UM SÍTIO ARQUEOLÓGICO TUPI-GUARANI DA SUB-TRADIÇÃO PINTADA NO SERTÃO PERNAMBUCANO

Marcos Galindo Lima, Jacionira Silva Rocha

Resumo


Em 1960, durante as chuvas do inverno, o Sr. Pedro Feitosa, proprietário da Fazenda Xilili no município de Sertânia-PE, encontrou alguns vasilhames de cerâmica que afloravam no solo, num total de quatro peças semi-destruídas, contendo restos humanos.

Palavras-chave


Tupi-Guarani; Sertão Pernambucano

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev