ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO TÁTICO DECLARATIVO EM HANDEBOL DE ATLETAS PERNAMBUCANAS

Diego Nascimento Vila Nova

Resumo


Introdução: O conhecimento tático declarativo (CTD) é uma habilidade cognitiva que nas modalidades esportivas coletivas visa investigar fatores que possibilitam o melhor desempenho dos atletas e de suas respectivas equipes. Objetivo: Analisar o nível de conhecimento tático declarativo de atletas recifenses campeãs nacionais dos Jogos Escolares da Juventude. Método: Estudo exploratório e descritivo, com amostra por conveniência. Avaliou-se 16 atletas da cidade do Recife, com idade entre 15 e 17 anos, utilizando o protocolo validado por Caldas, Viana e Sourgey (2017) para nível de conhecimento tático declarativo em handebol. Resultados: A equipe pesquisada apresentou um potencial “em evolução” para níveis de CTD. As atletas que atuam na posição de pivô possuem um nível de CTD mais elevado do que as demais jogadoras. Constatou-se também que as atletas que possuem de 1 a 3 anos de prática teve um melhor nível de CTD quando comparado com as atletas de 5 a 10 anos de prática. E, atletas com mais participações em competições obtiveram um melhor nível de CTD. Conclusão: Concluímos que as atletas se encontram com nível de CTD em evolução, tendo influência da posição de jogo; e as que possuem mais participações em competições tanto nacionais quanto internacionais alcançaram melhores níveis de CTD no handebol.


Palavras-chaves. Conhecimento tático declarativo, Esporte coletivo, Handebol.


Texto completo:

PDF

Referências


BOMPA, T. Treinando atletas do desporto coletivo. São Paulo: Phorte Editora, 2005.

CALDAS, I. S. L. et al. Processos cognitivos envolvidos na prática do handebol: Aspectos importantes para formação de atletas de alto rendimento. Neurobiologia, 75 (1-2), 183-193, 2012.

CALDAS, I. S. L. Validação e aplicação de um protocolo do nível de conhecimento tático declarativo no handebol. 2015. (Tese de doutorado em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

CALDAS, I. S. L., VIANA, M. T.; SOURGEY, E. B. Aplicativo para avaliar o nível de conhecimento tático declarativo no handebol. E-Balonmano.com: Revista de Ciencias del Deporte, v.13, n. 2, p. 77-84, 2017.

CALDAS, I. S. L. et al. Nível de conhecimento tático declarativo, a posição de jogo e o tempo de reação em atletas de handebol. Revista Neurociências, v. 27, p. 1-13, 2019.

CALLIYERIS, V. E.; CASA, A. L. A utilização do método de coleta de dados via internet na percepção dos executivos dos institutos de pesquisa de mercado atuantes no Brasil. Interações, Campo Grande, v. 13, n. 1, p. 11-22, 2012.

COSTA J. C.; GARGANTA, J. A.; BOTELHO, M. Inteligência e conhecimento específico em jovens futebolistas de diferentes níveis competitivos. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, Porto, v. 2, n. 4, p. 7-20, 2002.

GIACOMINI, D. S. Conhecimento Tático Declarativo e Processual no Futebol: estudo comparativo entre alunos de diferentes categorias e posições. 2007. (Dissertação de Mestrado). UFMG, Minas Gerais, 2007.

GICACOMINI, D. S.; Greco, P. J. Comparação do conhecimento tático processual em jogadores de diferentes categorias e posições. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, Porto, v. 8 n. 1, p. 126-136, 2008.

GONZAGA, A. S.; GONÇALVES, E.; TEOLDO, I. C. Comparação do comportamento tático, de jogadores de futebol da categoria sub – 15 de diferentes posições. Revista Brasileira de Futebol, v. 2, n. 6, p. 52-59, 2014.

GRECO, P. J.; SILVA, S. A. A metodologia de ensino dos esportes no marco do programa segundo tempo. Porto Alegre: UFRGS, p. 86-136, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.