ANALISE DESEMPENHO ESPORTIVO NO HANDEBOL DURANTE O CICLO MENSTRUAL NAS FASES FOLICULAR E OVULATÓRIA

João Marcônio Correia de Albuquerque Filho, Gessica Noemy Veiga Leal

Resumo


Introdução: A inclusão de mulheres no esporte e oscilações hormonais decorrentes dos aspectos fisiológicos do sistema reprodutor feminino, o ciclo menstrual é citado em literaturas como fator determinante no ponto negativo e positivo em indivíduos atletas. Objetivo: analisar o desempenho esportivo em atletas de Handebol durante o ciclo menstrual, nas fases folicular e ovulatória. Método: 14 atletas de handebol entre 18 e 35 anos, foram submetidas ás avaliações com bioimpedância octopolar InBody 720, composição corporal. Força de membros superiores através da preensão manual com dinamômetro de mão mecânico. À força explosiva (potência) de membros inferiores utilizou-se Counter Movement Jump (CMJ) com auxílio dos braços. O nível de significância foi estabelecido em p<0,05, para comparação dos dados, analisados no pacote estatístico Statistical Package for the Social Science V.21. Resultados: Para composição corporal na fase folicular e ovulatória; o índice de massa magra 49,01± 4,69kg, 48,72± 5,59 (p≥0,506). Massa gorda 17,79±5,61kg, 17,85±5,20 (p≥0,783). Água intracelular 22,43±2,17, 22,90± 2,73 (p≥0,300). Água extracelular 13,42±1,32, 15,45± 7,77 (p≥0,350), e Porcentagem de Gordura 26.26± 5,79, 27,08± 5,97 (p≥0,188). No desempenho físico podemos observar os resultados da força em potência em membros inferiores 1572,41±94,81, 1695,50±237,05, (p≥0,066). Potência w/kg 26,54±5,32, 25,33±1,61, (p≥0,455). Tempo no ar 516,08±28,07, 526,58±33,53,(p≥0,136). Membros superiores mão direita 37,16±4,44, 38,04±4,57 ( p≥0,375). Mão esquerda 33,37± 5,67, 33,87± 5,54, (p≥0,724). Conclusão: Os dados constataram que não houve alternância, mantendo uma constância na composição corporal e nos níveis de forca em membros superiores, potência de membros inferiores e não havendo influência no desempenho das atletas, mantendo um nível padrão das variáveis nas duas fases do ciclo menstrual.

Texto completo:

PDF

Referências


ASHLEY, C. D.; KRAMER, M. L.; BISHOP, P. Estrogen and Substrate Metabolism. Sports Medicine,

v. 29, n. 4, p. 221-227. 2000.

ALEXANDRA M. D.; ZSUZSANA J. B.; ELIEZER B.; ANTÔNIO C. L.; MAURO V. Incidência da

Síndrome Pré-menstrual na pratica de Esportes. Revista Brasileira Medica no exercício e no

Esporte. São Paulo, v. 15, n. 5, p. 300-331, 2009.

BENTO T. N. Avaliação dos níveis de força muscular em diferentes fases do ciclo menstrual.

Florianópolis, 2016. TCC – Educação Física – Bacharelado. Universidade Federal de Santa Catarina

– SC. 52f. 2016.

CONSTANZO, L. S. Fisiologia. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 294. 2013.

CONSTANTINI, N. W. et al. The menstrual cycle and sport performance. Clinics in Sports

Medecine., Philadelphia, v. 24, n. 2, p. 51-82. 2005.

Revista Brasileira do Esporte Coletivo. Ano 4. VOLUME 4. 2020

Desempenho e ciclo menstrual em atletas de handebolDIAS, I.; SIMÃO, R.; NOVAES, J. S.; Efeito das diferentes fases do ciclo menstrual em um Teste de

RM. Fitness & Performance Journal, v. 4, n. 5, p. 291, 2005.

DRUCIAK, C. Análise comparativa dos níveis de força em mulheres durante as fases menstrual

e ovulatória. 2015. 41f. Monografia (Bacharelado em Educação Física) – Curso Bacharelado em

Educação Física da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, p. 32. 2015.

FORTES, L. S.; MORAES, E. M; TEIXEIRA, A. L. S; DIAS, I.; SIMÃO, R. Influência do ciclo menstrual

na força muscular e percepção subjetiva do esforço em atletas de natação que utilizam

contraceptivos. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Rio de janeiro.;v. 23, n. 3, p. 81-87,

FLECK, S. J.; KRAEMER, W. J. Fundamentos do Treinamento de Força Muscular. 3ª Ed. Porto

Alegre. Artmed, 2006.

FREITAS, F.; MENKE, C. H. Rotinas em Ginecologia. Porto Alegre: Artmed, 2001.

LIMA. R. C. O.; SANTOS M. Q.; VEIGA P. H. A.; OLIVEIRA M. N. M. Análise da força muscular de

preensão manual durante e após o ciclo menstrual. Revista Fisioterapia & Saúde Funcional.

Fortaleza, v. 1, n.1, p. 22-27, 2012.

JEFFERSON C. C., NATÁLIA A. G., DEBORA D. F. M. R., ALEXANDRE G. S.. A influência do ciclo

menstrual no desempenho de atletas de futebol feminino. Revista Eletrônica Saúde e Ciência

Santos. São Paulo. v. 4. n. 01, p. 39-43, 2014.

JONGE, X. A. J. Effects of the menstrual cycle on exercise performance. Sports Medicine.,

Auckland, v. 33, n. 11, p. 833-851, 2003.

JUNIOR, A. T. C.; CUNHA A. C. P. T.; SHENEIDER A. T.; DANTAS P. M. S.; Características

dermatoglíficas, somatotípicas, psicológicas e fisiológicas da seleção brasileira feminina adulta de

handebol. Fitness & Performance Journal Rio de janeiro, v. 5, n, 02, p. 82, 2006.

KRAEMER, W. J.; ADAMS, K.; CAFARELLI, E.; DUDLEY, G. A.; DOOLY, C.; FEIGENBAUM, M. S.;

FLECK, S. J.; FRANKLIN, B.; FRY, A. C.; HOFFMAN, J. R.; NEWTON, R. U.; POTTEIGER, J.8;

STONE, M. H.; RATAMESS, N. A. American College of Sports Medicine position stand: progression

models in resistance training for healthy adults. Medicine and Science in Sports and Exercise.

Madison, v. 41, n. 3, p. 687-708, 2009.

KRAEMER, W. J.; RATAMESS, N. A. Fundamentals of Resistance Training: Progression and

Exercise Prescription. Medicine and Science in Sports and Exercise, Madison, v. 36, n. 4, p. 647-

, 2004.

LEBRUN, C. M.; RUMBALL, J. S. Relationship between athletic performance and menstrual cycle.

Current Women’s Health Reports, v.1, p. 232-240, 2001.

MCARDLE ,W. D.; KATCH, F.I.;KATCH, V. L.; Fisiologia: nutrição, energia e desempenho humano.

Rio de janeiro. Guanabara Koogan. 8 ed. p. 758, 2016.

MORAES, A. C. F, OLIVEIRA, H. G., MOLENA C. A.F, FULAZ C. S, Relação entre ciclo menstrual e

planejamento dos treinos: um estudo de caso. Acta Scientiarum Health Sciencies. Maringá, v. 30,

n.1. p.7-11. 2008.

NAAMA W.; CONSTANTINI, M. D., GAL DUBNOV, M. D,; CONSTANCE M.; LEBRUN, M.D. C. M.

The Menstrual Cycle and Sport Performance. Clinics in Sports Medicine, v. 24, n. 2, p. 53, 2005.

POWERS, S. K. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho.

Barueri. Manole. 8ed. 2014.

Revista Brasileira do Esporte Coletivo. Ano 4. VOLUME 4. 2020

Desempenho e ciclo menstrual em atletas de handebolREDMAN, L. M.; WEATHERBY, R. P. Measuring performance during the menstrual cycle: A model

using oral contraceptives. Physical Fitness and Performance, p. 130-136, 2003.

TEIXEIRA A. L.S., JÚNIOR,W. F., MORAES, E. M., ALVES,H. B. DIAS, M.R., Efeito das diferentes

fases do ciclo menstrual na composição corporal de universitárias. Revista Brasileira de Prescrição

e Fisiologia do Exercício, São Paulo, v. 6, n. 35, p. 428-432, 2012

VALADARES, G. C.; FERREIRA, L. V.; FILHO, H. C.; ROMANO-SILVA, M. A. Transtorno disfórico

pré-menstrual revisão – conceito, história, epidemiologia e etiologia. Revista Psiquiatria Clínica,

v.33, n. 3, p. 117-123, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.