A Relação Executivo-Legislativo e o Impacto na Viabilização de Políticas Públicas nos Municípios do Cariri Paraibano

Allan Gustavo Freire da Silva, Kelly Cristina Costa Soares

Resumo


Os estudos sobre a relação Executivo-Legislativo têm se intensificado para entender o funcionamento do presidencialismo como sistema de separação de poderes. O debate na literatura da Ciência Política enfatiza a predominância do Poder Executivo no processo de tomada de decisões. O argumento principal considera o presidencialismo brasileiro como sistema cuja lógica é comandada pelos poderes do Executivo na arena legislativa. Para trazer a realidade das relações entre os poderes e a dinâmica político-partidária nos municípios, a pesquisa procurou analisar o desempenho do Poder Legislativo municipal no Cariri Paraibano Ocidental durante o período 2009-2012, observando o desempenho da sua função fiscalizadora e controladora do Executivo na viabilização de Políticas Públicas. Para isso, buscou-se conhecer os mecanismos de funcionamento das Câmaras Municipais; identificar as composições partidárias no Legislativo Municipal e suas posições majoritárias em relação ao Executivo. Verificou-se que as coligações partidárias são vastamente utilizadas pelos partidos e que o Poder Legislativo dos municípios analisados, não cumpre com rigor sua função precípua, pois se torna inerte no ato de legislar. Destarte, a iniciativa legislativa é uma atividade pouco expressiva nas Câmaras Municipais. Os dados indicam a realidade de um Legislativo Municipal com sérias dificuldades de proatividade, obstaculizando, portanto, o equilíbrio nas relações entre os poderes.


Palavras-chave


Legislativo Municipal; processo decisório; controle democrático

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, André. Federalismo, dinâmica eleitoral e políticas públicas no Brasil: uma tipologia e algumas hipóteses. Sociologias, Porto Alegre, ano 12, nº 24, p. 120-157, mai./ago. 2010.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Organização do texto: Juarez de Oliveira. 4. ed. São Paulo: Saraiva, 1990. 168 p. (Série Legislação Brasileira).

CINNANTI, Cristina J. J. A (des)confiança do cidadão no Poder Legislativo e a qualidade da democracia no Brasil. E-legis, Brasília, n. 6 , p. 84-95, 1º semestre 2011. Disponível em: . Acesso em: 11 fev. 2014.

FELISBINO, Riberti de A. Atores e práticas na relação executivo-legislativo municipal: o Caso do município de mogi mirim (sp) em dois contextos democráticos (1946-1964 e pós-1988). In: Revista Omnia Humanas, v. 2, n. 1, 27-47, Janeiro/Junho de 2009.

FIGUEIREDO, Argelina; LIMONGI, Fernando P. Executivo e legislativo na nova ordem constitucional. Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas Editora. 1999.

FREY, Klaus. Políticas públicas: um debate conceitual e reflexões referentes à prática da análise de políticas públicas no brasil. Planejamento e Políticas Públicas. nº 21. p. 211 - 260. jun. 2000. Disponível em:

/158>. Acesso em: 15 abr. 2014.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Banco de dados, Cidades. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/perfil.php?codmun=250073&search=paraiba> Acesso em: 22 jul 2013.

KANAANE, Roberto; FILHO, Alécio F.; FERREIRA, Maria das G. Gestão pública: planejamento, processos, sistemas de informação e pessoas. São Paulo: Atlas, 2010.

LEMOS, Leany B.; POWER, Thimoty J. Determinantes do Controle Horizontal em Parlamentos Reativos: O Caso do Brasil (1988-2005). In: DADOS - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, vol. 56, nº 2, 2013.

LIMA JÚNIOR, Olavo B. Instituições Políticas Democráticas: o segredo da legitimidade. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

LOPEZ, Felix G. A política cotidiana dos vereadores e as relações entre executivo e legislativo em âmbito municipal: o caso do município de Araruama. In: Revista de Sociologia e Política, Curitiba, 22, p. 153-177, jun. 2004.

MELO, Clóvis A. V. de; DANTAS, Nadege da S. Compreensão da dinâmica de transformações populacionais como instrumentos de políticas públicas. In: MELO, Clóvis A. V. de; SOARES, Kelly C. C. Instituições, gestão pública e desenvolvimento sustentável. Recife: Nossa Livraria, 2011. Cap.1, p. 21-39.

MELO, Clóvis A. V.de; PEREIRA, José W; SOARES, Kelly C. C. Padrões de participação política, competição eleitoral e irregularidades em gestões municipais. In: MELO, Clóvis A. V. de; SOARES, Kelly C. C. S. Instituições, gestão pública e desenvolvimento sustentável. Recife: Nossa Livraria, 2011. Cap. 5, p. 137-179.

MORAIS, Filomeno. Executivo e Legislativo no Brasil pós-Constituinte. São Paulo Perspec. [online]. 2001, vol.15, n.4, pp. 45-52. Disponível em: Acesso em: 23 ago. 2013.

MOTTA, Paulo R. A modernização da administração pública brasileira nos últimos 40 anos. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 41, 2007. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2014.

SILVEIRA, Alair. O perfil do poder Legislativo da capital e do estado de Mato Grosso (1983-2004). Rev. Sociol. Polit. Curitiba, v.17, n.34, Oct. 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2014.

TSE. Tribunal Superior Eleitoral. Banco de dados. 2012. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Allan Gustavo Freire da Silva, Kelly Cristina Costa Soares

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4