLVIII, Parte II.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev