O valor da verdade segundo as Confissões de Agostinho de Hipona

Jandui Evangelista de Oliveira, Marcos Roberto Nunes Costa

Resumo


Mais do que um conceito, a verdade é para Agostinho aquilo que, por assim dizer, fundamenta sua própria subjetividade. Por meio de sua descoberta vemos uma grande transformação na vida do Bispo de Hipona: desde sua conversão ao cristianismo, bem como, o começo da sua atividade filosófica. Em vista disso, o presente trabalho procura mostrar e, ao mesmo tempo, analisar a busca de Agostinho por seu eu mais profundo que, em última medida, culminará com seu encontro com a verdade. Onde, a verdade vai se constituir como aquilo que ele encontrou depois de percorrer os caminhos mais diversos em sua vida pregressa. Para tanto, partimos das Confissões, obra na qual ele relata todo esse percurso, o que justifica nossa compreensão de que aqui essa questão é apresentada de forma mais consistente e amadurecida. Por outro lado, procuramos também, fazer uma ponte, vez ou outra, com as contribuições de alguns comentadores sobre a temática em questão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Perspectiva Filosófica - ISSN: 2357-9986

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.