Formação e ensino de Filosofia

Celso João Carmitani

Resumo


O texto apresenta alguns aspectos relevantes da discussão em torno do
ensino de filosofia no Ensino Médio enquanto elementos fundamentais
para se pensar as dinâmicas da aprendizagem para os alunos de nível médio.
Tomando como ponto de partida a definição do ensino como educação
examina a questão da prática pedagógica e da formação dos professores
de Filosofia indicando a necessidade de não dicotomizar a relação “fazer
filosofia” e “aprender a filosofar”. Neste processo, propões que a prática
do ensino de filosofia deve acontecer de forma interdisciplinar e aberta
para um diálogo com conhecimentos e perspectivas diversas. Analisando
a condição humana a partir de um modo de pensar novo, não apenas
por alternativas decorrentes de programas disciplinares, muitas vezes
emergenciais e dissociados, mas a partir de mudanças dos paradigmas
e enfoques teóricos e práticos que orientam a formação e prática dos
professores, pois, é fundamental estimular o pensar para que os alunos
aprendam a Filosofia e a filosofar.


Palavras-chave


Formação; Ensino de Filosofia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.