Filosofia, responsabilidade e educação em Enrique Dussel

José Vicente Medeiros da Silva

Resumo


Enrique Dussel propõe uma ética material da vida, cujo objetivo é resgatar
a vida negada às vítimas dos sistemas de opressão. Dussel desenvolve uma
Filosofia da Libertação desde a América Latina - filosofia esta que enfrenta
os enormes desafios do continente (exclusão, injustiça, analfabetismo).
Nesse âmbito, a ética da libertação constrói uma responsabilidade
ético-politica para além do modelo hegemônico da totalidade vigente.
A responsabilidade é resposta dada ao outro enquanto vítima, na sua
concretude histórica. A análise dos princípios originários da ética em
Dussel permite-nos compreender o desafio que se coloca para a efetivação
de uma práxis a serviço da reconstrução da subjetividade e de um projeto
ético-político para a humanidade. Na atual crise ética, torna-se imperativo
pensar o outro para além do Eu e pensar a responsabilidade pelo Outro
como um dos pilares de uma nova educação. Trata-se de compreender
o processo de dominação e o processo de libertação, assumindo a
responsabilidade pelo outro na construção da justiça. Nesse sentido, não
basta a denúncia de uma situação injusta; deve-se, antes de tudo, encontrar
formas de superação da realidade excludente.


Palavras-chave


Dussel, Ética, Responsabilidade, Educação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.