Análise das Considerações Intempestivas a partir das cartas de Nietzsche: indicativo de uma perspectiva estética e educativa

Enock Silva Peixoto

Resumo


Dentre os anos de 1873 e 1876 Nietzsche escreveu quatro livros que denominou como Considerações Intempestivas: David Strauss, confessor e escritor; Da utilidade e desvantagem da história para a vida; Schopenhauer como educador e Wagner em Bayreuth. Neles, o filósofo estabelece uma crítica a favor de uma cultura elevada, cujos clássicos da Grécia e Roma Antigas e da própria Alemanha são os meios educativos apresentados como contraponto. A adversária é a concepção gregária de cultura, vigente no século XIX, que, conforme Nietzsche, tinha os interesses utilitários do Estado como forma principal de organização da vida. Esse [o Estado] sugava todas as forças criativas, como da educação juvenil, dos interesses científicos, reduzindo todos ao jugo dos negócios.  Foi o período em que a Alemanha venceu a guerra franco-prussiana e buscava se estruturar politicamente, mas, Nietzsche percebe diversas armadinhas presentes neste processo, como o perigo da cultura se tornar serva da política. Essa preocupação aparece também nas suas correspondências, escritas dentre os anos de 1850 e 1888, nelas, também observamos o pensamento como “instrumentos de combate” contra a decadência social.

 


Palavras-chave


arte. intempestividade. educação. cultura.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2357-9986.2021.248724

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Enock Silva Peixoto

Esta é uma revista de acesso aberto. Isto significa que todo o conteúdo está disponível de maneira livre e gratuita para o usuário (a) ou para sua instituição. Aos usuários (as) é permitido ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, fazer buscas e usar o link para os textos completos de artigos ou usá-lo para qualquer outra finalidade legal, sem ter que pedir permissão para editores ou autores. 

Licença Creative Commons
Esta revista está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Perspectiva Filosófica está indexada atualmente pelo DIADORIM, pelo Sumário.org, pelo Google Scholar, pela REDIB e pelo LATINDEX.