VIVÊNCIAS E RESISTÊNCIAS QUILOMBOLAS CONTEMPORÂNEAS: NOTAS SOBRE A IDENTIDADE E A TERRITORIALIDADE DA COMUNIDADE QUARTEL DO INDAIÁ EM DIAMANTINA/MG / CONTEMPORANIAN QUILOMBOLAS EXPERIENCES AND RESISTANCES: NOTES ON THE IDENTITY AND TERRITORIALITY OF THE QUARTEL DO INDAIÁ COMMUNITY IN DIAMANTINA / MG

Jose Dias Neto

Resumo


Este trabalho tem por objetivo refletir sobre o ser quilombola na perspectiva dos moradores da comunidade Quartel do Indaiá, no município de Diamantina/MG. A proposta é pensar as vivências e resistências desse povo, seus desafios e singularidades, destacando sua identidade e territorialidade. Em um primeiro momento, é feita uma leitura do ser quilombola através da revisão transversal dos conceitos de território - e suas derivações - e identidade social. Depois, a proposta é pensar a comunidade de Quartel do Indaiá à luz das reflexões teóricas estabelecidas. O método de pesquisa utilizado para a composição deste ensaio foi o levantamento bibliográfico, a observação participante, os diálogos informais com moradores e a entrevista em profundidade com uma liderança comunitária, realizados no mês de outubro de 2017. De maneira geral, este é um texto que se almeja antropológico, no sentido de permitir o envolvimento com o objeto de análise de forma mais intensa, que será a base para a busca da compreensão da complexa teia de significados - em uma perspectiva Geertziana - que envolve a identidade e a territorialidade quilombola atualmente, através da análise empírica da comunidade Quartel do Indaiá.


Palavras-chave


Identidade. Territorialidade. Quilombola. Vivência. Resistência.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Alfredo Wagner. Os Quilombos e as novas etnias. In: LEITAO, Sérgio. (org) Direitos Territoriais das Comunidades Negras. São Paulo: ISA, 1999.

ASSIS, André Tomé; LOPES, Camila Ragonezi Gomes; MALTA, Guilherme Augusto Pereira; SANTOS, Tatiane Campos dos. A comunidade tradicional de Quartel do Indaiá: vivências e percepções no espaço rural de Diamantina/MG. Sankofa: Revista de História da África e de Estudos da Diáspora Africana, Ano IX, Nº XVIII, dezembro/2016.

BERGER, Peter; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, 1976.

BERLATTO, Odir. A construção da identidade social. Revista do curso de Direito da FSG, Caixas do Sul, ano 3, num. 5, jan./jun. 2009. p. 141-151.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Felix. Mil Platôs: Capitalismo e Esquizofrenia. (vol. 2) Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

DEUS, José Antônio Souza de. Paisagens Culturais Alternativas e Protagonismo Etnopolítico de Comunidades Tradicionais no Hinterland Brasileiro. In: TUBALDINI, Maria Aparecida dos Santos; GIANASI, Lussandra Martins. Agricultura Familiar, Cultura Camponesa e Novas Territorialidades no Vale do Jequitinhonha: Gênero, Biodiversidade, Patrimônio Rural, Artesanato e Agroecologia. Belo Horizonte: Fino Traço Editora, 2012, p. 35-50.

FURTADO, Júnia Ferreira. O Distrito Diamantino. Disponível em: Acesso em 30 de outubro de 2017.

GIACOMINI, Rose Leine Bertaco. A territorialidade das comunidades de quilombos no Vale do Ribeira: do direito étnico a posse definitiva do território. XIX ENCONTRO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, São Paulo, 2009, pp. 1-33.

GOMES, Flávio dos Santos. Quilombos do Rio de Janeiro do Século XIX, In: REIS, João José; GOMES, Flávio dos Santos. (org.): Liberdade Por um Fio. História dos Quilombos no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 1996.

HAESBAERT, Rogério. Território e multiterritorialidade: um debate. GEOgraphia - Ano IX - No 17 – 2007.

HORTA, Márcia Betânia Oliveira. Processos de formação da etnicidade do quilombo Quartel do Indaiá. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, 2017.

LITTLE, Paul. Territórios sociais e povos tradicionais no Brasil: por uma antropologia da territorialidade. Anuário Antropológico 2002-2003. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2004. p. 251-290.

MALCHER, Maria Albenize Farias. Identidade quilombola e território. Comunicações do III Fórum Mundial de Teologia e Libertação. Belém, 21 a 25 de jan. pp. 399-421. 2009.

MG-QUILOMBO. Quilombo dos Quartéis de Indaiá. Disponível em: Acesso em 30 de outubro de 2017.

RIBEIRO, Darcy. Os índios e a civilização: a integração das populações indígenas no Brasil moderno. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

ROCHA, Gabriela Freitas. A territorialidade quilombola ressignificando o território brasileiro: uma análise interdisciplinar. Revista do CAAP, 2009 (2), Belo Horizonte, jul-dez 2009. Disponível em:

article/download/64/63> Acesso em 26 de outubro de 2017.

SANTILLI, Juliana. Socioambientalismo e novos direitos: proteção jurídica à diversidade biológica e cultural. São Paulo: Editora Peirópolis, 2005. Disponível em:

mo-e-novos-direitos.pdf> Acesso em 26 de outubro de 2017.

SANTOS, Milton. O retorno do território. In: SANTOS, Milton. Território: Globalização e Fragmentação. Editora Hucitec: São Paulo, 1994.

SCHMITT, Alessandra; TURATTI, Maria Cecília Manzoli; CARVALHO, Maria Celina Pereira de. A atualização do conceito de quilombo: identidade e território nas definições teórica. Ambiente & Sociedade - Ano V - No 10 - 1o Semestre de 2002. Disponível em:

CONCEITO%20DE%20QUILOMBO.pdf> Acesso em 26 de outubro de 2017.

SOARES, Maria. Etnias e povos africanos na formação histórico-social do Brasil. Para entender a história, ano 4, volume dez, Série 02/12, 2013, p. 01-10. Disponível em: Acesso em 25 de outubro de 2017.

SOUSA, Rainer Gonçalves. Escravidão no Brasil; Brasil Escola. Disponível em . Acesso em 03 de novembro de 2017.

SOUZA, Marcos André Torres de. A vida escrava portas adentro: uma incursão as senzalas do Engenho de São Joaquim, Goiás, século XIX. Revista Maracanan, v. 7, n. 7, 2011.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Território e (des)territorialização. In: SOUZA, M. L. Os conceitos fundamentais da pesquisa sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2015. p. 77-110.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Londrina: EDUEL, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 JOSE DIAS NETO

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 Licença Creative Commons

Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

Academia.edu

Scientific Indexing Services 

Google Acadêmico

Sumários de Revistas Brasileiras

LivRe Períodico de Livre Acesso

Social Science Research Center Berlin 

Bielefeld Academic Search Engine (BASE)

SSOAR - Social Science Open Access Repository

REDIB

PKP|INDEX

LUX Leuphana 

 

Revista Idealogando da UFPE

Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Av. da Arquitetura, 12º andar. CEP: 50740-550 - Recife-PE

Email: revistaidealogando@gmail.com