Rousseau e a pulsão humana por reconhecimento (Amour propre)

Frederick Neuhouser

Resumo


Neste artigo, o autor busca delimitar os contornos principais das reflexões de Rousseau sobre a pulsão humana por reconhecimento, desenvolvida nas obras Discurso sobre a Desigualdade, Emílio e o Contrato Social. Embora não examine com detalhes a complexa visão de Rousseau, Neuhouser apresenta uma imagem mais geral de suas dimensões principais e de como elas se arranjam em conjunto para constituir uma instigante filosofia do reconhecimento. O autor, em suma, desenvolve quatro questões fundamentais para a teoria de Rousseau: 1) que tipo de paixão é o amour propre?; 2) por que ele é a principal fonte dos vários males que, para muitos pareceram intrínsecos à condição humana?; 3) que medidas sociais e políticas podem remediar esses males?; e, por último, 4) por que a única solução para esses males depende mais do cultivo apropriado do amour propre do que de sua supressão ou extirpação?

Palavras-chave


Rousseau; reconhecimento; patologias sociais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.