OBSERVAÇÕES SOBRE A PEDAGOGIA DO ESPORTE NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: UM ESTUDO DE CASO

Hyhara Thamyres De Lima Soares, José de Caldas Simões Neto, Pergentina Parente Jardim Catunda, Francisco Marcelo Catunda de Oliveira, Lucielton Mascarenhas Martins

Resumo


Em busca de melhor compreender a importância da pedagogia do esporte na Educação Física escolar como ferramenta na construção do conhecimento integral dos alunos, permitindo novas possibilidades pedagógicas que estabelecidas na formação dos indivíduos de maneira integral para uma prática educativa e esportiva. Assim evidenciou como parte integrante da pesquisa, o currículo da Educação Física, a pedagogia do esporte e a perspectiva do esporte como ferramenta formativa, adotando assim um posicionamento multicultural.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, P. Os benefícios pedagógicos que o esporte pode trazer como mais uma alternativa na socialização e formação de adolescentes e jovens. Brasil Escola. Disponível em:

https://monografias.brasilescola.uol.com.br/educacao-fisica/beneficios-pedagogicos-esporte-pode-trazer-como-alternativa-socializacao-formacao-adolescentes-joven.htm Acesso: 09 set 2017.

BARROSO, A. L. R; DARIDO, S. A. A pedagogia do esporte e as dimensões dos conteúdos: conceitual, procedimental e atitudinal. Revista da Educação Física/UEM. Maringá, v.20, n.2,

p.281.289, 2009. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3884. Data de acesso: 06 set 2017.

BOGDAN, R; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto editora, 1994.

BUENO, L. Políticas Públicas do esporte no Brasil: razões para o predomínio do alto rendimento. São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, 2008. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/2493/72040100444.ptf?sequ. Data de Acesso: 06 set 2017.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Fundamental. Brasília-DF, 1997. Educação física/ Secretaria de Educação.

BREGOLATO, R. A. Cultura corporal do esporte. 2° ed. São Paulo: Ícone, 2007.

CANEN, A.: OLIVEIRA, A. M. A. Multiculturalismo e currículo em ação: um estudo de caso. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 21, p. 61-74 2002.

FLORENTINO, J. A. Niklas Luhmann e a teoria social sistêmica: um ensaio sobre a possibilidade de sua contribuição às políticas sociais, exemplificada no fenômeno "rualização". Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, PUCRS, Porto Alegre. 2006.

FRELLER, C. C. Histórias de indisciplina escolar: um trabalho de um psicólogo numa perspectiva Winnicottiana. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

JOVER, A. GALANTERNICK, G. Indisciplina: como lidar com ela? Revista Nova Escola. Ano XIII-n° 113. Junho, 1998.

LOPES, A. C. Pensamentos e política curricular-entrevista com William Pinar. In: Políticas de currículo em múltiplos contextos. São Paulo: Cortez, 2006.

LUCKESI, C. C. Filosofia da educação. São Paulo: Cortez Editora, 1990.

MOREIRA, A. F. B.: CANDAU, V. M. F. Educação escolar e cultura (S): Construindo caminhos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 23, p.156-168, 2003. http://dx.doi.org/10.

/S1413-24782003000200012

NEIRA, M. G, NUNES, M L FI. Praticando estudos culturais na Educação Física. 1. Ed. São Caetano do Sul, SP, 2009.

PAES, R. R. Pedagogia do Esporte: Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

RAMOS, A. K. S. Bullying: A violência Tolerada na Escola, 2008. Disponível em:http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/802-4.pdf. Acesso em: 01 out.2017.

SILVA, T. T. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. STIGGER, M. P.; LOVISOLO, Hugo. Esporte de rendimento e esporte na escola. São Paulo: Autores Associados, 2009.

Revista Brasileira do Esporte Coletivo. Ano 3. Volume 3. 2019. 2019 TIBA, I. Educação familiar: presente e futuro. São Paulo: Integrare Editora, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.