Sociedade Civil e Segurança Alimentar na CPLP: o papel da Rede da Sociedade civil para a Segurança Alimentar e Nutricional REDSAN-CPLP

Ivette Tatiana Castilla-Carrascal

Resumo


O objetivo do artigo é refletir sobre o papel que a Rede da Sociedade Civil para a Segurança Alimentar e Nutricional (REDSAN) tem no estabelecimento da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Para tal fim o artigo se divide em quatro partes. Na primeira se apresenta uma contextualização sobre a crise mundial de alimentos de 2008, suas causas e fatores para o aprofundamento da insegurança alimentar. Na segunda se descreve a Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional ESAN da CPLP, seus objetivos e como ela tem sido estruturada. Na terceira parte, se apresentam algumas contribuições teóricas sobre a polissemia do conceito de sociedade civil e os entrecruzamentos com a sociedade civil vista como rede. Ao mesmo tempo se apresenta a REDSAN-CPLP, seu processo de construção, avanços e alguns limites e desafios do enfraquecimento da participação de um dos Estados-Membros como é o caso do Brasil. E uma quarta parte com as considerações finais. A metodologia foi qualitativa com a ajuda de métodos de coleta e análise de dados, como o Nvivo. Para a coleta de dados foi realizado um levantamento da produção acadêmica e não acadêmica produzida por atores relacionados às redes nacionais que compõem o REDSAN. Artigos, relatórios e outros materiais foram analisados para apresentar uma visão geral das principais ações, estratégias, articulações que a REDSAN e as redes nacionais realizaram. Essa análise ajudou a identificar os principais desafios e a apresentar alguns impactos que as ações locais da rede trouxeram.


Palavras-chave


redes da sociedade civil; redes transnacionais da sociedade civil; segurança e soberania alimentar; REDSAN-CPLP

Texto completo:

PDF

Referências


ACTUAR. (2018). Relatório da participação do MSC-CONSAN na Reunião de Alto Nível para a Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável na CPLP. 5 a 7 de fevereiro de 2018, Lisboa. Disponível em: . Acesso em: 02 mai. 2020.

_________. (2012). Mobilização Social para a Segurança Alimentar e Nutricional: a experiência de trabalho em redes multi-temáticas da REDSAN-PALOP. Coimbra: ACTUAR/REDSAN-PALOP. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2020.

ALESSIO, Felipe. (2014). A Sociedade Civil na Governança Global de Alimentos: o caso da reforma do Comitê de Segurança Alimentar Mundial. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais. Universidade Federal de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado. Disponível em: .Acesso em: 30 mar. 2019.

BANCO MUNDIAL. (2008). Rising food prices: policy options and World Bank response (English). Washington, DC: World Bank. . Acesso em: 30 mar. 2019.

BOBBIO, Norberto (2002). Gramsci e o conceito de sociedade civil. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 2ª edição.

BRINGEL, Breno. 2011. "Soberanía alimentaria: la práctica de un concepto". In: Osés, P. M. (Org.). Las políticas globales importan. Madrid: IEPALA, p. 95-102.

CLAPP, Jeniffer. (2012). "The financialization of Food: who is Being Fed?" Paper for the International Society for Ecological Economics Conference, June 16-19, Rio de Janeiro, Brazil.

CLAPP, Jeniffer; COHEN, M.J (eds) (2009). The Global Food Crisis: Governance Challenges and Opportunities. Waterloo, ON: Wilfrid Laurier University Press.

CPLP. (2017). Diretrizes para o apoio e promoção da Agricultura Familiar nos Estados-Membros da CPLP. FAO e CPLP. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2020.

CPLP. (2015). Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP. Enquadramento e Órgaõs para Governação. Disponível em: em: . Acesso em: 16 mar. 2020.

_____. (2011) Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional ESAN-CPLP. Parte I: Enquadramento. Disponível em: em: . Acesso em: 26 ago. 2019.

CSM (2018). Civil Society Report on the use and implementation of the right to food guidelines. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2020.

DAGNINO, Evelina; OLVERA, Alberto J.; PANFICHI, Aldo. 2006. "Introdución: Por outra lectura de la disputa por la construción democrática en la América Latina". In: Dagnino, Evelina; Olvera, Alberto J.; Panfichi, Aldo (Coords.) La disputa por la construción democrática en la América Latina. México: Fondo de Cultura Económica, Centro de Investigaciones y Estudios Superiores en Antropologia Social, Universidad Veracruziana, pp.15-102.

DE BARROS, Miguel. (2013). "A Rede da Sociedade Civil para a Soberania e Segurança Alimentar na Guiné-Bissau". Em: C. Carvalho e M. De Barros (Coords). I Fórum Nacional de Soberania e Segurança Alimentar e nutricional da Sociedade Civil, Setembro 11 e 12. IMVF-PDSA II e RESSAN-GB. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2020.

DELLA PORTA, Donatella. (2020). "Building Bridges: Social Movements and Civil Society in Times of Crisis". In: Voluntas. .

______________________. e TARROW, Sidney. (2004). Transnational Processes and Social Activism: An Introduction. In: D. Della Porta e S. Tarrow (Editors). Transnational Protest and Global Activism. Oxford, Rowman and Littlefield Publishers, Inc.

DIAS, Iis del Mel Trindade. (2019). "Articulação Multiatores na Cooperação Brasileira em Segurança Alimentar e Nutricional: avanços e desafios da REAF e da ESAN-CPLP" (Capítulo 16. P.359-). Em: M. Costa Lima e E.

Oliveira (orgs). Estrangeirização de Terras e Segurança Alimentar e nutricional. Brasil e China em perspectiva. Recife: FASA 1era Edição.

EPSTEIN, Gerald. (2005). "Introduction: financialization and the world economy". In: G. Epstein (ed.), Financialization and the World Enconomy, Cheltenham, UK and Northamption, MA, USA: Edwars Elgar Publishing, pp. 3-16.

EDWARD, Michael. (2011). Introduction: Civil Society and the Geometry of Human Relations. In B. Edwards (Ed.), The Oxford handbook of civil society (pp. 1–14). Oxford: Oxford University Press.

FAO. (2013). Food Security and Sovereignty (Base document for discussion. Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, Roma. Disponível em: . Acesso em: 07 mar. 2020.

FAO, FIDA, OMS, PMA y UNICEF. (2019). El estado de la seguridad alimentaria y la nutrición en el mundo 2019. Protegerse frente a la desaceleración y el debilitamiento de la economía. Roma, FAO. Disponível em: . Acesso em: 17 mar 2020

FAO, FIDA, OMS, PMA y UNICEF. (2017). El estado de la seguridad alimentaria y la nutrición en el mundo 2017. Fomentando la resiliencia en aras de la paz y la seguridad alimentaria. 2017. Roma. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2020.

FAO/CPLP (2013) Situação da Governança da Segurança Alimentar e Nutricional: e o papel da Agricultura Familiar nos países da CPLP. Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, Roma. Disponível em: . Acesso em: 03 mai. 2020.

FIAN. (2019). Informe Dhana 2019: autoritarismo, negação de direitos e fome/ SANTARELLI, Mariana; BURITY, Valéria et al. Brasília: FIAN Brasil. 102p.

FÓRUM MUNDIAL PELA SOBERANIA ALIMENTAR. (2007). Declaration of Nyéléni – Declaration of the Forum for Food Sovereignty. Sélingué: 2007. Disponível em: . Acesso em: 20 março. 2020.

JORDAN, Lisa. (2011). "Global civil society". In B. Edwards (Ed.), The Oxford handbook of civil society (pp. 93–107). Oxford: Oxford University Press.

KECK, Margaret. E., SIKKINK, Kathryn. (1998). Activists beyond borders. Ithaca, NY: Cornell University Press.

LAWRENCE, Geoffrey; SIPPEL, Sarah Ruth; BURCH, David. (2015). "The financialisation of food and farming". In: Guy M. Robinson, Doris A. Carson. (editors). Handbook on the Globalisation of Agriculture. Publisher: Edward Elgar.

LECHNER, Norberto. (1994). “La (problemática) invocación de la sociedad civil”. Perfiles latinoamericanos. Revista de la Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales Nº 5, pp.131-144.

MSC-CONSAN. (2018) Monitoramento Regional do Direito Humano à Alimentação e Nutrição Adequadas na CPLP: a implementação da ESAN-CPLP. Disponível em: . Acesso em: 18 mar. 2020.

NOGUEIRA, Marco Aurélio (2003). Sociedade civil, entre o político-estatal e o universo gerencial. RBSC Vol.18 Nº 52, junho. . Acesso em: 02 mai. 2020.

PINTO, João N. (2008). Sociedade Civil e Segurança Alimentar nos PALOP: Desafios da Articulação em Rede. Rio de Janeiro: International Food Security Network. IFSN Working Paper Nº 1. 49 pp.

REDSAN-CPLP, (2013). VI Reunião da Rede Regional para a Segurança Alimentar e Nutricional na CPLP. Relatório, Lisboa.

SARMENTO, Francisco; PINTO, João. (2015). Construção e Implementação da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP: histórico, balanço e perspectivas. CERESAN: UFRRJ.

SIKKINK, Kathryn (2004). "Governance and the insider outsider coalition", in: D. Della Porta e S. Tarrow (Editors). Transnational Protest and Global Activism. Oxford, Rowman and Littlefield Publishers, Inc.

SHERER-WARREN, Ilse. (2012). Redes emancipatórias nas lutas contra a exclusão e por direitos humanos. Curituba, Ed. Appris.

WOLFFENBUTTEL, Andrea. (2006). "O que é dumping". 2006. IPEA, Desafios do Desenvolvimento. Ano 3. Edição 18 - 1/01/2006. Disponível em: . Acesso em: 21 abr. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Ivette Tatiana Castilla-Carrascal

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4