A pós-modernidade e a morte das metanarrativas: um discurso de legitimação do capitalismo

Iron Mendes de Araujo, Itamar Nunes da Silva

Resumo


Considerando a importância da luta de ideias para a afirmação de um projeto político alternativo ao sistema capitalista mundial e a hegemonia adquirida hoje no ambiente acadêmico bem como na mídia em geral, pelos pensadores da chamada pós-modernidade, o presente artigo visa analisar os pressupostos teóricos das ideias pós-modernas que apontam para um cancelamento das alternativas políticas , na medida em que sepultam as metanarrativas da modernidade. Sem o caminho de uma transformação social radical à vista, os pós-modernos voltam-se para os diversos aspectos da vida social, em especial aqueles que objetivavam maior racionalização, tendo em vista o controle dos indivíduos. Abandonam a pretensão de totalidade que orientava o pensamento moderno, ou seja, suas metanarrativas e desenvolvem uma visão fragmentada da vida cotidiana e dos indivíduos também fragmentados que resulta na prática num discurso de desmobilização das lutas coletivas e de legitimação do capitalismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Perspectiva Filosófica - ISSN: 2357-9986

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.