On collaborative reference and the roles of the interlocutor

Eduarda Calado Barbosa

Resumo


Neste trabalho, eu exploro a ideia de que a colaboração é requerida para a completude de atos de referir-se ao asserir conteúdo proposicional. Essa afirmação é sustentada por um marco empírico proposto primeiramente por HH Clark e seus coautores em fins dos anos 80, mas que está correntemente sendo desenvolvido por pesquisadores nas áreas de sociologia, linguística e psicologia. Eu pretendo mostrar que, no que concerne às investigações filosóficas centradas na referência do falante, nós temos boas razões para supor que atos de referir são também direcionados ao ouvinte, como é sugerido por um trabalho recente de Kent Bach. Consequentemente, nós precisamos de uma teoria não-idealizada de asserções compatível com a observação empírica de como conversas diádicas reais funcionam. Para isso, eu enfoco em uma crítica à teoria da asserção de Stalnaker e ofereço formas de superar as dificuldades por ela trazidas, defendendo uma visão colaborativa da performance de asserções e dos atos de referência do falante.

Palavras-chave


Referência do falante; Asserção; Conversação; Colaboração.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Eduarda Calado Barbosa

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.