Melhor é ter amigo na praça: Cooperação no Sul Asiático no Combate a Insegurança Alimentar

Willber Nascimento, Rodrigo Lins

Resumo


A criação do banco de alimentos da SAARC contribuiu para a redução da insegurança alimentar no sul-asiático? O objetivo desse trabalho é analisar se a insegurança alimentar nessa região diminuiu após a implementação desse banco de alimentos. Partimos do ponto teórico de que a cooperação internacional entre países é benéfica para o cumprimento de objetivos comuns. Metodologicamente analisamos o conteúdo do acordo e posteriormente analisamos dados numéricos utilizando estatística descritiva e inferencial. Analisaremos dados relativos à insegurança alimentar no sul-asiático no período de 2000 a 2013. Testamos a hipótese de que a implementação do banco de alimentos exerceu efeito negativo sobre a “insegurança alimentar”. Espera-se que a média de insegurança alimentar nos países-membros seja menor após a implementação do banco de alimentos. Os resultados do trabalho indicam: (1) uma leve queda no número de subnutridos na região, mas que não foi estatisticamente significativa; (2) o deficit de calorias per capta/dia, a prevalência de anemia entre crianças de até cinco anos e a prevalência da subnutrição apresentam quedas consideráveis e significativas estatisticamente; e (3) concluímos que após a implementação do banco de alimentos a insegurança alimentar tem diminuído nos países sul-asiáticos.


Palavras-chave


Segurança Alimentar; SAARC; Cooperação Internacional; Relações Internacionais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Política Hoje - ISSN: 0104-7094

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

I S S N   0 1 0 4  –  7 0 9 4