ARQUEOLOGIA DA CASA DE APOSENTADORIA, PENEDO, ALAGOAS

Scott Joseph Allen, Flávio Aguiar Moraes, Waldimir Maia Leite Neto, Karina Lima de Miranda Pinto

Resumo


A cidade de Penedo foi fundada durante a segunda metade do século XVI e subseqüentemente elevada ao nível de Vila (1636), mantendo a sua importância no comércio da região até os dias atuais. Seu centro histórico consta nos livros de tombo em nível nacional, estadual e municipal, devido particularmente, mas não exclusivamente, às fachadas coloniais do século XVIII. Reformas arquitetônicas coordenadas pelo Programa Monumenta em Penedo, Alagoas, em 2008, proporcionaram a oportunidade realizar as primeiras escavações num centro urbano no Estado de Alagoas. O foco dos estudos arqueológicos foi a Casa de Aposentadoria, apesar de que também foram realizadas prospecções e monitoramento em diversas praças públicas do centro histórico. A localização desse prédio de Câmara – Cadeia colonial chama muita atenção pois se acredita que ocupa o mesmo espaço que o antigo Forte Maurício, asserção com certa credibilidade científica. Este trabalho apresenta os resultados preliminares das escavações realizadas nesse local.

 

ABSTRACT

The town of Penedo was founded in the second half of the sixteenth century, subsequently organized as a Vila in 1636, and has maintained its regional commercial importance to the present day. Its historical district is registered at the National, State and Municipal levels, particularly, but not exclusively, for its many XVIII century colonial façades. Architectural renovations coordinated by the Programa M onumenta in Penedo, Alagoas in 2008, provided an opportunity to conduct the first archaeological excavations in an urban setting in Alagoas. The focus of the archaeological work was directed to the Casa de Aposentadoria, although several other projects involving the renovation of public squares were also monitored. The location of this colonial câmara-cadeia (government forum and jail) calls much attention as it is believed that the Dutch built Fort Mauricio on this spot in the 1630s, at the outset of their occupation of the Captaincy of Pernambuco. This report presents preliminary results on the excavations.

KEY WORDS: Penedo, Alagoas; Urban Archaeology; Fort Maurício


Palavras-chave


Penedo; Alagoas; Arqueologia Urbana; Forte Maurício

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, M., V.LUCENA e M. da SILVA 2005. Reconhecimento Arqueológico em Penedo: estudo comparativo e georeferenciamento com base na iconografia histórica e na análise geoarqueológica do sítio de forte Maurício. Relatório técnico arquivado na 17ª SR/IPHAN. Maceió, Alagoas, 85p

ALLEN, S. 2009 A Serpente do Túnel (e outros desafios na arqueologia histórica de Porto Calvo). Anais do I Fórum Luso-Brasileiro da Arqueologia Urbana. Salvador: Fast Design, p.83-106

ALLEN, S., W. LEITE NETO e F. MORAES. 2008a. Avaliação de Impactos Negativos ao Patrimônio Arqueológico de Penedo, Alagoas, diante das Escavações Realizadas para a Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário sem Acompanhamento Arqueológico. Parecer técnico arquivado no NEPA/UFAL e 17a SR/IPHAN, Maceió, Alagoas, 25p.

ALLEN, S., F. MORAES, W. LEITE NETO, e K. PINTO. 2008b. Acompanhamento Arqueológico da Casa de Aposentadoria, Praça Frei Camilo de Léllis, Praça Padre Veríssimo e Praça Costa e Silva na Área Tombada da Cidade de Penedo, Alagoas. Relatório técnico arquivado no NEPA/UFAL e na 17ª SR/IPHAN. Maceió, Alagoas, 142p.

BARLEUS, Gaspar (Barlaeus, Caspar) 1647. História dos Feitos Recentemente Praticados durante Oito Anos no Brasil. Biblioteca Nacional, CD-ROM

BEAUDRY, M. (org.) 1993 Documentary Archaeology in the New World. Cambridge: University Press

DANTAS, B., J. SAMPAIO, e M. CARVALHO. 1992. “Os povos indígenas do Nordeste brasileiro. Um esboço histórico”. In: M. da CUNHA (org.), História dos Índios no Brasil. Companhia das Letras. São Paulo

LINDOSO, D. 2000 Formação da Alagoas Boreal. Edições Catavento. Maceió

MÉRO, E. O perfil de Penedo. Maceió. SERGASA; 1994.

PRADO, J. F. de Almeida.1941 Pernambuco e as capitanias do Brasil (1530 – 1630). História da formação da sociedade brasileira. Companhia Editora Nacional. São Paulo.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev