O PENSAMENTO DE ENRIQUE DUSSEL: UM OLHAR CRÍTICO PELO PRISMA ARENDTIANO

Evandro Fonseca Costa, Junot Cornelio Matos

Resumo


O texto O pensamento de Enrique Dussel: um olhar crítico pelo prisma
arendtiano trata-se de um exercício de (re)leitura da obra do pensador
argentino que, nos anos 70/80, cumpriu o papel de motivar e mobilizar parte
da intelectualidade latino-americana. Adotando o esquema “com Dussel, para
além de Dussel”, o presente trabalho estrutura-se em duas partes: na primeira,
destaca aspectos marcantes do pensamento dusseliano, reveladores da
perspectiva assumida por sua filosofia e do compromisso ético que seu
pensamento inspira. São eles: a afirmação de uma Identidade latino-americana;
uma antropologia latino-americana: o rosto ameríndio do homem; o princípio
ético da alteridade: o pôr-se frente ao outro como pobre/excluído; na segunda,
breves considerações críticas serão feitas ao pensamento dusseliano. São elas:
os silêncios de Dussel: ingenuidade ou furtiva estratégia ideológica?, onde se
observa que a utilização, mui parcial, de conceitos de Gramsci e Foucault,
compromente a problematização de decorrências práticas implicadas em seu
projeto; Dussel e a senda estreita do marxismo, onde se analisa os
comprometimentos daí advindos para seu pensamento; o flerte com uma razão
estratégica: a instrumentalização do agir e do pensar, onde se constata que
Dussel tornou-se refém das mazelas e dos descaminhos da racionalidade
moderna que ele pretendeu superar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.