Teoria Educacional e Filosofia à luz da abordagem hermenêutico-fenomenológica de Otto Friedrich Bollnow

Ezir George Silva, Ferdinand Röhr

Resumo


O homem é o único ser capaz de compreender e apreender os aspectos,
elementos, situações e acontecimentos pertinentes à sua existência.
Essas habilidades fazem do homem alguém que, existindo no mundo
e para o mundo, não pode jamais assumir uma postura de indiferença
e neutralidade. É movidos por esta busca da não indiferença que
pretendemos analisar a contribuição da abordagem hermenêuticofenomenológica
de Otto Friedrich Bollnow para o pensar e o fazer
pedagógico do ensino de Filosofia. Nesse sentido, desejamos tratar sobre
a continuidade e descontinuidade da formação humana a partir de sua
abordagem diante dos fenômenos humanos e pedagógicos, buscando
mostrar como as formas e processos instáveis e descontínuos de educação
podem iluminar/ampliar o ensino de Filosofia e a formação do homem,
face a sua condição de sujeito inacabado. O trabalho procura problematizar
as concepções mecânico artesanal e orgânica da educação e seu eventual
impacto sobre os modos do homem conceber sua existência, formação e
relação no e com o mundo no âmbito da comunidade humana. Por fim,
o texto pretende identificar as implicações do pensamento pedagógico
de Bollnow para a vivência do ensino de Filosofia, no contexto de uma
cultura globalizada e democrática.


Palavras-chave


Teoria Educacional, Filosofia, Formação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.