PINTURAS RUPESTRES DO SÍTIO ARQUEOLÓGICO LETREIRO DA PEDRA RISCADA: Micromorfologia, Composição Química e Espécies Ferruginosas dos Filmes Pictóricos

José de Jesus Nunes Júnior, Luis Carlos Duarte Cavalcante

Resumo


Neste trabalho, a composição química e espécies ferruginosas de filmes pictóricos de pinturas rupestres do sítio arqueológico Letreiro da Pedra Riscada (Domingos Mourão, Piauí, Brasil) foram investigadas por fluorescência de raios X e espectroscopia Mössbauer e a micromorfologia foi examinada sob estereomicroscópio. Os exames físicos mostraram que os filmes pictóricos vermelhos ou amarelos aparecem dispersos sobre a superfície irregular do suporte arenítico, em geral com a tinta acumulada em cavidades mais ou menos profundas, pontos em que a coloração correspondente se intensifica. A composição química mostrou uma elevada proporção de ferro nos filmes pictóricos, em relação ao encontrado no substrato rochoso, e apontou, ainda, que os sais minerais estão atacando as tintas arqueológicas e removendo o ferro. Os espectros Mössbauer mostraram que os filmes pictóricos das pinturas vermelhas contêm hematita e que cada tonalidade diferente apresenta uma assinatura espectral Mössbauer específica.


RUPESTRIAN PAINTINGS FROM THE LETREIRO DA PEDRA RISCADA ARCHAEOLOGICAL SITE: Micromorphology, Chemical Composition and Ferruginous Species of the Pictorial Films


ABSTRACT

In this work, the chemical composition and ferruginous species of pictorial films of rupestrian paintings from the Letreiro da Pedra Riscada archaeological site (Domingos Mourão, Piauí, Brazil) were investigated by X-ray fluorescence and Mössbauer spectroscopy and the micromorphology was examined under stereomicroscope. Physical examinations has shown that red or yellow pictorial films appear scattered on the uneven surface of the sandstone support, usually with the accumulated paint in deeper or lesser cavities, areas in that the corresponding coloration intensifies. The chemical composition showed a high proportion of iron in the pictorial films, compared to that found in the rocky substrate, and pointed out that the mineral salts are attacking the archaeological paints and removing the iron. The Mössbauer spectra have shown that the pictorial films of the red paintings contain hematite and that each different tonality has a specific Mössbauer spectral signature.

Keywords: Iron oxides; Mössbauer spectroscopy; Archaeometry


Palavras-chave


Óxidos de ferro; Espectroscopia Mössbauer; Arqueometria

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, T. L.; BRITO, M. A. M. L.; CAVALCANTE, L. C. D.; FABRES, J. D.; LAGE, M. C. S. M. Pigmentos de pinturas rupestres pré-históricas do sítio Letreiro do Quinto, Pedro II, Piauí, Brasil. Química Nova, v. 34, n. 2, p. 181-185, 2011.

CAVALCANTE, L. C. D. Arqueometria em sítios de arte rupestre da região arqueológica de Piripiri, Piauí, Brasil. Cadernos do CEOM, v. 28, n. 43, p. 7-19, 2015a.

CAVALCANTE, L. C. D. Caracterização arqueométrica de pinturas rupestres pré-históricas, pigmentos minerais naturais e eflorescências salinas de sítios arqueológicos. Tese (Doutorado em Ciências - Química) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

CAVALCANTE, L. C. D. Pinturas rupestres da região arqueológica de Piripiri, Piauí, Brasil. Arqueología Iberoamericana, n. 26, p. 6-12, 2015b.

CAVALCANTE, L. C. D. Pinturas rupestres e problemas de conservação do Letreiro da Pedra Riscada, Domingos Mourão, Piauí. International Journal of South American Archaeology, n. 9, p. 20-26, 2011.

CAVALCANTE, L. C. D. Sítios arqueológicos do vale do Buriti dos Cavalos: uma breve revisão. Arqueología Iberoamericana, n. 30, p. 16-22, 2016.

CAVALCANTE, L. C. D.; FERRARO, L.; HUGON, P.; LAGE, M. C. S. M.; FABRIS, J. D. Iron-bearing minerals of a rupestrian painting from the Manantial Solís site, Cardiel Lake, Patagonia, Argentina. Hyperfine Interactions, v. 238, n. 1, p. 1-6, 2017.

CAVALCANTE, L. C. D.; GONÇALVES, R. N.; FABRIS, J. D. Análise química e mineralógica de pinturas rupestres da Pedra do Dicionário Piripiri, Piauí, Brasil. In: ALBUQUERQUE, M. L.; BORGES, S. E. N. Identidades e diversidade cultural: patrimônio arqueológico e antropológico do Piauí-Brasil e do Alto Ribatejo-Portugal. Teresina – Mação: FUNDAC – CEIPHAR / ITM, 2013. p. 34-52.

CAVALCANTE, L. C. D.; LIMA, O. G. Letreiro da Pedra Riscada, Domingos Mourão, Piauí: uma abordagem arqueométrica. Relatório Final de Iniciação Científica, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2012.

CAVALCANTE, L. C. D.; LUZ, M. F.; GUIDON, N.; FABRIS, J. D.; ARDISSON, J. D. Ochres from rituals of prehistoric human funerals at the Toca do Enoque site, Piauí, Brazil. Hyperfine Interactions, v. 203, n. 1-3, p. 39-45, 2011.

CAVALCANTE, L. C. D.; RODRIGUES, A. A.; COSTA, E. N. L.; SILVA, H. K. S. B.; RODRIGUES, P. R. A.; OLIVEIRA, P. F.; ALVES, Y. R. V.; FABRIS, J. D. Pedra do Cantagalo I: uma síntese das pesquisas arqueológicas. Arqueología Iberoamericana, v. 23, p. 45-60, 2014.

CAVALCANTE, L. C. D.; SILVA, H. K. S. B. Arqueometria e conservação do sítio Letreiro da Pedra Riscada: temperatura, umidade e velocidade dos ventos. Relatório Final de Iniciação Científica, Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2013.

CHALMIN, E.; MENU, M.; VIGNAUD, C. Analysis of rock art painting and technology of Palaeolithic painters. Measurement Science and Technology, v. 14, n. 9, p. 1590-1597, 2003.

DUTTINE, M.; SCORZELLI, R. B.; POUPEAU, G.; CERNICCHIARO, G.; BUSTAMENTE, A.; DORIGUEL, O.; BELLIDO, A. V.; LATTINI, R. M. Técnicas alternativas para estudos de proveniência de obsidianas arqueológicas equatorianas. Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação, v. 1, n. 5, p. 271-274, 2007.

FELICÍSSIMO, M. P.; PEIXOTO, J. L.; PIREAUX, J.-J.; DEMORTIER, G.; RODRIGUESFILHO, U. P. Estudos arqueométricos de cerâmicas indígenas pré-coloniais das lagoas do Castelo e Vermelha, localizadas no Pantanal Sul-Mato-Grossense. Canindé, n. 4, p. 325-368, 2004.

GUIDON, N. A arte pré-histórica da área arqueológica de São Raimundo Nonato: síntese de dez anos de pesquisas. Clio – Revista do Curso de Mestrado em História da Universidade Federal de Pernambuco, n. 7, p. 3-80, 1985.

GUIDON, N. Nota sobre dois sítios da área arqueológica de São Raimundo Nonato – Piauí. Clio – Revista do Curso de Mestrado em História da Universidade Federal de Pernambuco, v. 4, p. 19-20, 1987.

GUIDON, N. Tradições rupestres da Área Arqueológica de São Raimundo Nonato, Piauí, Brasil. Clio – Revista do Curso de Mestrado em História da Universidade Federal de Pernambuco, n. 5, p. 5-10, 1989.

GUIDON, N.; PESSIS, A. M.; MARTIN, G. Pesquisas arqueológicas na região do Parque Nacional Serra da Capivara e seu entorno (Piauí – 1998 – 2008). Fumdhamentos, n. 8, p. 1-61, 2009.

KLINGELHÖFER, G.; BERNHARDT, B.; FOH, J.; BONNES, U.; RODIONOV, D.; DE SOUZA, P. A.; SCHRÖDER, CH.; GELLERT, R.; KANE, S.; GÜTLICH, P.; KANKELEIT, E.. The miniaturized Mössbauer spectrometer MIMOS II for extraterrestrial and outdoor terrstrial applications: a status report. Hyperfine Interactions, v. 144/145, p.371-379, 2002a.

KLINGELHÖFER, G.; COSTA, G. M.; PROUS, A.; BERNHARDT, B. Rock paintings from Minas Gerais, Brasil, investigated by in-situ Mössbauer spectroscopy. Hyperfine Interactions C, v. 5, p. 423-426, 2002b.

LAGE, M. C. S. M. Análise química de pigmentos de arte rupestre do sudeste do Piauí. Revista de Geologia, v. 9, p. 83-96, 1996.

LAGE, M. C. S. M. Etude archéométrique de l’art rupestre du sud-est du Piauí – Brésil. Tese (Doctorat en Anthropologie – Ethnologie - Prehistoire) – Université de Paris I, Paris, 1990.

LAGE, M. C. S. M.; CAVALCANTE, L. C. D.; KLINGELHÖFER, G.; FABRIS, J. D. Insitu 57Fe Mössbauer characterization of iron oxides in pigments of a rupestrian painting from the Serra da Capivara National Park, in Brazil, with the backscattering Mössbauer spectrometer MIMOS II. Hyperfine Interactions, v. 237, n. 1, p. 1-7, 2016.

LAROCHE, A. F. G.; LAROCHE, A. S. S. Considerações sobre a pré-história do Nordeste Brasileiro nos tempos finais do Pleistoceno e início do Holoceno. Clio – Revista do Curso de Mestrado em História da Universidade Federal de Pernambuco, n. 4, p. 31-33, 1987.

LIMA, O. G. Análise de pinturas rupestres do Letreiro da Pedra Riscada por espectroscopia Raman. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arqueologia e Conservação de Arte Rupestre) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2013.

MAGALHÃES, S. M. C. A arte rupestre no centro-norte do Piauí: indícios de narrativas icônicas. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2011.

MARTÍN, G. Pré-História do Nordeste do Brasil. 4. ed. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2005.

MARTÍN, G.; GUIDON, N. A onça e as orantes: uma revisão das classificações tradicionais dos registros rupestres do nordeste do Brasil. Clio Arqueológica, v. 25, n. 1, p. 11-30, 2010.

MITHEN, S. A pré-história da mente: uma busca das origens da arte, da religião e da ciência. São Paulo: Unesp, 2002. Capítulo 9: O big bang da cultura humana: as origens da arte e da religião. p. 247-303.

NAP-UFPI/IPHAN. Levantamento e cadastramento de sítios arqueológicos do Estado do Piauí – 1ª a 10ª etapas. Teresina: NAP-UFPI, 1986-2006.

PARENTI, F. Problemática da Pré-história do Pleistoceno Superior no Nordeste do Brasil: o abrigo da Pedra Furada em seu contexto regional. Fundhamentos, v. 1, n. 1, p. 15-53, 1993.

POLLARD, A. M.; BATT, C. M.; STERN B.; YOUNG S. M. M. (Ed.). Analytical chemistry in archaeology. Cambridge: Cambridge University Press, 2007.

SANTOS, L. M.; OLIVEIRA, F. M.; FARIAS FILHO, B. B. F.; FONTES, L. M.; LAGE, M. C. S. M.; SILVA, H. K. S. B.; CAVALCANTE, L. C. D.; FABRIS, J. D. Chemical and mineralogical characteristics of the pigments of archaeological rupestrian paintings from the Salão dos Índios site, in Piauí, Brazil. Journal of Archaeological Science: Reports, v. 18, p. 792-797, 2018.

SCHIFFER, M. B. Archaeological Context and Systemic Context. American Antiquity, v. 37, n. 2, p. 156-165, 1972.

SILVA, H. K. S. B.; CAVALCANTE, L. C. D. Estratégias de campo e de laboratório utilizadas na investigação do sítio arqueológico Pedra do Cantagalo I. Arqueología Iberoamericana, v. 33, p. 35-41, 2017.

TRIGGER, B. G. História do Pensamento Arqueológico. 2. ed. São Paulo: Odysseus, 2004.

VIEIRA, R. M. L.; GUERRA, M. F.; SCORZELLI, R. B.; AZEVEDO, I. S.; DUTTINE, M.; PEREIRA, C. E. B. Estudos preliminares de algumas moedas holandesas da coleção do Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Arqueometria, Restauração e Conservação, v. 1, n. 6, p. 296-300, 2007.

WAGNER, F. E.; KYEK, A. Mössbauer spectroscopy in archaeology: introduction and experimental considerations. Hyperfine Interactions, v. 154, n. 1-4, p. 5-33, 2004.




DOI: https://doi.org/10.20891/clio.V35N1p74-104

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev