ELABORAÇÃO DE INDICADORES CHAVE DE DESEMPENHO: SETOR DE OBRAS PÚBLICAS DAS AUTARQUIAS FEDERAIS

Rommel Souza Silva, Mehran Misaghi, Álvaro Paz Graziani

Resumo


Este artigo define a gestão por resultados e os indicadores chave de desempenho (KPI) como técnicas gerenciais importantes para o setor de obras públicas das autarquias federais. A problemática identificada na pesquisa são os aditivos de custo e prazo às obras. A pesquisa classifica-se como pesquisa de natureza aplicada, com objetivos exploratórios, descritiva e com revisão bibliográfica. Os procedimentos utilizados estão classificados ora em estudo de campo, ora em estudo de caso, a abordagem quantitativa inclui os dados pertinentes aos contratos das obras públicas nas autarquias, que tem como apoio o Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (SIMEC). A amostra da população foi gerada pelas obras da Universidade e Institutos Federais de Santa Catarina, com total de 38 obras espalhadas em 17 campi. Por conseguinte, os dados foram analisados com correlação de Pearson (r) e Data Envelopment Analysis (DEA). A pesquisa identificou as instituições com as obras mais eficiente em que a modalidade de licitação o Regime Diferenciado de Contratação (RDC), efetuou-se como benchmark para o setor, ainda apresenta um quadro com as dimensões, subdimensões e métricas a serem utilizadas pela gestão pública na indicação de resultados do setor de obras, ademais enquadrou as metas a serem atingidas pelas instituições.


Palavras-chave


Indicadores chave de desempenho; Gestão por resultados; Benchmark; Obras públicas; Instituições Federais de Ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


ABD, H. et al. Indicators for measuring performance of building construction companies in Kingdom of Saudi Arabia. Journal of King Saud University, Engineering Sciences, v. 25, n. 2, p. 125-134, 2013.

AHMAD, S. B. S. et al. A Review of Performance Measurement for Successful Concurrent Construction. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v. 226, n. 1877, p. 447–454, 2016.

AMADO, C. A. F. et al. Integrating the Data Envelopment Analysis and the Balanced Scorecard approaches for enhanced performance assessment. Omega, v. 40, p. 390–403, 2011.

BANKER, R.D.; CHARNES, A.; COOPER, W.W. Some models for estimating technical scale inefficiencies in data envelopment analysis. Management Science, v. 30, n. 9, p. 1078-1092, 1984.

BEATHAM, S.; ANUMBA, C.; THORPE, T.; HEDGES, I. KPIs: a critical appraisal of their use in construction. Benchmarking: An International Journal, v. 11, n. 1, p. 93-117, 2004.

BEHN, R. D. Why Measure Performance? Different Purposes Require Different Measures. Public Administration Review, v. 63, n. 5, p. 586–606, 2003.

BELLONI, I. Uma Metodologia de Avaliação da Eficiência Produtiva de Universidades Federais Brasileiras. Tese de Doutorado, UFSC, 2000.

BEUREN, Ilse Maria; TEIXEIRA, Silvio Aparecido. Avaliação dos sistemas de controle gerencial em instituição de ensino superior com o performance management and control. Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação, v. 11, n. 1, p. 169-192, 2014.

BRASIL. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Melhoria da gestão pública por meio da definição de um guia referencial para medição do desempenho da gestão, e controle para o gerenciamento dos indicadores de eficiência, eficácia e de resultados do programa nacional de gestão pública e desburocratiza ministério do planejamento: produto 1: mapeamento bibliográfico e do estado da arte sobre indicadores de gestão. Brasília: MP, 2009.

BYGGERIETS EVALUERINGS CENTER. (2002). Site Institucional. Disponível em: . Acesso em: 13 set. 2017.

BRYSON, J. M.; CROSBY, B. C.; BRYSON, J. K. Understanding strategic planning and the formulation and implementation of strategic plans as a way of knowing: the contributions of Actor-Network Theory. International Public Management Journal, v. 12, n. 2, p. 172–207, 2009.

CASA NOVA, S.P.C. Utilização da análise por envoltória de dados (DEA) na análise de demonstrações contábeis. Tese de doutorado da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

CASADO, F. L. Análise envoltória de dados: conceitos, metodologia e estudo da arte na educação superior. Revista Sociais e Humanas, v. 20, n. 1, p. 59–71, 2007.

CHARNES, A.; COOPER, W.W.; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision-making units. European Journal of Operational Research, v. 2, p. 429-444, 1978.

CONSTRUCTION INDUSTRY INSTITUTE (CII). CII Benchmarking and Metrics Data Rep. 2000, CII, Tex. 2000.

CORPORACIÓN DE DESARROLLO TECNOLÓGICO (CDT). Sistema Nacional de Benchmarking na Indústria da Construção. Relatório de Pesquisa. 1º Ed. Santiago, Chile, 2002.

COSTA, D. B. et al. Sistema de indicadores para Benchmarking na construção civil. Porto Alegre: UFRGS/PPGEC/NORIE, 2005.

COX, R.F., ISSA, R.R.A., AHRENS, D. Management’s perception of key performance indicators for construction. J. Constr. Eng. Manage. 129 (2), 142–151, 2003.

DOLOI, H. Analysis of pre-qualification criteria in contractor selection and their impacts on project success. Construction Management and Economics, 27, 1245–1263, 2009.

DOLOI, H.; et al. Analysing factors affecting delays in Indian construction projects. International Journal of Project Management. V. 30 p. 47-489, 2012.

EL-MASHALEH, Mohammad S.; EDWARD MINCHIN JR, R.; O’BRIEN, W. J. Management of construction firm performance using benchmarking. Journal of Management in Engineering, v. 23 (1), n. January, p. 10–17, 2007.

FILHO, D. B. F.; JÚNIOR, J. A. D. S. Desvendando os mistérios do coeficiente de correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje, v. 18, n. 1, p. 115–146, 2009.

FRIMPONG, Y.; OLUWOYE, J.; CRAWFORD, L. Causes of delay and cost overruns in construction of groundwater projects in a developing countries; Ghana as a case study. International Journal of Project Management, v. 21, n. 5, p. 321–326, 2003.

FONSECA, D. R. DA et al. Autonomia para gestão estratégica de pessoas no setor público federal: perspectivas de análise e agenda de pesquisa. Revista de Administração Pública, v. 47, n. 6, p. 1451–475, 2013.

FOOLADVAND, M.; YARMOHAMMADIAN, M. H.; SHAHTALEBI, S. The Application Strategic Planning and Balance Scorecard Modelling in Enhance of Higher Education. Procedia - Social and Behavioral Sciences, v. 186, p. 950–954, 2015.

FRANZBLAU, Abraham. A primer of statistics for non-statisticians. Oxford, England: Harcourt, Brace, Cap. 7, (1958).

GASIK, S. Are public projects different than projects in other sectors? Preliminary results of empirical research. Procedia - Procedia Computer Science, v. 100, p. 399–406, 2016.

GRIN, E. J. Intersetorialidade e transversalidade no modelo de gestão e planejamento governamental no município de Vitória. V Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, Santo Domingo, Rep. Dominicana, 24- 27 out., 2000.

HO, A. T. K. PBB in American Local Governments: It’s More than a Management Tool. Public Administration Review, v. 71, n. 3, p. 391–401, 2011.

KAHVECI, T. C. et al. Evaluation of public strategic planning models for Turkish Universities. Procedia: Social and Behavioral Sciences, v. 58, p. 138-148, 2012. Doi: 10.1016/j.sbspro.2012.09.987.

KALIBA, C.; MUYA, M.; MUMBA, K. Cost escalation and schedule delays in road construction projects in Zambia. International Journal of Project Management, v. 27, n. 5, p. 522-531, 2009.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. The Balanced Scorecard: Measures That Drive Performance. Harvard Business Review, 2005.

KIRSCH, P.; HINE, A.; MAYBURY, T. A model for the implementation of industry-wide knowledge sharing to improve risk management practice. Safety Science, v. 80, p. 66–76, 2015.

LINS, M. E. et al. O uso da Análise Envoltória de Dados (DEA) para avaliação de hospitais universitários Brasileiros. Ciência e Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 985–998, 2007.

LUU, V. T.; KIM, S. Y.; HUYNH, T. A. Improving project management performance of large contractors using benchmarking approach. Int. J. Project Manage, v. 7, n. 26, 758-769, 2008.

MAGNUSSEN, O. M.; OLSSON, N. O. E. Comparative analysis of cost estimates of major public. International Journal of Project Management, v. 24, n. 4, p. 281-288, 2006.

MOTTA, Paulo Roberto de Mendonça. O estado da arte da gestão pública. Revista de Administração de Empresas, v. 53, n. 1, p. 82-90, 2013.

NASIR, H. et al. Development and implementation of a benchmarking and metrics program for construction performance and productivity improvement. Canadian Journal of Civil Engineering, v. 39, n. 9, p. 957-967, 2012.

PEÑA, C. R.. Um Modelo de Avaliação da Eficiência da Administração Pública Através do Método Análise Envoltória de Dados (DEA). Revista de Administração Contemporânea, V. 12, n. 1, P. 83-106, 2008.

PINHEIRO, J. Indicadores-chave de Desempenho (Key Performance Indicators) aplicados à construção. Dissertação de Mestrado, Instituto Superior Técnico-Universidade Técnica de Lisboa, 2011.

PUTHAMONT, S.; CHAROENNGAM, C. Strategic project selection in public sector: Construction projects of the Ministry of Defence in Thailand. International Journal Of Project Management, [s.l.], v. 25, n. 2, p.178-188, fev. 2007.

RAMÍREZ, R. R.; ALARCÓN, L. F. C.; KNIGHTS, P. Benchmarking System for Evaluating Management Practices in the Construction Industry. Journal of Management in Engineering, v. 20, n. July, p. 110–117, 2004.

SOIBELMAN, L.; KIM, H.; WU, J. Knowledge Discovery for Project Delay Analysis. Bauingenieur, Springer VDI Verlag, 2005.

SORTE, J. R. L. B. Planejamento e Controle nas Obras da Rede Federal de Educação Profissional, Cientifica e Tecnológica. Revista Especialize On Line - IPOG, v. 1, p. 1–19, 2015.

SOUZA, Rommel Silva. Técnicas gerenciais para o setor de obras públicas: elaboração de indicadores chave de desempenho para o instituto federal catarinense. Dissertação de Mestrado, CENTRO UNIVERSITÁRIO SOCIESC - UNISOCIESC, 2018.

TOOR, S.; OGUNLANA, S. O. Beyond the “iron triangle”: Stakeholder perception of key performance indicators (KPIs) for large-scale public sector development projects. International Journal of Project Management, v. 28, n. 3, p. 228–236, 2010.

VOELKL, K.; GERBER, S. Using SPSS for Windows: Data analysis and graphics, Springer, New York, 1999.

WATTHANANON, J.; MINGKHWAN, A. Optimizing Knowledge Management using Knowledge Map. Procedia Engineering, v. 32, p. 1169–1177, 2012.

YUN, Sungmin et al. Development of performance metrics for phase-based capital project benchmarking. International Journal of Project Management, v. 34, n. 3, p. 389-402, 2015.

YUSOF, M. N.; HASSAN, A.; BAKAR, A. Knowledge management and growth performance in construction companies: a framework. Procedia Social and Behavioral Sciences, v. 62, p. 128–134, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: